Crítica | Memórias Secretas

Crítica | Memórias Secretas

COMPARTILHE!

Não importa quanto tempo se passe ou o quanto foi abordado em suas mais diversas mídias audiovisuais, a passagem de Hitler pelo mundo e as marcas deixadas pelo Nazismo sempre poderão servir de fonte de inspiração para bons filmes, que mais do que relembrar os horrores vividos durante a Segunda Guerra Mundial, nos mostra que há sempre mais o que ser explorado.

Em ‘Memórias Secretas‘, temos Zev (brilhantemente interpretado por Christopher Plummer), um homem de 80 anos que vive em uma casa de repouso e acabara de perder sua esposa. Com um já avançado estado de demência, ele constantemente precisa ser lembrado da morte de sua esposa a cada vez que acorda. Uma semana após sua trágica perda, seu amigo Max o lembra de um acordo que tinham feito: Quando Ruth se for ele deverá encontrar e matar o nazista responsável pela morte de suas famílias.

Como Max (Martin Landau) está em uma cadeira de rodas e não pode acompanhá-lo, ele então cria uma carta com instruções, endereços, nomes e tudo mais o que fosse necessário para cumprir a missão. Com essa carta, Zev foge da casa de repouso em busca de vingança.




Dirigido por Atom Egoyan, que ficou mais conhecido por seu trabalho em ‘O Doce Amanhã‘ (1997) e ‘O Preço da Traição‘ (2009), ‘Memórias Secretas‘ poderia ser o tipo de filme que faria o público dormir na poltrona se não fosse a ótima forma na qual ele é conduzido e seu ritmo certeiro. Toda vez que o longa aparenta caminhar para uma tediante viagem, novas informações são apresentadas e de novo estamos submersos naquela história.

Ao mesmo tempo que o roteiro do estreante Benjamin August envolve o público em um suspense dramático, ele consegue arrumar saídas para aliviar o peso da trama. É interessante notar, por exemplo, como muitas vezes o protagonista se vê dialogando com uma criança. Nesse caso em específico é importante observar que o roteirista não quis brincar com a gigantesca diferença de idade, mas, com a semelhança do estado de Zev com o universo infantil, já que, por conta da sua frágil saúde mental, ele assim como elas, também está descobrindo o mundo (novamente), e com as reviravoltas que o longa oferece, a inocência também os aproxima.

Apesar de boa parte do roteiro ter sido muito bem construído não podemos deixar passar que certas situações do longa são extremamente forçadas e acabam destoando de todo o resto de tão clichê (e, por vezes, pouco convincente) que é a forma como elas surgem. A trilha sonora também não é um dos pontos altos, visto que por diversas vezes acabava soando mais dramática do que o necessário.

Com um final surpreendente que promete explodir a cabeça de muita gente e ainda te deixar refletindo, ‘Memórias Secretas‘ é um filme que, apesar de algumas falhas, merece ser visto.




 

 

 

 

 

memoriassecretas_2

Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema!


Não esqueça de CURTIR nossa MATÉRIA ESPECIAL: