10 Filmes que Conheci Através da Sessão da Tarde

10 Filmes que Conheci Através da Sessão da Tarde

COMPARTILHE!

No quesito de filmes, em uma época onde não tinha acesso à internet (nem a computadores, na verdade), o aluguel de filmes era limitado aos finais de semana e as idas ao cinema escassas, eu dependia muito da programação da TV aberta. Neste cenário, a Sessão da Tarde desempenhou papel fundamental na construção do meu gosto cinematográfico e me permitiu conhecer filmes aos quais não teria acesso fácil na época. Aproveitando que este programa está ameaçado de sair do ar depois de mais de 41 anos, decidi fazer uma justa homenagem.

Os 10 Filmes mais Exibidos e Lembrados da “Sessão da Tarde” 

Posso dizer que tive muita sorte de pegar a “fase áurea” da Sessão da Tarde, na qual a grade de filmes era formada em sua maioria pelos “clássicos” da década de 80 e, nas férias, pelos filmes dos Trapalhões e da Xuxa (nem tudo é perfeito). Como disse anteriormente, vários dos meus filmes favoritos eram frequentadores assíduos da Sessão da Tarde durante minha infância e adolescência. Filmes como “De Volta Para o Futuro“, “Caça-fantasmas”  e “Um Tira da Pesada” embalaram minhas tardes e encheram elas de diversão grátis e descompromissada. Se hoje eu sou um cara com gosto eclético (apesar de tendenciosamente hollywoodiano), com certeza isso teve origem nessa época. Claro que os filmes eram picotados e cheios de comerciais, mas naquele tempo era a forma que tínhamos para ver mais filmes sem gastar nada.




Desta forma, se não fosse pela Sessão da Tarde, teria perdido a oportunidade de assistir a muitos filmes que não podia ver no cinema nem alugar. Parece estranho, principalmente para nossos tempos, mas a vida sem internet era assim. Talvez essa mudança dos tempos seja um dos principais motivos pelos quais a Sessão da Tarde esteja ameaçada. Hoje o acesso à mídia é muito mais fácil e qualquer criança pode abrir um Netflix e assistir a filmes quando quiser. Claro que os downloads ilegais e a pirataria também tem papel fundamental para facilitar a acesso aos filmes e consequentemente diminuir o interesse na programação aberta recheada de comerciais.

Sendo assim, para finalizar a homenagem, fazendo justiça a este programa tão significativo do meu passado, vou listar 10 filmes que conheci através da Sessão da Tarde. Tentei montar uma lista bem eclética e dar reconhecimento para diferentes atores e diretores da época. Obviamente, foram excluídos aqueles filmes mais famosos e que assisti no cinema ou através da locadora:

 

10. Falcão, o Campeão dos Campeões




Quase que termino a lista sem nenhum filme do Stallone! Dentre tantos clássicos desse ator, este é o exemplar que, ao meu ver, mais representa o estilo Sessão da Tarde: músicas anos 80, história família e cativante, momentos engraçados (tipo o cara tomando óleo de caminhão) e final emocionante. Quem nunca “virou o boné” pra brincar de queda-de-braço com os colegas que atire a primeira pedra.

 

9. Guerreiros de Fogo

Seria um crime deixar de fora um filme medieval da lista! Tudo bem que o personagem de Schwarzenegger deveria se chamar Conan (afinal de contas, o filme é da Sonja), mas isso não justifica deixar passar uma das poucas chances de se ver o “ex-Governator” como coadjuvante. Cheio de efeitos especiais trashs e personagens profundos como um pires, este filme é um representante digno do “cinema pipoca” da época. E a presença do “Pequeno Mestre” é apenas a cereja do bolo para fechar a conta e passar a régua!

 

8. Te Pego lá Fora

Talvez esse seja desconhecido de alguns, mas para mim era presença indispensável na lista. Situado quase totalmente dentro da escola, o filme traz todas as confusões de um nerd que acaba arranjando briga com o “novato delinquente”. A tensão e o humor mantém o ritmo deste longa que precisa ser visto pela geração de hoje!

