Carlos Bardem vive pastor brasileiro em seu novo filme

Carlos Bardem vive pastor brasileiro em seu novo filme

COMPARTILHE!

Carlos Bardem é o irmão mais velho de Javier Bardem, vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante por Onde os Fracos não tem Vez, e parece inevitável que os jornalistas perguntem algo sobre o astro para ele. Durante o Festival do Rio – evento em que Carlos veio pela primeira vez para divulgar seu novo filme, González, onde interpreta um pastor brasileiro - o ator espanhol conversou com o CinePOP, e contou um pouco sobre os anos em que viveu no Brasil, mas precisamente em Búzios, no Rio.

“Foi em 1988, e eu morei quatro anos em Búzios. Não era ator ainda na época. Um amigo tinha um terreno por lá e resolvemos montar um bar, chamado La Ruína, porque tinha tudo a ver com o local (risos). Foi muito divertido”.

Pergunto se foi neste período que ele aprendeu falar português, e ele responde que fala melhor ‘portunhol’. E este portunhol está presente em González, do mexicano Christian Díaz Pardo, onde Carlos Bardem interpreta o pastor brasileiro que usa a religião em benefício próprio.

“Eu falo português como um espanhol, e por isso o personagem foi perfeito para mim, porque ele tinha que falar espanhol como um brasileiro. Então eu falo portunhol no filme”, revela.




carlosbardem_2

Lembro que o tema religião também está presente em outro filme exibido no Festival, Falando com Deuses, do Guillermo Arriaga, e Carlos comenta que o tema é bastante atual.

“Acho que as pessoas, em seus momentos de desespero, se apegam a religião. E os desonestos, como o personagem que interpreto no filme, se aproveitam disso”.

Sobre fazer filmes em outros países, o ator disse que essa é a saída porque a Espanha está produzindo cada vez menos cinema.

“Mas ainda não fui convidado para fazer um filme no Brasil. Fale com seus amigos! Posso fazer um gringo que mora aqui”, brincou. “Gosto muito do cinema brasileiro, desde Glauber Rocha até o cinema dos últimos anos, que vem fazendo sucesso com filmes como Tropa de Elite e Cidade de Deus.”

Depois de meia hora de papo com Carlos Bardem, nem cogito perguntar sobre o seu irmão mais famoso. E me questiono como os cineastas brasileiros nunca pensaram em tê-lo em seus filmes. Fica a dica.

carlosbardem_3





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c