CinePOP no Festival de Toronto; Conheça os filmes mais aguardados!

CinePOP no Festival de Toronto; Conheça os filmes mais aguardados!

COMPARTILHE!

O TIFF (Toronto International Film Festival), ou simplesmente Festival de Toronto, é um dos mais festivais de cinema mais importantes e prestigiados do mundo. Além disso, o TIFF serve de vitrine para o Oscar e premiações em geral, já que, sendo o último grande festival do ano, exibe filmes já mirados para o maior prêmio do cinema. Como de costume, esta edição do Festival traz filmes chamativos, de diretores e astros renomados, assim como produções curiosas de todos os gêneros.

Resquícios de Cannes

Certos filmes fazem escala por diversos festivais de cinema. Cannes, considerado o mais importante e celebrado de todos, é o que começa verdadeiramente a mostrar os filmes que todos irão comentar ao longo do ano. Filmes como o policial Sicario: Terra de Ninguém, dirigido por Denis Villeneuve, e Youth, de Paolo Sorrentino (vencedor do Oscar na categoria filme estrangeiro ano passado por A Grande Beleza), fizeram sua estreia na croisette e seguiram para Toronto. Além desta dupla balada, outra passou pelo mesmo processo.

TIFF 1




A Tale of Love and Darkness é a estreia na direção da atriz Natalie Portman (que também protagoniza o drama falado em hebraico), e Dheepan (o grande vencedor da Palma de Ouro – prêmio máximo de Cannes), dirigido pelo francês Jacques Audiard (O Profeta e Ferrugem e Osso). Outros derivados de Cannes presentes em Toronto incluem o chinês Mountains May Depart, do cultuado Jia Zhang-ke; o húngaro Son of Saul (vencedor do prêmio do Júri), de László Nemes; o romance / ficção científica grego The Lobster, de Yorgos Lanthimos, com Colin Farrell e Léa Seydox; e o drama dinamarquês Louder Than Bombs, de Joachim Trier, com Jesse Eisenberg e Isabelle Huppert.

Veneza Simultâneo

Antes do início do Festival de Toronto, outro festival de cinema bastante popular e icônico dá as caras, tirando “o doce de algumas estreias da boca” do evento canadense. Trata-se do Festival de Veneza, que assim como Cannes traz para uma bela cidade o glamour das estrelas de cinema e seus filmes. Pouquíssimo tempo antes de chegar a Toronto, produções como A Garota Dinamarquesa (novo filme de Tom Hooper, com um Eddie Redmayne travestido), Aliança do Crime (filme de Scott Cooper, que pode dar nova indicação ao Oscar para Johnny Depp) e Equals (ficção científica romântica de Drake Doremus, protagonizada por Kristen Stewart e Nicholas Hoult) fizeram suas estreias em Veneza – ambos festivais ocorrem em setembro.

2

Além dos filmes citados, Veneza levou as estreias de Spotlight (de Thomas McCarthy, com Mark Ruffalo, Rachel McAdams, e que pode dar uma segunda indicação a Michael Keaton), Beasts of No Nation (de Cary Fukunaga, diretor da primeira temporada da série True Detective, com Idris Elba) – um filme original Netflix, e Anomalisa (animação adulta, criada através de stop motion, de Charlie Kaufman).




Estreias Mundiais

Mas Toronto também tem suas estreias. Dentre os filmes que não foram previamente exibidos em nenhum outro lugar do mundo estão Perdido em Marte – superprodução de ficção científica da Fox, dirigida pelo mestre do gênero Ridley Scott e protagonizada por Matt Damon e Jessica Chastain; Demolition – o filme de abertura do festival desse ano é uma comédia dramática protagonizada por Jake Gyllenhaal, Naomi Watts e dirigida por Jean-Marc Vallée (Clube de Compras Dallas); Freeheld – drama baseado em fatos sobre os direitos igualitários para homossexuais e seus parceiros, de Peter Sollett, com Julianne Moore e Ellen Page; Our Brand is Crisis – comédia política protagonizada por Sandra Bullock e dirigida por David Gordon Green.

tiff 3

The Program – biografia do polêmico esportista Lance Armstrong, dirigida por Stephen Frears (A Rainha) e protagonizada por Ben Foster (Os Indomáveis); Trumbo – drama político baseado em fatos, que trata dos bastidores de Hollywood na época da caça às bruxas, dirigido por Jay Roach e protagonizado por Bryan Cranston (Breaking Bad); Truth – os monstros Robert Redford e Cate Blanchett protagonizam mais um filme baseado numa história real, sobre uma investigação jornalística, dirigido por James Vanderbilt. Ainda no terreno político, Where to Invade Next é o novo documentário do polêmico Michael Moore, voltando à ativa depois de seis anos.

Stonewall – relato dirigido por Roland Emmerich sobre a rebelião de Stonewall, um conflito violento que teve ativistas dos direitos LGBT de um lado e a polícia de NY de outro, durante o final da década de 1960; I Saw the Light – biografia musical do cantor Hank Williams, personificado por Tom Hiddleston (que pode receber prêmios), dirigida por Marc Abraham; Meu Nome é Ray – Outro filme chamativo com temática da transgeneridade, traz Elle Fanning num desempenho forte como um menino no corpo de uma menina, dirigido por Gaby Dellal.

tiff 4

Outros filmes interessantes que passaram brevemente por festivais menores são Brooklyn – sobre uma imigrante irlandesa protagonizada por Saoirse Ronan em NY na década de 1950 (a direção é de John Crowley); Legend – filme de máfia que traz o talentoso Tom Hardy na pele de irmãos gêmeos chefões do crime, com direção de Brian Helgeland; Room – drama intimista que faz uso de mais um tour de force da subestimada Brie Larson, dirigido por Lenny Abrahamson; The Witch – elogiadíssimo filme de terror barra pesada e artístico, dirigido por Robert Eggers e protagonizado por Anya Taylor-Joy.

Loucura da Meia Noite

Sem dúvida a mostra mais divertida do Festival de Toronto é Midnight Madness, na qual são exibidos filmes de terror e delírios cinematográficos em geral. Este ano, a mostra está muito bem representada por The Final Girls, que promete ser um dos filmes mais divertidos do ano. Grande tiração de sarro com o gênero slasher, em especial com a franquia Sexta-Feira 13, The Final Girls pode ser um digno sucessor do criativo O Segredo da Cabana (2012) – filmes sátira desse nível são raros.

tiff 4

Na mostra também se destacam The Girl in the Photographs, que chama atenção por ser produzido pelo saudoso Wes Craven – falecido recentemente; Green Room, que mistura terror, suspense e rock n roll, quando uma banda é o alvo de um jogo perverso. Patrick Stewart, o Professor Xavier de X-Men, foi elogiado por sua performance congelante. E Yakuza Apocalypse mistura máfia, insanidade e… vampiros! A direção é do cultuado Takashi Miike, dos filmaços 13 Assassinos (2010) e Escudo de Palha (2013).

Brasileiros no Canadá

O Brasil também está representado no TIFF. Boi Neon, protagonizado por Juliano Cazarré e dirigido por Gabriel Mascaro, é o destaque. O filme venceu o prêmio da mostra Horizontes no Festival de Veneza e oferece uma olhada nos bastidores do circuito brasileiro de rodeios. Pedro Morelli, jovem cineasta que comandou Entre Nós (2013) ao lado do pai, Paulo Morelli, leva seu novo trabalho para Toronto. Zoom, novo filme do cineasta, mistura fantasia, animação, comédia e drama e traz um elenco internacional que conta com o mexicano Gael García Bernal, a brasileira Mariana Ximenes e a canadense Alison Pill. O curta O Sinaleiro, de Daniel Augusto, e o longa Campo Grande, de Sandra Kogut, também estão representando nossa pátria em terras gringas.

tiff 6

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «