‘Invocação do Mal 3’ não terá história de possessão demoníaca

‘Invocação do Mal 3’ não terá história de possessão demoníaca

COMPARTILHE!

Após o sucesso grandioso de ‘Invocação do Mal 1 e 2‘ nas bilheterias mundiais, os fãs mal podem esperar para conferir o terceiro filme.

Em entrevista ao Cinema Blend, o produtor Peter Safran revelou que o terceiro filme será bastante diferente dos anteriores.

“Há alguns casos dos Warrens que talvez não são tão conhecidos, mas queremos mostrar coisas diferentes no terceiro filme. É evidente que não podemos fazer outro filme se passando em uma casa assombrada, certo? Nós não podemos fazer outra história sobre posse sobrenatural em uma casa, com uma família em perigo. Certo? Então, ele tem que ser algo diferente do que isso. Não será uma história de fantasmas.”, afirmou.

Vale lembrar que James Wan não sabe se irá dirigir o filme, por estar comprometido com ‘Aquaman‘.

Participe do nosso GRUPO ESPECIAL do Facebook » https://goo.gl/kg8NYU

     

Em entrevista ao IGN, o diretor revelou que já escolheu uma história para o próximo filme, que se passará dez anos após o último.

“Os Warren têm um monte de casos reais assustadores. Eu tenho uma história que quero adaptar, mas eu não vou contar para vocês. Mas eu vou dizer isso: o primeiro e o segundo filme se passaram na década de 70. Sendo assim, eu acho que Invocação do Mal 3 tem que avançar para a década de 80”, afirmou.

O diretor não quis revelar a trama do próximo capítulo, mas o CinePOP criou uma lista com 5 CASOS REAIS de Ed e Lorraine Warren que podem inspirar o filme.

“Invocação do Mal 3 não será focado em Amityville”, afirma James Wan 

Fique ligado para mais novidades da franquia.

invocacaodomal2_6


Renato Marafon faz tatuagem de Deadpool na CCXP


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.