Arquidiocese proíbe imagem de Cristo Redentor em ‘Rio, Eu Te Amo’

COMPARTILHE!

Em entrevista ao jornal O Globo, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, revelou que a Arquidiocese do Rio proibiu a exibição da imagem do Cristo Redentor no filmeRio, Eu Te Amo’, novo filme da franquia “Cities of Love”, que já teve uma versão sobre Paris e uma sobre Nova York.

Paes está tentando intervir na decisão por achar que o veto ao Cristo é uma censura.

“O Cristo é um patrimônio da Arquidiocese, mas é um ícone do Brasil e do Rio. Não pode haver exagero. Tudo tem limite”, declarou.

A imagem foi usada no segmento dirigido José Padilha, intitulado ‘Inútil Paisagem‘. Nele, o personagem de Wagner Moura voa de asa-delta enquanto discute relacionamentos.

Participe do nosso GRUPO ESPECIAL do Facebook » https://goo.gl/kg8NYU

     

A  Arquidiocese revelou que o material é “ofensivo à imagem do Cristo e, consequentemente, à casa dos católicos”.

Assista ao trailer:

Rio, Eu Te Amo‘ mostra os mais diversos tipos de relações e de amores: os jovens, os roubados, os não correspondidos, os relâmpagos e até os tímidos. As 23 estrelas nacionais e internacionais que integram o elenco, entre elas, Fernanda Montenegro, Rodrigo Santoro, Vincent Cassel, Jason Isaacs, Cláudia Abreu, John Turturro, Emily Mortimer, Marcelo Serrado, Harvey Keitel e Vanessa Paradis, vivem histórias emocionantes nos principais cenários da Cidade Maravilhosa, como a Praia de Copacabana, o Pão de Açúcar, as ruas do Vidigal e o Theatro Municipal. Com estreia marcada para 11 de setembro, o filme é produzido pela Conspiração Filmes, Empyrean Pictures e BossaNovaFilms.

Entre os brasileiros também estão Carlos Saldanha (“Rio” e “Era do Gelo”), Fernando Meirelles (“Cidade de Deus” e “Ensaio sobre a cegueira”), José Padilha (“Tropa de Elite” e “Robocop”) e Andrucha Waddington (“Penetras” e “Eu Tu Eles”). Os quatro diretores estrangeiros cujos contratos já foram assinados são o sul-coreano Im Sang-soo que concorreu duas vezes à Palma de Ouro em Cannes (“A Empregada” e “O Gosto do Dinheiro”), o australiano Stephan Elliott (diretor de “Priscilla, A Rainha do Deserto”, o filme que ganhou um Oscar e recentemente se transformou em musical); a premiada diretora e roteirista libanesa Nadine Labaki (“Caramelo” e “E Agora Onde Vamos?”), e o roteirista mexicano indicado ao Oscar e diretor Guillermo Arriaga (roteirista de “Babel” e “21 gramas” e diretor de “Vidas que se cruzam”).

rioeuteamo_2


Crítica Liga da Justiça


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.