‘Kong – Skull Island’: Warner Bros. é processada por plágio

‘Kong – Skull Island’: Warner Bros. é processada por plágio

COMPARTILHE!

A Warner Bros. e a Legendary Pictures estão sendo processadas por plágio pelo roteiro de ‘Kong: Skull Island‘, reboot da franquia King Kong.

O roteirista Joe DeVitto afirma que participou de uma reunião com os estúdios em 2014 para vender a ideia do seu roteiro, que trazia uma nova origem para o icônico personagem. Ele afirma que o estúdio não comprou o roteiro, que seria adaptado para uma série de TV.

DeVitto chegou até a se reunir em 1992 com a família de Merian Caldwell Cooper, o diretor de ‘King Kong‘ (1933), para pedir o aval de recontar a clássica história.




“Se passaram 80 anos desde que Merian Caldwell Cooper nos apresentou ao King Kong. Até então, nenhum estúdio havia tido uma ideia para contar a origem da criatura e sua relação com a misteriosa ilha onde ela foi encontrada… até agora”, afirma o advogado de DeVitto.

‘Kong: Skull Island’, ‘Godzilla 2’ e ‘Godzilla VS. Kong’ ganham novidades

‘Kong – Skull Island’ terá ligação com o remake de ‘Godzilla’ 

Kong: Skull Island‘ é estrelado por Tom Hiddleston, Sam Jackson, Brie Larson, John Goodman, Tian Jing, Corey Hawkins, Jason Mitchell, John Ortiz, Shea Whigham e Toby Kebbell.




Dirigido por Jordan Vogt-Roberts, o longa fará uma imersão completa do público na misteriosa e perigosa casa do rei dos macacos, quando uma equipe de exploradores se aventura no traiçoeiro interior da ilha.

A estreia acontece em Março de 2017.

 

Kong-Skull-Island

Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema!


Não esqueça de CURTIR nossa MATÉRIA ESPECIAL: