15 Séries dos Anos 90 para deixar você morrendo de saudades…

15 Séries dos Anos 90 para deixar você morrendo de saudades…

COMPARTILHE!

Mesmo com tantos seriados maravilhosos pipocando nos anos 2000, há algum tempo vivemos uma década primorosa! Os anos 90 foram marcados por uma quantia insana de séries que botavam a gente na frente da TV, ditaram moda, comportamento, penteados e, certamente, geraram os primeiros crushs na vida de muitos de nós!

Sim, vai ficar faltando muita coisa, eu sei. Mas aproveitem os comentários pra falar quais faltaram pra gente poder voltar com uma segunda parte! Sem muitas delongas, simbora reviver um pouco daqueles bons tempos.

15 Séries Marcantes dos Anos 80 




Ah, vale lembrar que só vão entrar aqui produções que começaram a ser exibidas na década. Por isso, clássicos como Anos Incríveis, Seinfeld e outras – que começaram em 80, mas prosseguiram pelos anos 90 – não estarão na lista.

Confissões de Adolescente

Uma série bem curta, que teve suas duas temporadas exibidas entre 94 e 96, mas que nunca parou por aí. Vieram filmes e livros para coroar a produção que marcou a adolescência de muita gente que se via retratada no conflito das 4 irmãs e de todo o núcleo que se forma em volta delas. Com dilemas atemporais e um roteiro redondinho, a série que conta com um elenco que nos é bem familiar até hoje, deixou bastante saudades.




Barrados no Baile

Começou cravadinha, em 1990, e terminou exatamente em 2000. Foram 10 temporadas mostrando o choque da mudança da família dos irmãos Brandon e Brenda da pacata Minessota à efervescente Bervely Hills. As relações pessoais que vão se formando dão brecha para assuntos como suicídio na adolescência, abuso de drogas, estupros e afins, uma realidade pungente na adolescência dos americanos e que, como bem sabemos, faz parte também de um problema mundial.

Xena, a Princesa Guerreira

A série que tem de longe um dos finais mais chocantes de todos os tempos – aposto que traumatizou muita molecada que assistia – foi ao ar pela primeira vez em 95 e terminou em 2001. A trama é uma fantasia histórica que se passa na Grécia antiga onde Xena, uma ex-assassina, é levada para uma missão que tem como intuito limpar seu passado sangrento. É, séries de serial killers que começam a ajuda a polícia não parecem tão originais agora, não é!

Família Soprano

Batendo na portinha da virada de década, em 1999 a HBO começou a exibir uma série que é considerada até hoje por alguns como a melhor de todos os tempos. Foi em 2007 que vimos chegar ao fim a saga de Tony Soprano, um Italo-Americano que começa a ter alguns ataques de pânico e procura uma psicóloga para ajuda-lo a balancear seus dilemas pessoais tanto em casa quanto na máfia que ele chefia.

Mundo da Lua

É difícil de acreditar que essa série também durou apenas dois anos. Exibida de 1991 a 1993, os 52 episódios de Mundo da lua nos levaram para um universo todo particular de Lucas Silva e Silva, onde desejos e realidade se misturam em uma narrativa que fascinava. Até hoje são diversos momentos pontuais e episódios inteiros que ficaram gravados na memória, como aquela musiquinha dos Big bad boys (todas as minas gostam de nós). Sim, uma simples frase “Alô, alô, planeta Terra chamando” foi capaz de nos levar a um zilhão de aventuras.

Buffy, a Caça Vampiros

A saga da mais famosa caça vampiros de todos os tempos começou em 97 e terminou em 2003, e foi uma das minhas séries favoritas da década. Aos 16 anos, a protagonista descobre que é representante de uma linhagem de caçadoras de vampiros. Ela e a mãe chegam a se mudar para uma cidade da Califórnia para que Buffy possa ir pra escola, fazer amigos e viver uma vida normal. Mas, bem, cê sabe nada, inocente! Por fim, resta apenas a ela abraçar o caos e passar a defender a cidade de Sunnydale contra vampiros e outras criaturas.

Power Rangers

Uma das maiores febres de todos os tempos teve início em 93 e, pasmem, segue até os dias atuais. Já são 22 temporadas desde então, mudando sempre o elenco e algumas coisinhas, mas mantendo sempre a trama básica de um grupo de adolescentes que é convocado para combater o mal. Cada um com suas habilidades e, claro, sua clássica cor de uniforme. Sem contar aquele momento mágico que eles se juntam e formam o Mega Zord, um super robô que os ajuda a enfrentar inimigos maiores. Sim, corre o grande risco de você ter cantando agora que os Power Rangers têm a força, Power Ranger são heróis…

Kenan & Kel

Por quatro anos, de 96 a 2000, esses dois amigos (e muito refrigerante de laranja) marcaram época. A trama gira em torno de Kenan, que é um garoto maroto e espertão, e de seu amigo Kel, que é um garoto maroto, bem lerdinho e apaixonado por um refri de laranja. A sitcom não tinha episódios contínuos, exceto por uma sequencia medonha em uma casa mal assombrada, por isso dá pra você se jogar na internet agora mesmo e ser feliz com algum episódio desses dois, caso não lembre deles ou “não seja desse tempo”.

Dawson’s Creek

Essa vai especialmente para o nosso leitor Alisson Patricio, que comentou no Facebook que eu esqueci de colocar essa coluna de séries com finais tristes. Aqui ela não vai faltar! Exibida de 1998 a 2003, a trama mostra a passagem de um grupo de amigos para um “mundo adulto”. Ao contrário de muitas produções que mostravam um grupo perdido na adolescência, sem saber muito bem como lidar com as situações, Dawson’s creek tem um contexto mais maduro, e foi considerada uma das melhores séries de drama para adolescentes dos anos 90 e, digo mais, é uma das melhores até hoje.

E.R – Plantão Médico

A série teve início em 94, mesmo ano de Friends, com a qual fez um crossover fantástico quando Rachel e Monica ‘trocam de identidade’ para que Rachel possa ser atendida no hospital sem arcar com nenhum custo. Tendo como um de seus primeiros protagonistas o galã George Clooney, a série foi uma das primeiras a trazer uma premissa que conhecemos bem hoje, e que pauta a famosíssima Grey’s anatomy. Os episódios envolvem a história de um grupo de médicos e seus dilemas dentro e fora do trabalho. E.R foi cancelada em 2009, após 15 temporadas.

Blossom

Figurinha carimbada nas tardes do SBT, a série começou a ser transmitida em 1990 e durou 5 anos. Protagonizada por Mayim Bialik, a Amy de The Big bang Theory, que representava uma menina de 15 anos com um humor bastante inteligente e sarcástico. Blossom mora com o pai e seus irmãos, cada um com um traço de personalidade bem diferente dela. Sendo a caçulinha da família, a protagonista é simplesmente brilhante em meio de sua família não muito convencional. A mãe largou tudo para seguir seu sonho de virar cantora e ficou nas mãos do papis da galera a missão de tentar manter a casa em ordem.

Um Maluco no Pedaço

Com uma música de abertura viciante e as dancinhas do Carlton, a produção protagonizada por Will Smith ficou no ar entre os anos de 90 e 96, narrando a história de Will, um carinha que adora rap e é todo de boas. Sua mãe acha que ele tem que ter uma educação mais rigorosa e aprender a ter um pouco mais de modos, mas com o seu jeito todo sossegadão, é Will que coloca a família de pernas pro ar e dá uma humanizada no rigoroso tio Phil e acaba passando a influenciar na rotina e no comportamento da família toda. Pra quem não sabe, a série deveria ter sido encerrada na temporada 4, que é aquela do episódio que termina com Will voltando pra sua cidade natal e não retornando à casa dos Banks. Porém a série foi renovada para mais 2 temporadas depois de milhões de pedido de fãs.

Sabrina, Aprendiz de Feiticeira

Contando com 7 temporadas, começando em 96 e terminando em 2006, a série gira em torno, claro, de Sabrina, uma adolescente que mora com suas tias e com o famosíssimo gato Salem. Ao completar 16 anos, a protagonista descobre que é uma meia-bruxa, filha de mãe mortal e pai bruxo. E assim, com essa revelação super normal no cotidiano de qualquer pessoa, ela vai tentando aprender a desenvolver seus poderes mágicos, sempre tentando usá-los para o bem e para ajudar as pessoas que amava e, ainda assim, tentando levar uma vida de garota normal no meio disso tudo.

Will & Grace

Uma das melhores comédias EVER também nasceu na lendária década de 90. Exibida entre os anos de 98 e 2006, a série conta a história de, adivinhem, Will e Grace. Eles eram namorados na adolescência, mesmo quando ele não tinha muitas certezas sobre a sua sexualidade. Até que um dia eles bebem além de conta e resolvem transar. Mas, sim, bem na hora H (no ponto alto do amor) ele se dá conta de que é mesmo gay. A maravilha é que os dois seguem como amigos inseparáveis na trama, vivendo situações sempre hilárias, e sempre juntos. Se você não conhece essa comédia premiadíssima, tá perdendo tempo. É uma ótima garantia de muitas risadas.

O Mundo de Beakman

Não tem um jeito melhor de fechar essa lista do que lembrar do cara que tem o cabelo igual ao meu quando acordo ou saio no vento. Beakman e sua trupe fizeram toda galerinha da minha infância mergulhar no mundo da ciência e realmente se apaixonar por ele. Contando sempre com uma de suas assistentes, que mudaram ao passar das temporadas, e com seu fiel escudeiro Lester, o rato mais amado do mundo. O mundo de Beakman foi um verdadeiro frisson cultural, explicando conceitos complicados de uma forma simples e mostrando como fazer experimentos para testá-los em casa. Se seus pais não aguentavam você querendo fazer em casa o que tinha visto na TV, parabéns, você é fruto de uma ótima geração televisiva!

 

 

Curta nossa ENTREVISTA com a Milla Jovovich:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «