Vaiado em Cannes, McConaughey e Gus van Sant defendem ‘The Sea of Trees’

Vaiado em Cannes, McConaughey e Gus van Sant defendem ‘The Sea of Trees’

COMPARTILHE!

Por Janaina Pereira, de Cannes

Após ser vaiado em duas sessões para a imprensa, o filme ‘The Sea of Trees (Mar de Árvores, em tradução literal) passou por seu teste definitivo na coletiva, realizada neste sábado (16) no Festival de Cannes. O diretor Gus Van Sant e os atores Matthew McConaughey e Naomi Watts encararam com muita seriedade os jornalistas, e defenderam o filme com unhas e dentes.

“Eu li uma crítica nesta manhã, e ela era muito definitiva. Eu estava imaginando que todo mundo era como a pessoa que havia escrito, e eu pensei “agora eu sei onde estamos”. Foi bom, mas mais tarde eu fiquei nervoso”, disse o diretor.




Já McConaughey, que ano passado ganhou o Oscar de Melhor Ator por ‘Clube de Compras Dallas‘, foi bastante aplaudido pelos jornalistas quando entrou na sala, e defendeu seu personagem.

“Ele passa por um isolamento para chegar à salvação. O filme mostra como enfrentar a morte ajuda você a encontrar a vida”, refletiu.

O ator, que tem uma longa cena de choro na trama, poderia ter alguma chance de ganhar prêmio, se o filme não tivesse sido apontado como o pior do festival até agora. No entanto, não podemos descartá-lo totalmente da corrida do Oscar, já que o marido da modelo brasileira Camila Alves virou queridinho em Hollywood.

The Sea of Trees‘ conta a história de um norte-americano (Matthew McConaughey) que viaja para o Japão para entrar na floresta Aokigahara e se matar, depois da morte da sua mulher (Naomi Watts). Lá, ele encontra um japonês (Ken Watanabe) e os dois iniciam uma jornada de autorreflexão e sobrevivência. Segundo a crítica especializada, o filme foi o pior apresentado até agora na 68ª edição do Festival de Cannes.




Assiste o bafo:

festivaldecannesseaofthrees_1

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «