H


Crítica | Homens de Coragem

Crítica | Homens de Coragem

Se quiser sobreviver e ser feliz, você precisa treinar, trabalhar e viver em equipe. Contando uma história real que ocorreu na segunda grande guerra, o ator e diretor mexicano Mario Van Peebles traz para as telonas um filme bastante água com açúcar, que possui apenas algumas..
Crítica | O Homem que viu o Infinito

Crítica | O Homem que viu o Infinito

A matemática é a única ciência exata em que nunca se sabe do que se está a falar nem se aquilo que se diz é verdadeiro. Baseado no livro The Man Who Knew Infinity: A Life of the Genius Ramanujan, de Robert Kanigel, O Homem que viu o Infinito é apenas o segundo trabalho atr..
Crítica 2 | O Homem nas Trevas

Crítica 2 | O Homem nas Trevas

O diretor Fede Alvarez conseguiu: criou um espetáculo insano onde provoca o nervosismo, assusta sem jumpscares artificiais, envolve com uma trilha incidentalmente sombria e consegue deixar uma tensão absurda do início ao fim. Dessa vez, longe do compromisso de comandar o remak..
Crítica | O Homem nas Trevas

Crítica | O Homem nas Trevas

‘Um Clarão nas Trevas’ encontra ‘O Quarto do Pânico’ e ‘Cujo’ O cineasta uruguaio, de Montevideo, Fede Alvarez era um ilustre desconhecido até lançar seu curta Ataque de Pânico (2009) na internet e chamar atenção de forma massiva. Não e..
Crítica 2 | Herança de Sangue

Crítica 2 | Herança de Sangue

Mad Gibson – Estrada da Fúria Se para mais nada, Herança de Sangue serve para mostrar que o ex astro Mel Gibson ainda renderia um ótimo protagonista na franquia de futuros apocalípticos mais famosa da sétima arte: Mad Max – série que lançou a carreira do ator. Com estr..
Crítica | Herança de Sangue

Crítica | Herança de Sangue

Mais vale um pecador arrependido, do que um anjo mal intencionado. Exibido no último Festival de Cannes, o novo trabalho do excelente cineasta francês Jean-François Richet (do excepcional Inimigo Público nº 1 Parte 1 e 2) é pura adrenalina, do início ao fim. Richet pegou u..
Crítica |  Hello, My Name Is Doris

Crítica | Hello, My Name Is Doris

Até na pessoa mais cansada o amor é como um despertar. Dirigido por Michael Showalter Hello, My Name Is Doris, ainda sem previsão de estreia no circuito brasileiro, é uma história bem comovente mas narrada de maneira charmosa que conta com uma bela atuação da veterana Sal..
Crítica | High-Rise

Crítica | High-Rise

As mais loucas distopias futurísticas podem estar mais perto do que pensamos. Baseado no livro homônimo, publicado na década de 70 pelo escritor J.G. Ballard, High-Rise é quase um sci-fi social que se baseia única e exclusivamente em como um desproporcional crescimento tecno..
Crítica | Hush – A Morte Ouve

Crítica | Hush – A Morte Ouve

Depois de ser reconhecida pelas suas séries de sucesso, a Netflix tem investido em filmes originais. Ano passado ela lançou o impactante Beasts of No Nation – injustamente ignorado pelo Oscar –, e tem o objetivo claro que expandir o seu catálogo de longas originais. Tend..
Crítica | Um Homem entre Gigantes

Crítica | Um Homem entre Gigantes

Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente. Depois do mediano JFK, a História Não Contada, o cineasta Peter Landesman volta às telas de cinema, dessa vez, para contar uma história polêmica que envolve uma impactante descoberta da medicina e uma grande potên..
Crítica 2 | Hotel Transilvânia 2

Crítica 2 | Hotel Transilvânia 2

É frustrante notar que um filme repete estruturas e convenções. Mais frustrante ainda quando há a esperança de que este filme desvie, pelo menos minimamente, de abordagens e estratégias e descobrir, só nos últimos minutos, que não o fará. Disso resulta o gosto razoável..
Crítica | Hotel Transilvânia 2

Crítica | Hotel Transilvânia 2

Depois de apresentar ao público as divertidas animações O Bicho vai Pegar (2006), Tá Dando Onda (2007), Tá Chovendo Hambúrguer (2009), Os Smurfs (2011), Operação Presente (2011), Piratas Pirados! (2012), Hotel Transilvânia (2012), Os Smurfs 2 (2013) e Tá Chovendo Hamb..