Game Of Thrones – Temp. 05 – Ep. 07

Game Of Thrones – Temp. 05 – Ep. 07

COMPARTILHE!

UM ÓTIMO EPISÓDIO, COMO NOS VELHOS TEMPOS

Até aonde Jon Snow (Kit Harington) não sabe das coisas? Ele sempre me pareceu um herói por acaso. Muito disso se deve a sua hesitação em tomar decisões e a sua falta de certeza nelas, o que lhe dá uma grande humanidade. Ao menos não me pareceu muito confiante quando, no começo deste sétimo ep., foi para além da Muralha tentar convencer os selvagem a se unirem aos corvos.

E morreu Maester Aemon (Peter Vaughan). Sempre tive um carinho por essa personagem.  Aemon era mais do que o sábio da Patrulha da Noite, ele era uma reserva moral do grupo. A perda dessa reserva moral torna mais simbólica a tentativa de estupro sofrida por Gilly (Hannah Murray). É como se os roteiristas esfregassem na nossa cara a degradação da patrulha.

Game Of Thrones_S05_E07_Imagem_5




Eu tinha esperança de que nesta temporada fossemos ver o desbunde de Sansa (Sophie Turner) – elas só ainda não cometeram suicídio porque o nono ep. sempre guarda surpresas. Sansa pediu para Theon (Alfie Allen) acender uma vela no alto da torre como pedido de socorro. Claro que não deu certo. E Ramsay (Iwan Rheon) tratou de colocar Sansa no seu devido lugar…

Já comentei em outras resenhas o quanto gosto de Stannis Baratheon (Stephen Dillane). É uma figura trágica. Stephen Dillane dá à personagem um peso de um homem sofrido, cuja busca pelo trono fica entre a ambição e o sentimento de um dever (bem ou mal, ele realmente se vê como o legítimo sucessor). Sua aparição neste sétimo ep. reforça o seu lado honrado. Apesar do conselho sensato de Davos Seaworth (Liam Cunningham) para retornarem para Castelo Negro por conta do frio, Stannis recusou porque sabe que é um caminho impossível. Ou é atacar Winterfell ou é perder todo o respeito que ainda tem e tornar-se O Rei Que Foge. Para completar, Melisandre (Carice van Houten) propôs o sacrifício de sua filha, algo recusado por Stannis.

Game Of Thrones_S05_E07_Imagem_3

Os eventos mais importantes do ep. ocorreram em Essos e em Porto Real.




Em Essos, o mais delicioso foram os argumentos de Tyrion (Peter Dinklage) para convencer o senhor de escravos de que comprou Jorah (Iain Glen) a levá-lo junto no pacote. Do humor para a ação, depois de ver Daenerys (Emilia Clarke), Jorah invadiu a arena dos gladiadores e começou a derrubar todos os oponentes. Ao perceber de quem se tratava, Daenerys saiu da surpresa para a repulsa. Não pudemos deixar de sentir a dor de Jorah com a reação de Daenerys.

Game Of Thrones_S05_E07_Imagem_1

Em Porto Real, as protagonistas foram Olenna (Diana Rigg) e Cersei (Lena Headey). Olenna demonstrou, mais uma vez, que é a força que sustenta a casa dos Tyrell. Seus diálogos com o Alto Pardal (Jonathan Pryce) e com Baelish (Aidan Gillen), mesmo não resultando na liberdade de seus netos, parecem que tiveram influência na prisão de Cersei. Sim!, Cersei acabou sendo presa pelos fanáticos do Pardal. O diálogo dela com o Pardal, pouco antes da prisão, foi cercado de ambiguidades. Num primeiro plano, o Alto Pardal parece realmente não ver limites para impor sua fé. Porém…, não podemos ter certeza se o grau de fanatismo do Pardal é tão suicida assim. Afinal, Olenna e Baelish estavam se articulando e Tommen (Dean-Charles Chapman) demonstrou-se indignado com a prisão de Margaery (Natalie Dormer). O mais provável é que por de trás da prisão de Cersei esteja essa galerinha do barulho. O que seria muito coerente, pois sempre o exercício do poder exige alianças.

 

Curta nossa Crítica:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «