damages_4_5_101


🍿 URGENTE! Inscreva-se no nosso canal do YouTube para receber vídeos EXCLUSIVOS e PROMOÇÕES! 🍿



Damages (4x05) - We'll Just Have to Find Another Way to Cut the Balls Off of This Thing

Quem diria que “Damages” pudesse chegar a uma situação complicada como está sendo até agora. É cedo para dizer que a temporada tenha ficado muito aquém do que a série era nos tempos de FX (canal responsável pela exibição das três primeiras temporadas), mas pelo menos até agora, mesmo com boas tensões (pelo menos é ainda um bom programa em meio a tanta coisa duvidosa que existe por aí), “Damages” está começando a incomodar em alguns pontos. E não são únicos.

O primeiro é em relação à forma como Boorman se vira na história. Apesar da boa construção do personagem de John Goodman (algo já tão elogiado por mim em outras oportunidades, Boorman ainda não encontrou o tom certo, mesmo com sua inegável importância na trama. Tudo é muito aleatório, e sua inteligência, tão audaciosa, acaba encontrando no acaso para fazê-la valer. Ele, praticamente sozinho, pensou numa maneira (uma jogada de mestre, na verdade) para tirar Marwat de seu caminho. O afegão, antes uma “ameaça” para Ellen, e que mais tarde, seria revelado como testemunha chave no processo contra a High Star, deu uma boiada em seu apartamento, dando a oportunidade para Boorman se aproveitar da situação e conseguir seu DNA através dos pêlos de sua barba, que foi feita ao chegar aos EUA. É muita inteligência para pouca realidade.

Outro problema sério que esse episódio evidenciou foi – pasmem – Patty Hewes. A mão-de-ferro está cada dia mais beatificada (acreditem, no nível cínico dessa mulher, isso não é exagero). Ela pode até mesmo recorrer à religião para enfrentar seus problemas familiares. Com a neta com leucemia, ela deverá ficar ainda mais humana, e terá, ainda mais agora, que encontrar Michael para ajudá-la nessa. Algo que, como vimos, não está assim tão longe de acontecer. Basta ela ter a inteligência quase infalível de Boorman. Não sei ainda quanto tempo ainda vão investir nesse plot de “vovó Patty preocupada”, mas se isso se estender até o fim da temporada, sinto que este não será o ano de Patty Hewes. Uma pena.




Fora essas reclamações de fã chato, pouca coisa realmente relevante anda acontecendo na série (o que aumenta um pouco mais minhas pontuações negativas). Mesmo com as graduais revelações sobre a missão da High Star (em companhia da CIA por trás), não houve grandes amostras do que estamos tanto esperando, como a real situação de Chris Sanchez, ou a comprovação de que Patty e Ellen estão bem próximas de esbagaçar a High Star de vez, com todo o seu poderio e apoio do governo.

Num outro episódio, talvez, mas por enquanto, só digo que “Damages” é bem mais do que isso.


Nota:

Crítica por: Adecio Moreira Jr. (Blog)

Últimas Resenhas:





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c