Especial | O Exterminador do Futuro: Gênesis

Especial | O Exterminador do Futuro: Gênesis

COMPARTILHE!

Quando John Connor (Jason Clarke), líder da resistência humana, envia o Sargento Kyle Reese (Jai Courtney) de volta a 1984 para proteger Sarah Connor (Emilia Clarke) e salvar o futuro, uma reviravolta inesperada dos fatos cria uma linha do tempo fragmentada. Agora, o Sargento Reese encontra-se numa versão nova e desconhecida do passado, onde se depara com aliados improváveis, incluindo um novo exterminador T-800, o Guardião (Arnold Schwarzenegger); inimigos novos e perigosos, e uma missão inesperada: redefinir o futuro.

Em 1984, um cyborg chegou do futuro. Ele se chamava Exterminador. Dentre as milhões de pessoas que ficaram enfeitiçadas por esse novo ícone do cinema estavam os produtores David Ellison e Dana Goldberg, cujo futuro na carreira cinematográfica ainda estava por acontecer.

Como Ellison relembra:




“A franquia de O Exterminador – e, na verdade, James Cameron – foi a inspiração para meu ingresso na carreira do cinema. Para mim, ele é simplesmente um dos maiores cineastas de todos os tempos. Acho que O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final reinventou a base da indústria cinematográfica de ação que estaria por vir. Poder trabalhar em um projeto pelo qual me apaixonei quando jovem, algo que me levou a querer me tornar um produtor, é simplesmente um sonho que se tornou realidade”.

Dana Goldberg acrescenta:

“Quando foi anunciado que os direitos de O Exterminador do Futuro estariam disponíveis, nós obviamente nos interessamos –, assim como muitos outros da indústria cinematográfica, por ser uma sequência de conteúdo tão incrível. Em particular, os dois primeiros Exterminadores são os que o David e eu reverenciamos. E na Skydance, nós adoramos fazer filmes muito, muito grandes. A ideia de recomeçar O Exterminador do Futuro – tanto para o público que adorou os originais, quanto para um público totalmente novo – foi uma oportunidade que nós não poderíamos desperdiçar”.

exterminadordofuturo140401





Os realizadores de “Gênesis” sentem que no centro de tudo estava a “família debilitada” e a história de amor que James Cameron colocou como tema central dos filmes – em meio aos Exterminadores, a eminente eliminação de toda a raça humana, as proezas cinemáticas ilusórias. O mesmo gancho da história repercutiu para Alan Taylor, diretor do projeto.

Para Taylor, parte do atrativo de fazer o filme foi o súbito desafio de destrinchar a maneira de fazê-lo:

“É engraçado”, admite Taylor, “Eu estava olhando vários projetos, mas esse foi o primeiro que me deu a sensação inicial de não saber exatamente como fazer: era um enigma a ser resolvido e isso o tornou empolgante e interessante. Há muito amor na história de Cameron, tanto que o público que esperamos tocar já adora essa história. Ao mesmo tempo em que o enredo avança – ele precisa ser maior e seguir novas direções e, ao contrário do que acontece em outros filmes sequenciais, esse parecia ser algo totalmente diferente, e eu quis ver se nós conseguiríamos fazê-lo.”

exterminadordofuturosarahconnor1004

A atriz Emilia Clarke, colaboradora frequente de Taylor (e sua futura Sarah Connor), vê a habilidade do diretor de honrar o conteúdo, apesar de dar a ele uma nova relevância.

“Alan consegue fazer uma bela combinação do antigo e o novo, mas também dá um tom bastante sensível e inteligente à obra. Acho que um de seus objetivos com esse filme é perguntar o que significa ser realmente livre como ser humano, e as escolhas que esses personagens precisam fazer, ao decidirem isso. Acho que nós estamos demonstrando muito respeito ao Exterminador de antes e levando-o a esse público de hoje”, comenta a atriz.

“O que nós tentamos fazer”, conta Taylor, “é começar em cronologias que conhecemos da história, para depois conduzi-las a novas direções, de uma forma que faça sentido. Então, vemos um futuro, do qual já tivemos breves vislumbres nos filmes anteriores. Depois, nós mergulhamos no passado, cujos vislumbres também tivemos nos filmes anteriores. Mas esse filme tenta nos conduzir por territórios novos, por trás daqueles, sem contradizer nada do que sabíamos da história”.

 

exterminadordofuturo140402

O Exterminador do Futuro: Gênesis começa com o último ataque dos humanos remanescentes contra as máquinas, liderado por John Connor e Kyle Reese, no que poderia ser o crepúsculo da humanidade.

“Nós abrimos o filme com Kyle Reese ainda criança, falando o que aconteceu antes de seu nascimento – que os seres humanos basicamente foram complacentes e deixaram que as máquinas dominassem o mundo. E as máquinas decidiram que os humanos eram uma ameaça, tomando o controle de sistemas de defesa com mísseis e varrendo do mapa três bilhões de pessoas. Esse foi o Dia do Julgamento Final”, explica Dana.

Em 2029, data atual desse filme, a resistência se reúne, acreditando ter conquistado Skynet, para depois descobrir que as máquinas lançaram uma versão própria de arma à prova de fracasso – primeira arma tática de deslocamento no tempo, mandando um Exterminador de volta ao passado, para matar Sarah Connor, mãe de John, antes que ela tenha a chance de conceber e dar a luz o futuro líder da resistência humana.

Os fãs sem dúvida reconhecerão a chegada do Exterminador, em Los Angeles, em 1984, mas também logo perceberão que essa história segue em diversas direções novas.

“O ano de 1984, para onde nossos personagens viajam de volta, mudou desde o filme original – acontecimentos o levaram a um rumo completamente diferente. Aqueles filmes também eram sempre ambientados no presente, não no futuro, nem no passado. O nosso se diferencia dessa abordagem. E, portanto, através de uma série de acontecimentos, os nossos personagens se veem viajando até 2017, na tentativa de impedir o Dia do Julgamento Final”, conta David Ellison.

 

exterminador-genesis-270303

Os cineastas sondaram seus geeks especialistas em ficção científica para a recriação meticulosa da sequência inicial de Kyle Reese aterrissando, em 1984, perto do morador de rua e o cachorro, em um beco. Porém, junto com o conhecido, há um T-1000 – um sinal gigantesco de que todas as expectativas levaram um baque estrondoso.

Segundo Goldberg,

“Reese volta como antes, depois de lhe ser dito que Sarah Connor é uma mulher meio desamparada, trabalhando como garçonete – ‘ela não terá ideia do que você está falando, mas você tem que salvá-la, embora ela não acredite’. Só que ele não é apenas saudado por um Exterminador, o que o deixa completamente surpreso e confuso, mas Sarah o aborda de forma um tanto impactante e é o personagem dela que diz a famosa frase ‘Venha comigo, se quiser viver’”.

O filme será lançado no Brasil em 2 de julho e contará com a vinda do astro Arnold Schwarzenegger ao país para promover o lançamento.

 

 

 

Saiba detalhes da luta entre Arnold Schwarzeneggers em ‘O Exterminador do Futuro: Gênesis’

exterminadordofuturo5_8

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «