Crítica | Sangue Pela Glória

Crítica | Sangue Pela Glória

COMPARTILHE!

A força de vontade deve ser mais forte do que a habilidade. Produzido pelo cineasta Martin Scorsese, diretor lendário do inesquecível Touro Indomável, Sangue Pela Glória conta uma incrível história de superação de um boxeador que precisou encarar obstáculos difíceis para se tornar uma lenda no mundo do Boxe. O roteiro, assinado pelo próprio diretor do longa, Ben Younger (Terapia do Amor), é bem profundo e com vários arcos importantes para criar um grande elo de interação com o público. O filme até que começa meio morno mas aos poucos vai conquistando não só os cinéfilos mas também aos amantes desse esporte adorado pelos norte americanos.

Na trama, conhecemos o pugilista Vinny Pazienza (Miles Teller), um esportista adorado pelos fãs que vem em constante ascensão na carreira. Dias depois de mais uma grande vitória na carreira, pega uma carona em um carro luxuoso que acaba sofrendo um grave acidente numa estrada norte americana. Ficando entre a vida e a morte durante grande tempo, quando acorda do coma induzido descobre que será muito difícil conseguir andar e praticamente nulas as chances de voltar a praticar o esporte que tanto ama. Contando com a ajuda de seu treinador Kevin Rooney (Aaron Eckhart), que treinara anos mais cedo o inesquecível Mike Tyson, Vinny resolve arriscar sua própria saúde e aos poucos volta a treinar em grande nível tendo a incrível chance de conquistar mais um título mundial.

Será essa a verdadeira história de Rocky Balboa? Ítalo-americano, dono de uma reviravolta poucas vezes vistas no mundo do esporte, aclamado pelo público e crítica especializada norte americana. Vinny Pazienza é quase um super herói no meio do boxe. Tendo seu começo no esporte através da academia de seu pai e por ter como ídolo o ícone mundial Muhammad Ali, The Pazmanian Devil, como era conhecido no meio, se doava bastante no ringue saindo muitas vezes direto para o hospital mesmo em alguns casos vencendo suas lutas. O filme retrata sua trajetória de maneira veloz mas precisa, focando principalmente nos seus treinos com o icônico treinador Kevin Rooney (Aaron Eckhart em uma de suas melhores atuações na carreira) e sua relação intensa com sua família, principalmente seu pai Angelo (Ciarán Hinds).

Com previsão de estrear no Brasil em abril desse ano, Sangue Pela Glória é mais um filme que fala sobre o universo do boxe mas que deixa sua marca principalmente por conseguir ter em seu interessante roteiro transbordar para a telona a alma desse campeão não só dos ringues mas um exemplo de como nunca desistir de seus sonhos.

     

 


Após ‘Mãe!’, Darren Aronofsky gostaria de comandar ‘O Homem de Aço 2’!


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.