Criadores elogiam o remake hollywoodiano de ‘Death Note’

Criadores elogiam o remake hollywoodiano de ‘Death Note’

COMPARTILHE!

Para o alívio dos fãs, os criadores responsáveis pelo mangá original ‘Death Note’, Tsugumi Oba (escritor) e Takeshi Obata (ilustrador), emitiram um comunicado oficial sobre seu parecer em relação ao remake desenvolvido pela Netflix.

Divulgado com exclusividade ao site CinemaBlend, o anúncio salienta o brilhante trabalho artístico feito pelo diretor Adam Wingard, além da caracterização dos personagens.

Nas palavras de Tsugumi:

“Graças ao imaginário e emocionante direção de Adam Wingard, o thriller é uma obra-prima magnífica, nível A. Os personagens são todos fiéis em satisfazer suas próprias vontades. Eu também sempre quis escrever um ‘Death Note’ como este. Através da Netflix, ele alcançará uma audiência global, então eu espero que as pessoas ao redor do mundo que desconheciam o ‘Death Note’ tenha a oportunidade de descobri-lo e aproveitá-lo”.

     

O ilustrador Takeshi Obata complementou:

“Superou minhas expectativas. Havia um altíssimo nível de qualidade, sofisticação e atenção a cada detalhe. É assim que um filme hollywoodiano de ‘Death Note’ deveria ser. Eu fui tomado pelo final! De uma maneira boa, a produção conseguiu simultaneamente segui e divergir do material original, para que a obra possa ser apreciada, claro, não apenas pelos fãs, mas também por uma audiência muito maior e mais ampla”.

 

 

A adaptação tem estreia marcada para 25 de Agosto.

Baseado no famoso mangá japonês escrito por Tsugumi Ohba e Takeshi Obata, ‘Death Note‘ acompanha um estudante do ensino médio que encontra um caderno sobrenatural e percebe que nele existe um grande poder: se o proprietário escrever o nome de alguém enquanto estiver pensando em seu rosto, a pessoa morrerá. Embriagado por sua nova habilidade divina, o jovem começa a matar aqueles que julga indignos a viver.

O filme original Netflix é dirigido por Adam Wingard (A Bruxa de Blair, O Hóspede) e é estrelado por Nat Wolff (Cidades de Papel), Margaret Qualley (Dois Caras Legais), Lakeith Stanfield (Saia), Paul Nakauchi (Piratas do Caribe: No Fim do Mundo), Shea Whigham (Trapaça) e Willem Dafoe (Homem-Aranha).


Crítica 'Mãe!' | O filme mais insano de 2017!


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.