Assistimos 20 minutos de ‘Triplo X: Reativado’… e foi INSANO!

Assistimos 20 minutos de ‘Triplo X: Reativado’… e foi INSANO!

COMPARTILHE!

Vin Diesel é o atual rei das franquias de ação. Ele briga, lado a lado, e literalmente, com Dwayne “The Rock” Johnson pelo posto de maior astro de filmes de ação da atualidade.

Mas Diesel está saindo na frente dessa disputa… Pelo menos é o que podemos comprovar pelos primeiros vinte minutos de ‘xXx: Reativado‘ (xXx 3: The Return of Xander Cage).

O cara é o grande astro de ação desse século (pelo menos por enquanto, já que The Rock tenta roubar seu título a todo tempo).

[SPOILERS]

Participe do nosso grupo ESPECIAL no Facebook » https://goo.gl/BBFEmQ

     

A cena inicial de  ‘xXx: Reativado‘ mostra o divertidíssimo e falante agente Gibbons (Samuel L. Jackson), criador da organização xXx, tentando recrutar o brasileiro Neymar Jr, que interpreta ele mesmo, para se juntar à organização na luta contra o crime.

Em português, Neymar retruca:

“Eu não sou herói, sou um jogador de futebol.”

Enquanto eles dividem um almoço as 7 da manhã, um ladrão entra armado no restaurante chinês e Neymar chuta o porta-guardanapo em sua cabeça. Após ser ovacionado, um satélite despenca do espaço explode o restaurante em que os dois está. A cena choca por matar o astro logo no começo do filme, assim como ceifar Samuel L. Jackson (que deve aparecer mais em cenas de flashbacks).

Os créditos do filme surgem em tela.

 

Logo depois vemos uma reunião no prédio da CIA enquanto eles descobrem que o satélite que despencou do espaço foi hackeado pelo grupo chamado Caixa de Pandora, hackers perigosíssimos que conseguem invadir qualquer sistema.

A chefona da CIA é Jane Marke, vivida brilhantemente pela sempre ótima Toni Collette, que substitui Gibbons e logo de cara dá ares de ser a verdadeira vilã da história. Posso estar errado, mas é um palpite quase certeiro.

Ela decide chamar a única pessoa que pode ajudar a CIA a combater esse grupo, uma lenda desaparecida há anos e reclusa em um país do terceiro mundo: Xander Cage (Diesel).

Vemos Xander levando uma vida tranquia na República Domincana, em uma grande – e INSANA – cena de ação em que ele esquia pelas montanhas e anda de skate a 80 quilômetros por hora por rodovias sinuosas para conseguir fazer um gato e levar TV à cabo de graça para seus amigos, que querem assistir a partida de futebol entre Brasil e Alemanha.

Nesse momento, percebemos o que é o filme: um blockbuster milionário de ação que tem como proposta divertir seu público com cenas de ação impossíveis e mirabolantes. E eles conseguem fazer isso com louvor.

Os vinte minutos iniciais do filme nos deixaram com gostinho de quero mais… e uma ansiedade gigantesca para que o dia 19 de janeiro de 2017 chegue logo.

D.J. Caruso (‘Eu Sou o Número Quatro’) dirige.

Triplo X‘ foi lançado em 2002, e arrecadou bons US$ 277 milhões mundialmente. O rapper Ice Cube substituiu Diesel em ‘Triplo X 2 – Estado de Emergência’, 2005, que arrecadou pardos US$ 70 milhões mundialmente.

No primeiro filme, o fora-da-lei e campeão de esportes radicais Xander precisa passar, forçadamente, por uma série de testes do governo para se tornar seu novo agente secreto, isso tudo porque o “chefão do mal” já sabe quem é quem dentro da agência.

 

 


Crítica | A Babá - Netflix lança comédia de terror sobre culto satânico


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.