Obama comenta a morte de Robin Williams

Obama comenta a morte de Robin Williams

COMPARTILHE!

Robin Williams faleceu aos 63 anos de idade nesta segunda-feira. O ator foi encontrado morto em sua casa, na Califórnia. A polícia suspeita que a morte tenha sido causada por asfixia, numa tentativa de suicídio.

Em nota oficial, o empresário de Williams confirma a morte e disse que ele lutava contra uma depressão.

[Atualizado] O presidente Obama cedeu uma declaração sobre a morte do ator: "Robin Williams era um radialista, um médico, um gênio, uma babá, um presidente, um professor, um Peter Pan e tudo mais. Mas ele era único. Ele veio para as nossas vidas como um alienígena - mas acabou tocando a todos com um espírito humano. Ele nos fez rir. Ele nos fez chorar. Ele deu seu talento de um jeito sem tamanho e generoso para as pessoas que precisavam - aos que estavam nas nossas tropas lá fora aos marginalizados nas nossas próprias ruas. A família Obama oferece condolências à família de Robin, seus amigos e a todos que acharam voz graças à Robin Williams".

Em entrevista à Variety, a esposa de Williams, Susan Schneider, disse que está "com o coração partido" pela perda trágica e repentina. Susan pediu ainda privacidade à família neste momento de luto.




Williams ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante por 'Gênio Indomável' e aparecerá em breve nos cinemas em 'Uma Noite no Museu 3'.

Recentemente, o ator estrelou a série 'The Crazy Ones', que foi cancelada na primeira temporada, e tinha seu retorno confirmado na sequência de 'Uma Babá Perfeita'.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » https://goo.gl/mPcJ5c