10 Filmes de Viagens em Cruzeiros

10 Filmes de Viagens em Cruzeiros

COMPARTILHE!

Ah, a magia de um cruzeiro. Alimentação all inclusive, festas, shows… Geralmente a preços acessíveis e mais baratos que um fim de semana em um hotel.

Além das filmagens no Universal Orlando Resort e no deserto do Texas, ‘S.O.S. Mulheres ao Mar 2‘ também teve cenas filmadas dentro de um cruzeiro. Inspirados pelo nossa viagem ao Universal Studios Florida, criamos uma matéria sobre os 10 Filmes de Viagens em Cruzeiros.

Entre uma tarde na jacuzzi e um jantar à luz de velas, separamos para vocês os dez melhores filmes passados em cruzeiros ou navios luxuosos.




Vamos lá?

O Duelo (2015)

o_duelo_lullydeverdade_01

Para aproveitar o lançamento desta obra nos cinemas, o timing não poderia ser mais exato. Baseado num texto de Jorge Amado, este filme traz o português Joaquim de Almeida como um pomposo Capitão, encantando toda uma pequena cidade da Bahia com suas histórias. O saudoso José Wilker interpreta um desafeto enciumado, disposto a expor o protagonista como fraude. O filme entrou em cartaz nos cinemas brasileiros neste fim de semana.

Meu Passado me Condena (2013)

9dd5189e737aedf243537aa2baba0196




Fábio Porchat e a gracinha Miá Mello levam para o cinema seus personagens do seriado homônimo. A dupla se vê num cruzeiro de luxo para comemorar a lua de mel. Para complicar as coisas, no local também está um antigo namorado de Miá, hoje casado com uma paixão juvenil de Fábio. Este é o “barco da coincidência”. O resultado foi uma bem sucedida comédia nacional, cuja continuação está em andamento.

Cruzeiro das Loucas (Boat Trip, 2002)

ycqjyginpqguif1xutdt

Antes de ser inteiramente renegado aos lançamentos em vídeo, o vencedor do Oscar Cuba Gooding Jr. protagonizou esta comédia, que chegou a se exibida nos cinemas nacionais em julho de 2003. Na trama, o ator e seu melhor amigo, papel de Horatio Sanz (veterano do humorístico Saturday Night Live), revolvem fazer uma viagem a bordo de um cruzeiro, com a finalidade de que o protagonista esqueça uma decepção amorosa. O que a dupla atrapalhada não esperava era parar por acidente num cruzeiro gay.

Os Piratas do Rock (The Boat that Rocked, 2009)

12

Este não é um filme sobre um cruzeiro, ou uma viagem de luxo. Baseado em trechos históricos, que viu a Inglaterra invadida por rádios piratas na década de 1960, o filme traz um enorme navio funcionando como tal estabelecimento ilegal. Seu repertório de músicas eram justamente as consideradas inaceitáveis para as rádios usuais. Richard Curtis (Simplesmente Amor e Questão de Tempo) escreve e dirige. O filme faz uso de um grande elenco, de nomes como Philip Seymour Hoffman, Kenneth Branagh, entre outros.

Tentáculos (Deep Rising, 1998)

280865

Tá faltando adrenalina? Que tal este filme escrito e dirigido por mesmo Stephen Sommers, de A Múmia (1999). Na trama, um grupo de assaltantes chega para depenar os turistas de um grande cruzeiro. O que os criminosos não contavam era que o navio seria atacado por algo além deles: uma enorme criatura pré-histórica, vinda das profundezas do oceano, cheia de… como diz o título, tentáculos. Esta é uma produção B, que contou com um orçamento de 45 milhões de dólares, ou seja, mais do que o de  muitas produções mainstream.

Lua de Fel (Bitter Moon, 1992)

still-of-kristin-scott-thomas-and-hugh-grant-in-bitter-moon-(1992)-large-picture

Na lista já tivemos comédias de variadas qualidades, produções B de terror, e agora é a vez de levantar a moral com um drama de arte, de um diretor renomado. O veterano Roman Polanski é sem dúvida um dos grandes do cinema, e aqui resolve nos mostrar talvez o seu lado mais sombrio. Essa é provavelmente a história de amor mais amarga já colocada em filme. Peter Coyote e Emmanuelle Seigner (a esposa do diretor) formam um casal disfuncional, que atrai para sua teia os rígidos e conservadores Hugh Grant e Kristin Scott Thomas.

Velocidade Máxima 2 (Speed 2: Cruise Control, 1997)

1Z9wB1nXqbAknnI0vVs6ceUF5tJ

O primeiro Velocidade Máxima (1994) marcou época. Um dos filmes de ação mais inventivos de todos os tempos, a trama colocava passageiros em um ônibus que não podia parar ou passar de certo limite de velocidade, caso contrário uma bomba explodiria nele. Como um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, Velocidade Máxima 2, contendo a mesma Sandra Bullock (mais azarada impossível), transporta a ação para um grande cruzeiro. A urgência, no entanto, se esvaiu.

Dois Parceiros em Apuros (Out to Sea, 1997)

out_to_sea

Walter Matthau e Jack Lemmon são uma das duplas mais icônicas da sétima arte, tendo as obras Um Estranho Casal (The Odd Couple, 1968) e Dois Velhos Rabugentos (Grumpy Old Men, 1993), como alguns dos destaques de tal parceria. Nem mesmo a dupla escapou de uma comédia passada num cruzeiro da terceira idade, onde irão encenar sua famosa dinâmica, na qual Lemmon é o ingênuo, e Matthau, o cínico.

SOS – Mulheres ao Mar (2014)

sos-mulheres-ao-mar__140324013017

Outra produção nacional encontra lugar na lista. Giovanna Antonelli protagoniza como uma mulher traída pelo companheiro, que decide ir atrás dele numa viagem de cruzeiro, para tentar reconquistá-lo. No local, termina conhecendo e se apaixonando pelo personagem de Reynaldo Gianecchini. O filme foi um dos grandes sucessos nacionais do ano passado. E adivinhe, ganhou uma ótima continuação este ano. O que virá por aí… ?

Sexta-Feira 13 – Parte 8 – Jason Ataca Nova York (Jason Takes Manhattan, 1989)

kanehodderjason

Esse fez parte da minha infância. Querendo dar novos ares para a infame série, os “brilhantes” produtores resolveram levar um dos mais sanguinolentos assassinos do cinema para um local igualmente barra-pesada. Nova York foi o local escolhido. O trailer era fantástico, mas a decepção para milhares de crianças viria logo em seguida. Ao adentrar o filme, percebíamos que Jason passa 90% da projeção dentro de um barco, massacrando apenas infelizes colegiais. Sua jornada pela cidade que nunca dorme é breve.

Titanic (1997)

titanic-c217-24

O que seria de uma lista sobre filmes em barcos sem “a mãe” de todos eles. Durante 12 anos, a superprodução de James Cameron, que quase levou a Fox à falência e depois encheu seus cofres com muitos milhões, foi o filme mais rentável de todos os tempos. Hoje, a história de amor que ultrapassou a barreira social e encantou o mundo, se contenta com a segunda posição. O que não é pouco.

Curta nossa ENTREVISTA com a Milla Jovovich:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «