Crítica | Sully: O Herói do Rio Hudson

Crítica | Sully: O Herói do Rio Hudson

COMPARTILHE!

Se o herói mudasse, se tornaria uma nova história. Dirigido pelo mestre Clint Eastwood, baseado em fatos reais e em memórias do livro Highest Duty: My Search for What Really Matters, de Chesley ‘Sully’ Sullenberger e Jeffrey Zaslow, Sully: O Herói do Rio Hudson é um daqueles filmes que fisgam a gente não só por ter um final feliz mas pelas grandiosas interpretações de seus artistas, principalmente do protagonista, interpretado pelo cotadíssimo ao Oscar Tom Hanks. Muito bem embasado, muito bem dirigido, o longa-metragem explora todo o contexto de um dos atos heróicos mais vivos na memória dos norte americanos nos últimos anos.

Na trama, conhecemos a história do incrível pouso heróico no Rio Hudson de um avião nos Estados Unidos, com lotação, e todos escapam ilesos. Analisando todo o contexto do acidente, e os problemas sucessivos logo após a decolagem, o longa metragem faz um completo raio-x também do comandante do avião, o piloto Chesley ‘Sully’ Sullenberger (Tom Hanks) e toda a burocracia que ele e o co-piloto Jeff Skiles (Aaron Eckhart) passam para provar que a melhor decisão foi a tomada.

sully

Em 95 minutos de filme, Clint e Cia conseguem apresentar argumentos muito bem expostos para o público sobre tudo que girou em torno desse pouso emblemático. As investigações sobre o acidente, a conturbada exposição na mídia sobre o ocorrido, o título de herói e os conflitos emocionais do protagonista perante ao mundo, a rasa mas eficaz apresentação de um passado de longos vôos de Sully ao longo de 42 anos de experiência. Tudo no filme é apresentado de maneira muito clara ao espectador. O projeto é tão bom quanto o ótimo O Vôo com Denzel Washington que fora lançado recentemente, as produções tem algumas semelhanças.

Participe do nosso GRUPO ESPECIAL do Facebook » https://goo.gl/kg8NYU

     

A interpretação de Hanks é simplesmente fantástica. Sem sair um minuto de seu complexo personagem, traumatizado pelo recente acidente, de fala mansa e sem muitos trejeitos, o duas vezes ganhador do Oscar usa e abusa de sua habilidade de convencer ao público de que ele é sim um dos melhores atores da história do cinema. Seu Sully se torna mais um na sua coleção de diversos grandes papéis na telona.

Sully: O Herói do Rio Hudson, que estreou nos cinemas norte americanos em setembro, tem previsão para estrear somente em dezembro nos cinemas brasileiros e sem dúvidas é um daqueles filmes que você não pode perder.


Crítica | Extraordinário é extraordinário... e vai te fazer chorar litros!


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.