Guillermo del Toro explica porque reboots de filmes de monstros não estão funcionando

Guillermo del Toro explica porque reboots de filmes de monstros não estão funcionando

COMPARTILHE!

Os filmes de monstros sempre foram grandes sucessos do cinema, principalmente durante o início dos anos 2000. Porém, cada vez mais vemos que o público está se distanciando desse gênero, como com o fracasso do reboot de A Múmia e a possível queda da Dark Universe, da Universal.

Guillermo del Toro sempre desenvolveu filmes de monstros e, em uma entrevista ao ScreenRant, o diretor comentou um pouco sobre os motivos do público estar cansando de ver criaturas nos cinemas:

“Acho que existe uma atitude pós-modernista no gênero que tenta desarmar e desconstruir o gênero de uma forma moderna. E acho acho que quando você se aproxima dos personagens com amor, é menos seguro porque você não se coloca acima do material. Você está em seu próprio salto alto e é mais fácil ser irônico, então acho que é uma das razões. Você tem coisas conflitantes como Jordan Peele (diretor de Corra!), que não é irônico, mas sim um filme reflexivo. É uma fusão de reverência e inteligência. É um bom ano para o gênero, com certeza”

Em resumo, del Toro diz que os inúmeros remakes e reboots tem tirado a essência do cinema original, desgastando o público.

Participe do nosso GRUPO ESPECIAL do Facebook » https://goo.gl/kg8NYU

     

Recentemente, Del Toro revelou em entrevista ao THR que sua maior inspiração para fazer a criatura do premiado ‘A Forma da Águapartiu do clássico da Universal, O Monstro da Lagoa Negra, de 1954.

‘A Forma da Água’ é A Bela e a Fera em um novo formato, diz Guillermo del Toro


Crítica | A Forma da Água – Conto de fadas Visceral e Erótico de Guillermo del Toro (Nota: 10.0)

Livro de ‘A Forma da Água’ escrito por Guillermo del Toro será lançado no Brasil

Sally Hawkins, Michael Shannon, Richard Jenkins, Michael Stuhlbarg e Octavia Spencer formam o elenco principal.

A Forma da Água‘ é um conto de fadas dos mais imaginativos ambientado no cenário dos Estados Unidos na época da Guerra Fria, por volta de 1962. No laboratório secreto e de alta segurança do governo onde trabalha, a solitária Elisa (interpretada por Sally Hawkins) vive presa em uma vida de isolamento. Sua vida muda para sempre quando ela e a colega Zelda (interpretada por Octavia Spencer) descobrem uma experiência secreta.

A Fox Film lança o filme nos cinemas nacionais dia 11 de Janeiro de 2018.

Crítica | A Forma da Água – Conto de fadas Erótico de Guillermo del Toro

 


Netflix na CCXP: Renato canta Lua de Cristal e leva torta na cara


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.