Especial | Capitão América: Guerra Civil

Especial | Capitão América: Guerra Civil

COMPARTILHE!

A Marvel Studios traz o ansiosamente aguardado ‘Capitão América: Guerra Civil’, o terceiro filme da franquia do Capitão América e o primeiro filme da Fase 3 do Universo Cinematográfico da Marvel.

O filme encontra Steve Rogers liderando o recém-formado grupo dos Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade.  Mas após outro incidente envolvendo os Vingadores resultar em danos colaterais, aumenta a pressão política para instalar um sistema de responsabilização, comandado por uma agência do governo para supervisionar e dirigir a equipe. O novo status quo divide os Vingadores, resultando em duas frentes – uma liderada por Steve Rogers e seu desejo de que os Vingadores se mantenham livres para defender a humanidade sem a interferência do governo, e a outra que segue a surpreendente decisão de Tony Stark de apoiar a responsabilização e supervisão do governo.

capitaoamericaguerracivil_4




OS DIRETORES & A HISTÓRIA

Com o sucesso de críticas e bilheterias de ‘Capitão América: O Soldado Invernal’, o produtor Kevin Feige e sua equipe estavam empolgados para trazer os irmãos Russo de volta para dirigir o terceiro filme da franquia. Com cada um dos dois primeiros filmes da franquia tendo estilos e tons diferentes, os Irmãos Russo explicam como foi sua abordagem à ‘Guerra Civil’.

“O conceito de Guerra Civil é muito importante”, diz Joe Russo.  “Sentimos que precisávamos seguir em uma direção mais radical se fossemos dirigir outro capítulo de Capitão América. Desde o início, defendemos com veemência o enredo de Guerra Civil. Uma vez que todos concordaram, imediatamente sentamos e começamos a discutir cuidadosamente a evolução de cada personagem, o que nos ajudou a descobrir como queríamos que o filme fosse”.

capitaoamericaguerracivil_15




Ao mesmo tempo em que os Irmãos Russo queriam continuar com o tom visceral estabelecido em ‘Capitão América: O Soldado Invernal’, eles também queriam que essa dinâmica permeasse o elenco completo dos personagens.

“Cada personagem neste filme tem uma voz distinta”, diz Anthony Russo. “Após trabalharem juntos em ‘Soldado Invernal’, eles compreendem em profundidade o tom que gostamos de dar a esses filmes. É mais bem fundamentado; é baseado no realismo. Há também ideias políticas que refletem questões reais do mundo na história, o que dá ao filme um caráter atual para o público”.

O diretor continua,

“Nosso objetivo era contar a história de tal forma que os dois lados tivessem argumentos realmente convincentes. Tanto Tony Stark quanto Steve Rogers individualmente como personagens têm pontos de vista bastante convincentes. Queríamos que as pessoas ficassem divididas e em conflito, o que cria uma tensão acerca do que vai acontecer mais pra frente depois desse filme”.

 

A MONTAGEM DO ELENCO

Com os roteiristas Christopher Markus e Stephen McFeely dando os toques finais ao roteiro, os cineastas focaram sua atenção na finalização do elenco de personagens que seriam incluídos no enredo épico de ‘Guerra Civil’. Apesar do grande elenco de personagens que foi necessário para contar a história, ‘Capitão América: Guerra Civil’ começa e termina com seu personagem principal Steve Rogers, também conhecido como Capitão América.

Chris Evans retorna pela quinta vez para interpretar o maior soldado de todos os tempos, e ele está empolgado com a evolução de seu personagem em ‘Capitão América: Guerra Civil’.

“O que acho bacana em relação à direção que está sendo dada a ele é que pela primeira vez Steve não sabe de fato a resposta”, diz Evans. “Pra ele sempre é simples saber que lado da moeda escolher, mas dessa vez é complicado por que esse conflito é um pouco mais parecido com as batalhas diárias que todos nós enfrentamos onde não há definições precisas entre o que é certo e o que é errado. Existe somente um ponto de vista, e acho que é difícil para ele entender o que é a coisa certa a fazer e qual o seu papel dessa vez”.

Em sua estreia na franquia de Capitão América, Robert Downey Jr. retorna como o padrinho de todos os Super-Heróis, Tony Stark, também conhecido como Homem de Ferro. O ator explica o que significa quando Homem de Ferro e Capitão América se colocam um contra o outro no enredo do filme.

“Você não quer ver esses dois personagens dilacerarem a constituição de seu relacionamento por que você sabe o quanto isso pode se disseminar”, diz Downey. “Então isso te dá uma boa quantidade de fragmentos para trabalhar. Sempre gostei da ideia de como você se recupera disso. O que tem que acontecer para que haja qualquer tipo de homeostase ao final de um desentendimento como esse entre Steve e Tony?”

capitaoamerica3_64

Natasha Romanoff, também conhecida como Viúva Negra, retorna ao grupo como uma das melhores amigas, e aliada, de Steve Rogers.  Para Scarlett Johansson, interpretar um personagem pela quinta vez é algo que a atriz nunca vivenciou em sua ilustre carreira.

“Eu realmente não consigo pensar em outra oportunidade onde eu teria a chance de crescer com o personagem da forma como cresci com Natasha Romanoff”, diz Scarlett Johansson. “Com tudo que sabemos do que aconteceu em ‘Vingadores: Era de Ultron’, ela tem um chamado maior e acho que é isso que torna essa personagem realmente heroica. Ela insistiu e não seguiu o caminho que seria pessoalmente mais desejável, desaparecer e viver fora do mapa e ter o que todos querem. Mas ela escolhe esse chamado maior e neste filme realmente vemos ela se aproximar de uma posição de liderança”.

Uma das coisas com a qual Steve Rogers continua a lidar com dificuldade é o que aconteceu com o seu outrora melhor amigo Bucky Barnes. Apesar de o personagem ter sido uma máquina de matar durante muitos anos na forma do Soldado Invernal, Steve se agarra a uma ponta de esperança de que de alguma forma ele possa trazer de volta o seu melhor amigo.

Para Sebastian Stan, ter a oportunidade de interpretar o personagem favorito dos fãs pela terceira vez foi uma surpresa muito agradável.

“Poderiam ter feito qualquer coisa com o personagem”, diz Stan. “Mas fiquei muito feliz como ator por que senti que tive uma oportunidade de atuar em diversas nuances diferentes. O Soldado Invernal está um pouco no centro desse filme; você vê lampejos de Bucky Barnes. Ele está se lembrado das coisas e está aprendendo sobre ele mesmo. Ao mesmo tempo, ele não é mais aquele mesmo cara. Sempre terá aquela sombra do Soldado Invernal sobre ele ao seguir em frente”.

 

capitaoamericaguerracivil_2

Vindo de uma das maiores revelações de personagem em ‘Vingadores: Era de Ultron’, Clint Barton, também conhecido como Gavião Arqueiro, interpretado por Jeremy Renner, retorna ao jogo.

“Para o Gavião Arqueiro, é realmente uma transição direta de ‘Vingadores: Era de Ultron’ para ‘Capitão América: Guerra Civil’’, diz Renner. “A última vez que vimos o Gavião Arqueiro, ele voltou para ver sua família. Era lá que estava o tempo todo até que os Vingadores começassem a lutar. Então ele sai de sua aposentadoria, por assim dizer, quando lhe é pedido que venha ajudar Steve”.

Elizabeth Olsen retorna como a Feiticeira Escarlate, que agora faz parte da equipe dos Vingadores. Mas depois que uma missão confusa em Lagos resulta em danos colaterais, o governo intervém, criando uma situação onde a Feiticeira Escarlate tem que escolher um lado.

“Basicamente acaba sendo esse argumento político que questiona se os Vingadores devem ou não seguir as suas próprias regras ou se eles devem seguir as regras do governo e se tornar uma agência regulada pelo governo”, explica Olsen. “Nesse ponto do filme, Wanda está com mais medo de machucar as pessoas do que escolher um lado político. Ela acaba lutando do lado da equipe do Capitão. Era mais uma questão de ser aceita e menos sobre crenças políticas de fato”.

Uma das novas amizades em desenvolvimento de Wanda já logo no início do filme é com Visão, interpretado por Paul Bettany. Para Bettany, retornar ao papel após o nascimento de seu personagem em ‘Vingadores: Era de Ultron’ foi empolgante já que forneceu a oportunidade de expandir e explorar com mais profundidade esse personagem fascinante.

“O que adoro em relação a Visão é que ele está em sua própria busca, que é compreender os seres humanos”, diz Bettany. “Agora ele percebe que a lealdade de verdade tem que vir através do amor. Se surgirem novas informações, sua fidelidade por mudar por que ele está existindo a base da lógica e somente da lógica. Então acho que ele está bastante intrigado para saber o que é o amor e a afeição e está tentando descobrir isso por que acredito que seja a mais humana das qualidades. Realmente gosto disso; é de certa forma comovente por que não ter essa qualidade o torna perigoso e acho que ele está ciente disso”.

capitaoamerica3_70

Outro rosto novo na equipe dos Vingadores é Scott Lang, também conhecido como Homem-Formiga. Para o ator Paul Rudd, fazer sua primeira transição para outra franquia foi um tanto surreal.

“Tem sido uma experiência alucinante e incrível”, diz Rudd. “Quando filmamos ‘Homem-Formiga’, pensava, é incrível, é ótimo, é muito divertido, mas estávamos também meio que trabalhando em uma bolha. Quando apareci aqui pela primeira vez e estava fazendo uma cena com o Capitão América e o Falcão e todos eles, virei uma criança de 10 anos. Foi bem estranho e muito legal. Pela primeira vez eu pensei, ‘Cara, eu realmente faço parte disso’, e é empolgante”.

 

PREPARE-SE PARA ESCOLHER O SEU LADO

“Por toda a ação incrível que há no filme, no final das contas é uma história realmente bem fundamentada”, diz Chris Evans.

“Os Russos fazem histórias humanas com um toque de super-heróis em vez de filmes de super-heróis com um toque humano. É uma história sobre um conflito de família genuíno. É isso que o torna tão bom. Não há certo, não há errado, e não existe um mal claro de nenhum lado. É simplesmente uma questão de com quem você se conecta e concorda”.

“O conflito entre os dois lados será o assunto das conversas entre fãs e membros da plateia”, diz Scarlett Johansson.

“Quando saírem do cinema, espero que ainda consigam argumentar para os dois lados. Isso vai lhes dar algo pra levar pra casa. Construímos um motivo para os dois lados e à medida que o que está em jogo se torna cada vez maior, o que está em jogo no lado pessoal também aumenta”.

 

Confira a descrição dos heróis de ‘Capitão América: Guerra Civil’ 

O CinePOP disponibilizou as primeiras críticas de ‘Capitão América: Guerra Civil‘; leia!

Roteiristas revelam porque o Hulk não está em ‘Capitão América: Guerra Civil’ 

60 fotos da première de ‘Capitão América: Guerra Civil’ em Los Angeles

Joe Russo explica porque clímax de ‘Capitão América 3’ foi rodado em IMAX

Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema!


Não esqueça de CURTIR nossa MATÉRIA ESPECIAL: