Filme do ‘Scooby-Doo’ completa 15 ANOS e James Gunn revela algo que ninguém sabia

Filme do ‘Scooby-Doo’ completa 15 ANOS e James Gunn revela algo que ninguém sabia

COMPARTILHE!

O primeiro filme de ‘Scooby-Doo’, estrelado por Sarah Michelle Gellar e Freddy Prince Jr., inicialmente tinha planos bem diferentes, segundo o próprio roteirista James Gunn.

Em uma publicação feita em sua conta do Facebook, para celebrar o aniversário de 15 anos da produção, ele revelou que originalmente a proposta era que a versão para os cinemas fosse R-rated, para maiores de 18 anos.

No post ele também relembra sobre sua primeira experiência em um filme feito para um grande estúdio.

Memória de ‘Scooby-Doo!: O Filme

Participe do nosso GRUPO ESPECIAL do Facebook » https://goo.gl/kg8NYU

     

“Incrível. Há 15 anos, o primeiro ‘Scooby-Doo!: O Filme’ estreou. Para aqueles que não conhecem, escrevi o roteiro para este filme, e foi meu primeiro filme de estúdio, apenas tendo feito ‘Tromeo and Juliet’ e ‘The Specials’ antes dele. Eu amava o personagem de Scooby-Doo desde que eu era criança e estava entusiasmado com a perspectiva de fazer um filme de ação live action com a tecnologia CGI que tínhamos em 2002 (!!). Sim, não era exatamente o que planejamos fazer – eu escrevi um filme mais dramático e ousado, voltado para crianças e adultos mais velhos, e o estúdio terminou empurrando-o para um filme infantil de corte limpo. E, sim, os rumores são verdadeiros – o primeiro corte foi classificado como R pela MPAA, e o decote das estrelas femininas foi modificado em CGI para não ofender. Mas, você sabe, a vida é assim. Eu me diverti muito fazendo esse filme, independentemente de tudo isso. E também consegui comer, comprar um carro e uma casa por causa disso.
Nós filmamos na Austrália. Minha memória favorita? Freddie Prinze Jr. e Sarah Michelle Gellar haviam alugado uma casa enorme, na maior parte sem móveis, no oceano. O elenco, alguns membros da tripulação e eu, jogamos Nerf por toda a casa, tentando matar uns aos outros por horas. Realmente foi um dos mais divertidos que já tive. Eu também lembro de estar sentado no apartamento de Lillard tarde da noite jogando o jogo “Celebrity” com um grupo de celebridades. Eu ainda era muito novo para Los Angeles e tudo isso era um pouco surreal. Ah, e eu também me lembro de fazer um vídeo de karaokê na seção turística de Surfer’s Paradise comigo, Linda Cardellini e Isla Fisher, dançando Girls Just Wanna Have Fun – ou algo do tipo – lado a lado com chapéus esquisitos e adereços. Eu ainda tenho esse vídeo e acho que poderia usá-lo para chantagear Linda Isla, como um presente de aniversário para mim, Ou, elas provavelmente poderiam usá-lo para me chantagear. Eu fiz amigos muito próximos ao longo do caminho – principalmente Linda, uma das pessoas que mais amo no mundo, mas também o maravilhoso Matthew Lillard e, mais tarde, através do Scooby-Doo 2 (sim, fiz a sequência), meu grande amigo Seth Green.

Então, o que eu me recordo de 15 anos atrás? Lembro-me de ter ficado arrasado pelo fato de os comentários serem bastante terríveis. Hoje em dia, eu posso ocasionalmente olhar para as críticas (honestamente, a maioria são boas), mas naquela época eu li CADA. UMA. DELAS. Eu também li tudo escrito sobre o filme on-line, até mesmo avisos ou recados. Era uma espécie de envolvimento pessoal com o cinema que eu aprendi a evitar desde então, mas não basta dizer que não foi um dia excepcionalmente bom. Mas foi seguido por, honestamente, um dos melhores dias da minha vida.
Cerca de 5:30, sábado de manhã, o fim de semana de abertura, Lorenzo DiBonaventura – o chefe de produção da Warner e uma das pessoas que me deram o meu início – me ligou e me acordou em casa para me dizer que fizemos 18 milhões na sexta-feira. Agora, isso não parece ser tudo isso hoje – ‘Guardiões’ faz isso em uma noite de quinta-feira sozinho – mas naquela época era suficiente o filme ser a maior abertura do mês de junho. Até aquele momento, eu pensava que se a produção não se saísse bem, eu poderia continuar conseguindo alguns empregos como roteirista e a minha vida seria a mesma. Mas naquele instante eu soube tudo havia mudado. E realmente mudou. Recebi todos os filmes que você puderia imaginar. Como, uh, o filme de Jabberjaw, e o filme de ‘Os Jetsons’, e o filme do ‘Capitão Caverna’ e ‘Tutubarão’. Recebi toneladas de dinheiro para fazer todas essas coisas. Então, é claro, eu sendo eu, escolhi escrever ‘Madrugada dos Mortos’. Vai entender o que se passava pela minha mente.
Então eu levanto o meu café com leite matinal para brindar ‘Scooby-Doo!’. Obrigado pelas memórias, amigo”.

Confira na íntegra:


Crítica | Extraordinário é extraordinário... e vai te fazer chorar litros!


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.