Crítica | Uma Nova Amiga

Crítica | Uma Nova Amiga

COMPARTILHE!

O desejo é uma árvore com folhas. Já a esperança, uma árvore com flores. Já o prazer, árvore com frutos. Depois de inúmeros trabalhos marcantes, o excelente cineasta francês François Ozon volta ao cinema depois de um hiato de um ano para contar uma insólita história que mais uma vez, como em outros trabalhos dele, escancara para o público a intimidade dos personagens. Nesse belo drama de pouco mais de 100 minutos, um dos grandes pontos altos, o ator francês Romain Duris, dá um verdadeiro show em cena. Vale o ingresso.

Na trama, acompanhamos a trajetória sofrida de Claire (Anaïs Demoustier), uma mulher de meia idade que não se desgrudava da amiga Laura (Isild Le Besco). Ambas cresceram juntas e ao longo do tempo desenvolveram uma amizade muito forte. Tudo ia bem até Laura falecer precocemente. Claire, fica muito abalada e sem saber direito como seguir em frente sem a amiga. Até que um certo dia, em uma visita a casa da amiga, ela é surpreendida com a descoberta de um segredo de David (Romain Duris), marido de Claire.

Uma Nova Amiga é um filme muito difícil de escrever sem soltar algum spoiler importante. Pensando sempre no inusitado e colocando os olhos do público no buraco da fechadura, François Ozon é um mestre em decifrar as intimidades alheias. Nesse filme, como em outros, os personagens parecem que são lapidados para mostrar as verdades que acontecem entre quatro paredes. David, é fascinante do primeiro ao último minuto em cena, talvez pela forma impactante como esse nos é apresentado, talvez pela força cênica que possui Romain Duris, seu intérprete.




O desejo também é pauta importante para analisarmos esse trabalho. Longe de ser ofensivo para tratar do tema, o diretor busca de maneira inteligente alinhar o psicológico pós-trauma com sentimentos presos que despertam após determinadas situações. Claire é o exemplo disso, em todos os arcos ela que acaba ditando o ritmo da história e uma série de conflitos emocionais vão brotando em suas ações deixando-a sem saber entender direito os impulsos que seu corpo provoca.

Uma Nova Amiga é, antes de tudo, um filme muito honesto com o público. O fator originalidade também ganha força deixando essa história com um certo ar de suspense, principalmente em seu arco final. Com ótimas atuações e uma direção genial, não tem como vocês perderem né?

Curta nossa ENTREVISTA com a Milla Jovovich:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «