‘Boi Neon’ vence o Festival do Rio 2015

‘Boi Neon’ vence o Festival do Rio 2015

COMPARTILHE!

Boi Neon‘ foi o grande vencedor do Festival do Rio 2015, levando os prêmios de melhor longa de ficção, melhor roteiro, melhor direção de fotografia e melhor atriz coadjuvante (a pequena Alyne Santana). Pela terceira vez em quatro anos um longa pernambucano ganha o Festival, depois de ‘O som ao redor‘ (2012) e ‘Sangue azul‘ (2014).

O drama já havia recebido o Prêmio Especial do Júri na prestigiada mostra Horizontes do 72º Festival Internacional de Cinema de Veneza.

Boi Neon‘ oferece uma olhada nos bastidores do circuito brasileiro de rodeios.




 

O prêmio de direção foi dividido entre dois cineastas cariocas que estrearam em longas este ano: Anita Rocha da Silveira, por ‘Mate-me por favor‘, e Ives Rosenfeld, por ‘Aspirantes‘.

Confira abaixo a lista completa de vencedores.

Première Brasil




JÚRI OFICIAL presidido por Walter Carvalho e composto por Christian Sida-Valenzuela, Alan Poul, Pape Boye e Vivian Ostrovsky.

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO –  BOI NEON, de Gabriel Mascaro

MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOC –  OLMO E A GAIVOTA, de Petra Costa

MELHOR CURTA-METRAGEM –  PELE DE PÁSSARO, de Clara Peltier

MELHOR DIRETOR DE FICÇÃO –  Ives Rosenfeld (ASPIRANTES) + Anita Rocha da Silveira (MATE-ME POR FAVOR)

MELHOR DIRETOR DE DOC –  Maria Augusta Ramos (FUTURO JUNHO)

MELHOR ATRIZ – Valentina Herszage (MATE-ME POR FAVOR)

MELHOR ATOR –  Ariclenes Barroso (ASPIRANTES)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – Julia Bernat (ASPIRANTES) e Alyne Santana (BOI NEON)

MELHOR ATOR COADJUVANTE – Caio Horowicz (CALIFÓRNIA)

MELHOR FOTOGRAFIA – Diego Garcia (BOI NEON)

MELHOR MONTAGEM –  Sérgio Mekler (CAMPO GRANDE)

MELHOR ROTEIRO –  Gabriel Mascaro  (BOI NEON)

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – QUASE MEMÓRIA, de Ruy Guerra

NOVOS RUMOS Júri presidido por Rosane Svartman e composto Diana Almeida, Karen Sztajnberg e Natália Lage

MELHOR FILME –  BEIRA-MAR, de Filipe Matzembacher, Marcio Reolon

MELHOR CURTA – OUTUBRO ACABOU, de Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI –  JONAS, de Lô Politi

PRÊMIO FIPRESCI  Júri composto por Christian Petterman, Flávia Guerra e Ricardo Cota

MELHOR LONGA LATINO-AMERICANO – TE PROMETO ANARQUIA, de Julio Hernández Cordón

JURI VOTO POPULAR:

MELHOR LONGA FICÇÃO: Nise – O Coração da Loucura, de Roberto Berliner

MELHOR LONGA DOCUMENTÁRIO:  Betinho – A Esperança Equilibrista, de Victor Lopes

MELHOR CURTA:  Até a China, de Marão

Conheça os vencedores do Festival de Veneza!

 

boineon_1

Boi Neon‘ se passa nos bastidores das Vaquejadas, aonde Iremar e um grupo de vaqueiros preparam os bois antes de solta-los na arena. Levando a vida na estrada, o caminhão que transporta os bois para o evento é também a casa improvisada de Iremar e seus colegas de trabalho: Zé, Negão, Galega e sua filha Cacá. O cotidiano é intenso e visceral, mas algo inspira novas ambições em Iremar: a recente industrialização e o polo de confecção de roupas na região do semi-árido nordestino. Deitado em sua rede na traseira do caminhão, sua cabeça divaga em sonhos de lantejoulas, tecidos requintados e croquis. O vaqueiro esboça novos desejos.

Curta nossa ENTREVISTA com a Milla Jovovich:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «