5 Sequências Melhores que o Filme Original

5 Sequências Melhores que o Filme Original

COMPARTILHE!

No mundo de Hollywood, onde o dinheiro é o combustível que alimenta a fábrica de sonhos, quando um filme faz sucesso de bilheteria é quase certo que veremos uma continuação. Infelizmente, quase sempre essa continuação não será feita pelos motivos corretos e acabará frustrando as expectativas daqueles que gostaram do primeiro filme.

Porém, após escrever uma matéria listando as ‘5 Sequências que Nunca Deveriam ter Sido Feitas‘ e que trata dessa maioria, fiquei pensando também nos raros casos em que tivemos excelentes filmes iniciais que conseguiram ser superados pela sua sequência direta e decidi listar 5 exemplos disto.

Na minha opinião, não existe uma fórmula de como fazer uma boa continuação, caso contrário todas as sequências seriam sempre melhores que o filme anterior e, infelizmente, não é isso o que vemos. No entanto, existe um consenso de que, para a sequência ter sucesso, ela precisa respeitar aquilo que foi feito no filme original, fazer com que os personagens evoluam em suas jornadas e trazer algo novo para a mistura (seja em termos de personagens ou de trama). Isso se mostra verdade tanto para os filmes que deixam margem para a sequência quanto para aqueles que aparentemente finalizaram sua história. Quando isso é feito de forma competente, temos continuações que conseguem agradar os fãs e superar as expectativas.




Porém, a tarefa de fazer uma continuação fica ainda mais complicada quando temos um excelente filme original e é justamente este cenário que estou contemplando aqui. Nos casos em que o primeiro filme foi intermediário, não é tão complicado fazer uma continuação superior, mas, quando o primeiro filme conquista crítica e público e possui uma legião de fãs, são raríssimas as sequências que conseguem melhorar. Juntando tudo isso e também o fato de que só estão sendo consideradas as continuações diretas (ou seja, o filme número 2), a lista diminui ainda mais, pois em vários casos o melhor filme só acaba aparecendo lá para o terceiro ou quarto da franquia.

Vamos então à lista e fique à vontade para compartilhar com a gente as suas escolhas pessoais na seção de comentários!

 

5. Homem-Aranha 2 (2004)




O primeiro filme do aracnídeo mais famoso dos quadrinhos foi um grande sucesso de público e de crítica em uma época de ressurgimento dos filmes de super-heróis. Com uma excelente história de origem, um protagonista competente e um vilão carismático, seria difícil superar isso na sequência. Porém, foi exatamente isso que Sam Raimi conseguiu fazer com Homem-Aranha 2. O público foi não só presenteado com um vilão superior, mas também com uma jornada fascinante de Peter Parker tendo que lidar com as consequências de seus poderes. Isso sem falar nas sequências de ação de tirar o fôlego. O resultado foi um filme que é considerado um dos melhores do gênero até hoje e um exemplo de como se fazer uma boa continuação.

 

4. Aliens: O Resgate (1986)

Se para o mesmo diretor do original conseguir superar seu trabalho já é difícil, imagine quando a tarefa cai nas mãos de outra pessoa. Felizmente, neste caso, a batata caiu no colo de um dos diretores mais competentes da atualidade: James Cameron. Ele conseguiu pegar os elementos de terror e claustrofobia do original de Ridley Scott e fazer uma releitura própria em uma escala muito maior e recheada com muita ação. Além disso, ele também abraçou a ideia de uma protagonista feminina e transformou Sigourney Weaver em uma das atrizes mais duronas de todo o cinema. Alguns podem criticar e dizer que o filme fugiu da pegada de terror do original, no entanto eu vejo isso como algo positivo pois todas as situações desse estilo foram exploradas no original e seria um erro tentar repetir a fórmula. James Cameron provou que, em alguns casos, maior é melhor.

 

3. O Cavaleiro das Trevas (2008)

Depois do sucesso do filme de 2005, a expectativa sobre este filme era imensa e a notícia de que veríamos a “versão Nolan” do Coringa só aumentou isso. Quando Heath Ledger provou que estávamos errados nas críticas de sua escalação, roubou a cena e entregou o Coringa mais assustador da franquia, todos sabíamos que estávamos diante de algo especial. Dificilmente veremos algo neste patamar novamente ou testemunharemos um ator ganhar um Oscar por seu trabalho neste gênero. O filme é tão bom e bem equilibrado que ninguém reclamou da substituição da atriz que interpretava Rachel. Vemos Batman atravessar uma jornada rumo às trevas em um dos arcos mais interessantes já tomados pelo personagem no cinema. No final das contas, o que temos aqui é o “estado da arte” de um filme baseado em quadrinhos que o coloca não só no topo da lista dos longas do Batman e do gênero, mas também como um dos melhores filmes do cinema recente.

 

2. O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final (1991)

Mais uma vez temos o diretor James Cameron na lista, mas desta vez com uma franquia que ele mesmo criou, segundo conta a história, durante um delírio febril. O primeiro filme foi um grande sucesso e trouxe Arnold Schwarzenegger em seu papel mais marcante do cinema como um vilão inesquecível. Para a continuação ter sucesso, seria necessário trazer algo novo e foi exatamente isso que aconteceu. Com o antigo vilão agora protegendo John Connor e um novo exterminador que trouxe efeitos digitais fantásticos em uma época em que isso era novidade, o filme entregou muita ação e uma excelente história e se transformou em um dos filmes mais cultuados do gênero. Infelizmente, a franquia foi posteriormente arruinada pela ganância de Hollywood.

 

1. Star Wars – Episódio V: O Império Contra-Ataca (1980)

O primeiro Star Wars foi um sucesso surpreendente e avassalador que iniciou uma das franquias mais cultuadas do cinema moderno. A expectativa sobre a continuação era imensa e o fato de George Lucas deixar a cadeira de diretor só intensificou isso. No entanto, a troca foi muito positiva e o filme conseguiu superar todas as expectativas, tanto dos fãs quanto dos críticos. Não só isso, ele até hoje é considerado por muitos como o melhor de toda a saga que já está caminhando para o seu “Episódio VIII”. O longa está recheado de momentos marcantes como o congelamento de Han Solo em “carbonite” e a grandiosa revelação de que Darth Vader é o pai de Luke Skywalker. O tempo passa e apenas aumenta a certeza de que este filme é um exemplo perfeito de uma continuação que superou seu antecessor.

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «