Envolto por polêmica e esperma, ‘Love 3D’ estreia no Brasil

Envolto por polêmica e esperma, ‘Love 3D’ estreia no Brasil

COMPARTILHE!

O polêmico diretor Gaspar Noe está de volta com ‘Love 3D‘, um drama erótico com cenas de sexo explícito, que relata uma história de amor de maneira jamais vista antes nos cinemas: do ponto de vista sexual.

A primeira exibição do filme aconteceu no Festival de Cannes em abril desse ano, e foi a sessão mais disputada, com filas de mais de 3 horas, além de ter sido o filme mais comentado pela imprensa e mercado presentes no festival.

A distribuidora Imovision que já enfrentou polemicas relacionadas ao erotismo nos cinemas quando lançou o sucesso ‘Azul é a Cor Mais Quente‘ (vencedor da Palma de Ouro em 2013), adotou uma estratégia diferenciada para promoção de lançamento do filme ‘Love‘ no Brasil, mas acabou enfrentando o veto de duas grandes redes de cinemas, que decidiram não exibir o polêmico filme.




O Brasil será o segundo país a lançar ‘Love‘ em circuito comercial após a França. Dessa vez, Noe nos apresenta a história de Murphy (Karl Glusman), que está frustrado com a vida que leva ao lado da mulher (Klara KrisTin) e do filho. Um dia ele acorda com um telefonema da mãe de sua ex-namorada, Electra (Aomi Muyock), perguntando se ele sabe onde ela está já que a garota desapareceu a meses. Eles não se veem a anos, mas a ligação desencadeia uma forte onda saudosista em Murphy, que começa a relembrar fatos marcantes do relacionamento que viveu com Electra durante 2 anos: uma paixão repleta de promessas, jogos, excessos e erros.

Gaspar Noe conta como surgiu a ideia de fazer o filme:

“Durante anos eu sonhei em fazer um filme que reproduziria por completo a paixão de um jovem casal apaixonado, com todos os seus excessos físicos e emocionais. Um tipo de amor louco, como a quintessência que eu e meus amigos vivemos um dia. Um melodrama contemporâneo incorporando múltiplas cenas de amor e transcendendo a divisão ridícula que diz que nenhum filme normal pode conter abertamente cenas eróticas, mesmo que todo mundo ame fazer sexo”, afirmou.

Apesar do orçamento modesto, esse filme colorido, em CinemaScope, foi filmado em 3D graças às mais recentes câmeras.




O longa já está em exibição nos cinemas nacionais.

 

Curta nossa Crítica:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «