Greta Gerwig se arrepende de ter trabalhado com Woody Allen

Greta Gerwig se arrepende de ter trabalhado com Woody Allen

COMPARTILHE!

A vencedora do Globo de Ouro por Melhor Filme Comédia ou Musical por 'Lady Bird', Greta Gerwig, afirmou que se arrepende de ter trabalhado com Woody Allen na produção ‘Para Roma, Com Amor’. A revelação foi feita ao jornalista Frank Bruni, do jornal The New York Times.

Acusado de molestar sua filha Dylan Farrow, quando ela era uma criança - em 1992, Allen voltou a ocupar as manchetes sobre o assunto após o monólogo do comediante Seth Meyers na abertura do Globo de Ouro.

Inocentado após uma série de investigações - que incluíram uma avaliação em um polígrafo, o cineasta falou sobre o assunto pela última vez em 2014, em um artigo publicado no mesmo jornal novaiorquino.

Sobre as antigas alegações de abuso, Gerwig disse:




“Eu levo esse assunto muito a sério e tenho pensado profundamente nisso, o que me levou a reunir meus pensamentos e tirar uma conclusão apropriada. Eu só posso falar por mim mesma e o meu entendimento é o seguinte: se eu soubesse naquela época, o que eu sei agora, eu não teria atuado no filme. Desde aquela ocasião eu não trabalhei com ele e não o farei novamente. Os dois artigos de Dylan Farrow me fizeram concluir que eu aumentei o sofrimento de outra mulher e eu fiquei de coração partido por isso. Eu cresci com seus filmes e eles contribuíram para a minhas formação como artista e eu não posso mudar esse fato agora, mas eu posso tomar decisões diferentes seguindo adiante”.

 

'Lady Bird' tem sido um sucesso de crítica e é um dos favoritos para estar no Oscar 2018. O longa mostra as desventuras de Christine, vivida por Saoirse Ronan, uma artista que decide passar um ano em Sacramento, na Califórnia. Greta Gerwig ('Frances Ha') roteiriza e dirige.

 

 

 

 



Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c