Crítica | Scream – 2×01

Crítica | Scream – 2×01

COMPARTILHE!

Hello, killers! Estamos de volta para mais um ano de massacre na pequena cidade de Lakewood. A primeira temporada certamente teve os seus defeitos, mas não podemos dizer que não foi divertida. No entanto, com novos showrunners para este segundo ano, é esperado que a série se aproxime mais do espírito da franquia de filmes na qual é baseada. E nós tivemos uma pequena prova desta mudança nesta Season Premiere – trazendo consequências mortais para um dos #LakewoodSix. Outra novidade digna de destaque é que Scream agora é uma “Série Original da Netflix“. Em uma parceria com a MTV, agora a gigante do serviço streaming fica responsável pela distribuição da série ao redor do mundo – incluindo, é claro, o Brasil. Ou seja, os episódios passam a ser disponibilizados pela Netflix algumas horas depois de sua exibição oficial, legendado/dublado e em alta definição.

scream2_5

Voltando nossa atenção para o episódio em si, fica claro desde a abertura que os novos responsáveis pela série são grandes fãs da franquia. É impossível não perceber a homenagem envolvendo Pânico 2 (e também um pouco Pânico 4), com o filme dentro do filme (neste caso, série) e perseguição no cinema. Não tinha mesmo como os roteiristas fazerem uma abertura sangrenta para cada temporada, então destaco o jeito que eles encontraram para dar uma movimentada logo nos primeiros minutos. Inicialmente eu pensei que fosse uma sequência de sonho, mas o desfecho foi bem melhor do que esperava. Como Dewey disse anos atrás, “a tragédia de uma geração é a piada de outra”. Neste caso, com a globalização e fome por 15 minutos de fama na internet, a “piada” só demorou alguns meses para ser feita.




Esse é um fator interessante para ser explorado; o impacto da mídia nos acontecimentos atuais. Nos filmes, mal haviam celulares. Hoje em dia, uma informação se espalha como uma infecção em questão de segundos. E esse pode ser um novo elemento a ser usado a favor da trama. Pânico 4 já havia explorado levemente essa questão, com o assassino inclusive filmando os assassinatos. A série pode acabar seguindo pelo mesmo caminho. Afinal de contas, a direção não deixou claro que o assassino estava filmando o Jake o tempo todo? Talvez ele só estivesse vigiando sua vítima, mas seria uma grande oportunidade perdida se ele não usasse essas imagens para causar pânico geral e construir uma imagem de terror para si mesmo.

scream2_6

Aliás, uma das maiores reclamações no final da temporada anterior foi a quantidade de sobreviventes. Tudo bem que a série tem muitos personagens carismáticos, mas quem acreditou que o Jake escaparia com vida daquele massacre? Eu até pensei que ele era um dos assassinos, afinal, aquele perfil nunca chega ao terceiro ato. Esta Season Premiere já começa ousando ao pegar o espectador desprevenido, dando uma sensação de que qualquer coisa pode acontecer neste segundo ano. Depois de sobreviver ao primeiro ano, Jake não consegue sobreviver nem à Season Premiere deste segundo. Foi uma morte surpreendentemente violenta. Nunca gostei realmente do personagem, mas em seus segundos finais me peguei sentindo pena. Eu só não entendi porque o assassino o sequestrou primeiro para depois matá-lo. Ele queria filmar o seu sofrimento? Queria apenas torturar o Jake?

O resto do elenco segue ainda mais a vontade em seus respectivos papeis. Gosto muito de ver que o foco do novo assassino mudou da Emma para a Audrey – o que dá oportunidade dele interagir com outros personagens e atormentá-los. As ligações e as mensagens são alguns dos elementos mais icônicos da franquia, e a descentralização da Emma abre espaço para muitas outras oportunidades por parte do roteiro. Audrey promete ter um papel muito importante nesta temporada, o que não torna a Emma uma coadjuvante. Não podemos esquecer desses sonhos dela, que certamente irão revelar novos mistérios a respeito de seu passado. Quais outras mentiras a “lying whore” da mãe dela ainda está escondendo? E, o mais importante, até quando a Maggie conseguirá viver com elas?




scream2_1

Então, amantes do terror, quais foram as suas impressões a respeito da Season Premiere? Acredito que a série tem uma grande chance de melhorar. Os envolvidos parecem ter escutado o feedback dos fãs e estão determinados para nos dar exatamente o que queremos: muita morte, perseguição e, claro, ligações ameaçadoras. Ainda não falei nada a respeito dos novos personagens porque eles não tiveram destaque suficiente, mas espero que eles passem a ser aprofundados nos episódios seguintes. Enfim, este primeiro episódio foi um passo na direção certa, só espero que eles não deixem o ritmo cair nas próximas semanas. #LakewoodFive

PS. A música do trailer da segunda temporada chama-se Welcome Back, da cantora JJ.

Confira abaixo a promo dos próximos episódios:

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «