Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow acusam produtor Harvey Weinstein de assédio sexual

Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow acusam produtor Harvey Weinstein de assédio sexual

COMPARTILHE!

As vencedoras do Oscar, Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow, vieram a público revelar que também foram vítimas de assédio sexual por parte do produtor Harvey Weinstein quando eram jovens.

Em uma matéria feita pelo jornal The New York Times, nesta terça-feira (10), as atrizes revelaram casos similares à série de outros assédios relatados por ex-funcionárias da The Weinstein Company, bem como pelas atrizes Ashley Judd e Rose McGowan.

Na época com 22 anos, Paltrow revelou que acabara de ter sido escalada para o filme ‘Emma’, produzido por Harvey Weinstein.

Na ocasião do assédio, o produtor a convidou para o hotel onde estava hospedado, para o que seria uma “reunião de negócios”. Lá, ele teria tentado massageá-la e havia a convidado para o seu quarto. A atriz afirmou que recusou as investidas do empresário, relatando o ocorrido para Brad Pitt, seu namorado naquele período. Na época, o ator confrontou Weinstein sobre o ocorrido. O representante do astro confirmou o fato ao jornal.

Sobre o assédio, Paltrow afirmou:



Publicidade

“Eu era uma criança, havia acabado de fechar o contrato para o filme, fiquei apavorada. […] Nós chegamos a um determinado momento em que as mulheres precisam mandar uma mensagem clara e objetiva de que isso acabou e não pode se repetir. Esse jeito de tratar as mulheres acaba agora!”

Futuramente, Paltrow acabou trabalhando novamente com a The Weinstein Company em ‘Shakespeare Apaixonado’, que lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz em 1999.

Jolie também compartilhou sua história em um e-mail enviado para à publicação. Em seu relato, ela revela um caso semelhante aos demais, ocorrido durante o lançamento de ‘Corações Apaixonados’, em 1998.

Segundo a atriz, ela teria se encontrado com ele em um quarto de hotel e Weinstein teria feito investidas, que foram rejeitadas.

“Eu tive uma péssima experiência com Harvey quando ainda era jovem e por isso eu decidi nunca mais trabalhar com ele e fiz questão de avisar aqueles que trabalharam futuramente. Este tipo de comportamento com mulheres, independente de qual seja a área profissional e o país, é absolutamente inaceitável”.

Devido às inúmeras acusações de assédio, Harvey Weinstein foi demitido de sua própria empresa. Leia abaixo a nota divulgada da diretoria.

“Devido a novas informações sobre a má conduta de Harvey Weisntein que surgiram nos últimos dias, os diretores da Weinstein Company determinaram, e informaram Harvey Weinstein, que seu contrato com a The Weinstein Company está terminado, efetivo imediato.”

Harvey Weinstein foi quem levou consecutivamente a musa Jennifer Lawrence ao Oscar e os filmes de David O. Russell. Seu lobby era forte e ele sabia vender um filme como poucos.


Publicidade

Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c