 

 

7. Aventureiros do Bairro Proibido

Que tal um filme com Kurt Russel esbanjando seus trejeitos de cowboy urbano fazendo dupla com um chinês bom de briga para lutar contra figuras da mitologia oriental? Certeza de diversão, claro! Com muitos efeitos especiais práticos e recheado de lutas alucinadas (com direito a duelo de espadas no ar), este filme foi uma mistura cultural dosada com maestria pelo mago John Carpenter para forjar um dos expoentes de aventura pop da década de 80.

 

6. Mulher Nota 1000

Mais um filme de John Hughes? Assim não dá! Bem que eu tentei, mas não tem como fazer uma lista de filmes dessa época sem colocar as obras do diretor no mexido. Ainda mais quando ele coloca como estrela uma das mulheres mais desejadas daquele tempo: Kelly LeBrok. Isso sem falar de uma interpretação hilária de Bill Paxton como o “irmão-mais-velho-xarope” e a participação do grande Robert “Tony Stark” Downey Jr. como um adolescente praticante de bullying! Embasamento científico para criar uma mulher a partir de um computador e uma boneca? Sutiãs na cabeça!

 

5. Karate Kid

A figura carismática de Pat Morita imortalizou a imagem do “velho bom de briga” e o eterno adolescente Ralph Machio se encaixou perfeitamente no papel de saco de pancadas de valentões. As músicas gritam anos 80, assim como o figurino e o tom inocente do filme. Recentemente, Hollywood cometeu mais um crime ao fazer o reboot da franquia, mas desta vez usando o filho do Will Smith (até aí tudo bem) e fazendo ele aprender Kung Fu na China! Peraí, então deveriam ter criado uma nova franquia: Kung Fu Kid!

 

4. Um Dia a Casa Cai

Também não poderia deixar de fora um dos filmes de Tom Hanks em sua “fase comédia”. Mesmo com outros concorrentes de peso (como Splash ou Querto Ser Grande), decidi escolher aquele que mais me fez rir. Tom Hanks usa e abusa de suas caretas nesta comédia sobre um casal que compra uma mansão por uma pechincha para depois descobrir que não existe almoço grátis e vivenciar situações engraçadíssimas enquanto a casa se desintegra. E quando decidem fazer a reforma, as coisas só pioram! Recomendo a todos que querem investir em imóveis.

 

3. O Rapto do Menino Dourado

Outra figurinha tarimbada da Sessão da Tarde, Eddie Murphy está impagável neste filme pouco conhecido dele mas que rende muitas risadas e efeitos especiais toscos! Em uma aventura que mistura fantasia e ação, nada melhor do que o bom humor para fechar a receita com chave de bolo. Ah, e claro: “E-e-e-e-e-eu quero o punhaaaalllll”.

 

2. Antes Só do que Mal Acompanhado

O que seria da Sessão da Tarde se não fosse pelo Steve Martin e pelo John Candy? E que tal um filme com os dois juntos eu seu auge e dirigido pelo John Hughes? Pois é, não tinha como dar errado. Este filme é uma das minhas comédias favoritas e retrata as desventuras de dois caras, um normal e outro folgado, que acabam juntos em uma jornada para chegarem em casa antes do Dia de Ação de Graças. E, ao contrário do filme, tudo na viagem deles dá errado em momentos hilários que estão gravados em minha memória cinéfila para sempre.

 

1. Curtindo A Vida Adoidado

Este filme tem tudo o que fazia a Sessão da Tarde um dos meus momentos favoritos do dia e é um verdadeiro clássico do cinema daquele tempo. Ferris Bueller foi um ícone para muitos jovens desta época onde os adolescentes já precisavam se preocupar ainda no colegial com coisas de adulto, como escolher uma profissão e se preparar para ser bem sucedido. Os atores, liderados por Mathew Brodderick no seu momento mais brilhante, tiveram atuações memoráveis e ajudaram a forjar esta obra-prima do diretor John Hughes, o mestre dos filmes dos anos 80. Owwww Yeahhhhhhhh!

 

 

E você, tem idade suficiente para ter uma lista de 10 filmes que conheceu através da Sessão da Tarde? Compartilhe nos comentários!

Curta nossa ENTREVISTA com a Milla Jovovich:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «