Crítica | Antes Que Eu Vá – Drama aborda o bullying de maneira comovente

Crítica | Antes Que Eu Vá – Drama aborda o bullying de maneira comovente

COMPARTILHE!

As adaptações de livros para jovens adultos já saturou o mercado cinematográfico, com os estúdios tentando pegar o embalo dos bem sucedidos dramas ‘A Culpa é das Estrelas‘ e ‘Se Eu Ficar‘. Vez ou outra, surge uma pérola que merece ser assistida.

Enquanto a maioria das adaptações fracassam, ‘Antes Que Eu Vá‘ consegue transpor a essência do livro para os cinemas e acerta em cheio ao abordar o bullying de uma maneira diferente, mostrando o outro lado da moeda: os adolescentes que FAZEM o bullying. O que eles ganham com isso? Porque eles gostam de humilhar outras pessoas? A resposta pode ser muito mais complexa do que você imagina.

Baseado no best-seller de Lauren Oliver publicado em 2012, a trama acompanha a história de Samantha Kingston (Zoey Deutch), uma jovem que tem tudo o que um adolescente pode desejar da vida. Ela é rica, bonita e faz parte do seleto grupo de Meninas Malvadas da escola, que adoram pegar os outros jovens menos afortunados para Cristo.

     


Durante uma festa, ela e suas amigas humilham uma perturbada garota da escola e deixam a festa de carro. Após um acidente mortal, Samantha acorda em sua cama e começa a reviver aquele fatídico dia várias e várias vezes, tentando descobrir como sair daquele looping.

A trama empresta elementos de várias outras histórias, como ‘Feitiço do Tempo‘ e ‘Meninas Malvadas‘, mas o roteiro consegue inovar ao abordar de maneira diferente esses elementos, e entrega uma história bastante similar à série fenômeno ‘13 Reasons Why‘ – abordando o bullying de uma maneira mais responsável.

Durante sua jornada de redenção, a protagonista começa a perceber como suas ações podem afetar a vida de outras pessoas, enquanto ela passa por uma batalha interna que irá definir se ela será uma boa pessoa, ou não.

O maior acerto do filme está em seu elenco: a atriz Zoey Deutch entrega uma atuação grandiosa e consegue transmitir todos os sentimentos de sua personagem para o público. Após participar da série ‘Ringer‘, com Sarah Michelle Gellar, e da adaptação de ‘Academia dos Vampiros‘, Deutch entrega a atuação mais sólida de sua carreira aqui. Uma atriz talentosa, que merece seu devido destaque em Hollywood.

Vale também reparar nas participações especiais de Diego Boneta e Jennifer Beals, do clássico ‘Flashdance ‑ Em Ritmo de Embalo‘.

O diretor Ry Russo-Young entrega um filme emocionante, que irá tocar no coração das pessoas e ensinar uma valiosa lição moral sobre a vida.


Crítica | A Múmia:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.