‘Boi Neon’ vence o Festival do Rio 2015

‘Boi Neon’ vence o Festival do Rio 2015

COMPARTILHE!

Boi Neon‘ foi o grande vencedor do Festival do Rio 2015, levando os prêmios de melhor longa de ficção, melhor roteiro, melhor direção de fotografia e melhor atriz coadjuvante (a pequena Alyne Santana). Pela terceira vez em quatro anos um longa pernambucano ganha o Festival, depois de ‘O som ao redor‘ (2012) e ‘Sangue azul‘ (2014).

O drama já havia recebido o Prêmio Especial do Júri na prestigiada mostra Horizontes do 72º Festival Internacional de Cinema de Veneza.

Boi Neon‘ oferece uma olhada nos bastidores do circuito brasileiro de rodeios.

 

Participe do nosso grupo ESPECIAL no Facebook » https://goo.gl/BBFEmQ

     

O prêmio de direção foi dividido entre dois cineastas cariocas que estrearam em longas este ano: Anita Rocha da Silveira, por ‘Mate-me por favor‘, e Ives Rosenfeld, por ‘Aspirantes‘.

Confira abaixo a lista completa de vencedores.

Première Brasil

JÚRI OFICIAL presidido por Walter Carvalho e composto por Christian Sida-Valenzuela, Alan Poul, Pape Boye e Vivian Ostrovsky.

MELHOR LONGA-METRAGEM DE FICÇÃO –  BOI NEON, de Gabriel Mascaro

MELHOR LONGA-METRAGEM DE DOC –  OLMO E A GAIVOTA, de Petra Costa

MELHOR CURTA-METRAGEM –  PELE DE PÁSSARO, de Clara Peltier

MELHOR DIRETOR DE FICÇÃO –  Ives Rosenfeld (ASPIRANTES) + Anita Rocha da Silveira (MATE-ME POR FAVOR)

MELHOR DIRETOR DE DOC –  Maria Augusta Ramos (FUTURO JUNHO)

MELHOR ATRIZ – Valentina Herszage (MATE-ME POR FAVOR)

MELHOR ATOR –  Ariclenes Barroso (ASPIRANTES)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE – Julia Bernat (ASPIRANTES) e Alyne Santana (BOI NEON)

MELHOR ATOR COADJUVANTE – Caio Horowicz (CALIFÓRNIA)

MELHOR FOTOGRAFIA – Diego Garcia (BOI NEON)

MELHOR MONTAGEM –  Sérgio Mekler (CAMPO GRANDE)

MELHOR ROTEIRO –  Gabriel Mascaro  (BOI NEON)

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI – QUASE MEMÓRIA, de Ruy Guerra

NOVOS RUMOS Júri presidido por Rosane Svartman e composto Diana Almeida, Karen Sztajnberg e Natália Lage

MELHOR FILME –  BEIRA-MAR, de Filipe Matzembacher, Marcio Reolon

MELHOR CURTA – OUTUBRO ACABOU, de Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI –  JONAS, de Lô Politi

PRÊMIO FIPRESCI  Júri composto por Christian Petterman, Flávia Guerra e Ricardo Cota

MELHOR LONGA LATINO-AMERICANO – TE PROMETO ANARQUIA, de Julio Hernández Cordón

JURI VOTO POPULAR:

MELHOR LONGA FICÇÃO: Nise – O Coração da Loucura, de Roberto Berliner

MELHOR LONGA DOCUMENTÁRIO:  Betinho – A Esperança Equilibrista, de Victor Lopes

MELHOR CURTA:  Até a China, de Marão

Conheça os vencedores do Festival de Veneza!

 

boineon_1

Boi Neon‘ se passa nos bastidores das Vaquejadas, aonde Iremar e um grupo de vaqueiros preparam os bois antes de solta-los na arena. Levando a vida na estrada, o caminhão que transporta os bois para o evento é também a casa improvisada de Iremar e seus colegas de trabalho: Zé, Negão, Galega e sua filha Cacá. O cotidiano é intenso e visceral, mas algo inspira novas ambições em Iremar: a recente industrialização e o polo de confecção de roupas na região do semi-árido nordestino. Deitado em sua rede na traseira do caminhão, sua cabeça divaga em sonhos de lantejoulas, tecidos requintados e croquis. O vaqueiro esboça novos desejos.


Crítica | Thor Ragnarok [COM SPOILERS!!!!]


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.