Os 10 Filmes Mais Polêmicos da História

Os 10 Filmes Mais Polêmicos da História

COMPARTILHE!

A polêmica é algo realmente peculiar, pode ser intencionalmente gerada, no intuito do seu causador querer chamar atenção, ou naturalmente acontecer, isso por atingir classes ou ofender convenções sociais. Inúmeros livros, que tratavam dos mais variados temas, foram censurados pela Igreja em séculos passados e até hoje tais conteúdos são proibidos por lei. Quando a ideia é acompanhada do grafismo, a coisa se agrava ainda mais, o caso das muitas histórias em quadrinhos eróticas que nem sequer foram oficialmente publicadas. E quando vemos esses exemplos passados através do audiovisual, ficamos ainda mais estarrecidos.

No cinema isso é potencializado, já que, desde a gênese da sétima arte, tivemos títulos que mexeram e até transformaram a estrutura social de algumas nações. No entanto, apesar da maioria desses filmes tratarem de temas delicados como racismo, sexismo e política, outros chamaram atenção por ideias que, de tão insanas, são quase inacreditáveis. Sadomasoquismo, estupro, torturas, pedofilia e necrofilia, enfim, as mais estranhas experiências humanas são evidenciadas por cineastas de várias partes do mundo, que expõem seus pensamentos mais obscuros. Alguns ultrapassam os limites, e pagam o pato por isso.

Por curiosidade, tendo como base os pontos de vista desses artistas e também aproveitando o lançamento do polêmico ‘Love 3D‘, da comentada adaptação de Cinquenta Tons de Cinza ou mesmo do recente A Entrevista, o CinePOP resolveu fazer uma lista com os longas que mais causaram euforia e chocaram o mundo, por conceitos bizarros e agressivos.




Ah, como vocês irão perceber, não citaremos aqui nenhum trabalho, em especial, do dinamarquês Lars von Trier. Não que estes não tenham sido causa de comentários e discórdias, pelo contrário, apontar apenas um deles seria um tanto partidário, melhor lembrar então o próprio sujeito, que, propositalmente ou não, tornou-se a figura mais polemica dentro da mídia. Logo, pedimos que também citem nos comentários os filmes que mais impressionaram vocês.

10 – A Paixão de Cristo (2004)

OffOfCross

Proibido na Malásia e em países de consciência religiosa mais ortodoxa, além de causar desespero em grande parte do público, a versão de Mel Gibson a respeito das últimas 12 horas de Jesus Cristo chocou o mundo pela sanguinolência, crueza e sofrimento nunca antes visto nesse conto. Inúmeras pessoas saíram das salas antes do fim da sessão.





9 – O Massacre da Serra Elétrica (1974)

o-massacre-da-serra-eletrica-classico-1974-original_MLB-F-4351145269_052013

Quando Tobe Hooper fez em 1974 sua obra mais emblemática, The Texas Chain Saw Massacre (no original), imaginava estar criando um ícone do terror, que teria uma classificação indicativa relativamente média, já que não aposta muito no gore ou nudez, mas sim na tensão, energia e maluquice latente. Mas além de pegar um NC-17, o longa foi censurado em várias regiões.

8 – O Exorcista (1973)

maxresdefault

Mais adiante de toda mística envolvendo a produção, dos acidentes que aconteceram durante as filmagens e da perseguição de religiosos com a atriz Linda Blair – onde a Warner teve que contratar seguranças para proteger a garota -, o cineasta William Friedkin foi acusado de usar o título para fins libidinosos e satanistas. Foi também proibido em algumas cidades.

7 – Laranja Mecânica (1971)

A Clockwork Orange

Muitos dizem que o filme foi banido no Reino Unido, e não é verdade (foi sim na Irlanda, Malásia, Cingapura, Argentina, Brasil, Chile e Coreia do Sul), o que realmente aconteceu é que, além de ter sido massacrado pela crítica, esse grande trabalho de Stanley Kubrick foi acusado de fazer apologia à violência e ser o causador do surgimento de várias gangues. Irritado com a repercussão, em 1973, o cineasta resolveu impedir que o filme continuasse em exibição nos cinemas. Mas até hoje a obra traz debates calorosos.

6 – O Nascimento de Uma Nação (1915)

lule-fig08_006

D. W. Griffith fez nada mais, nada menos que uma glorificação a seita Ku Klux Klan, os colocou como grandes salvadores de uma nação, como também dizia que os negros eram os inimigos reais do progresso americano. Mesmo tendo que se “explicar” depois, fazendo até um épico chamado Intolerância (1916), Griffith ficou marcado na história por fazer uma obra assumidamente racista.

5 – A Serbian Film: Terror Sem Limites (2010)

srpski-film-21

Um péssimo filme que, por ter um apelo intencionalmente polêmico, ganhou mais destaque do que merecia. Mas é inegável o quão repugnante é a tal coisa. Inúmeras cenas de violência sexual, com penetrações das mais bizarras possíveis e algo que vai além do nome tenebroso: uma cena de estupro envolvendo um bebê. Não merece ser visto, nem mesmo por curiosidade.

4 – Nekromantik (1987)

nekromantik_friigifilmid

Acredito que só pela sinopse você já vai sentir náuseas: “Robert Schmadtke trabalha em uma empresa de limpeza de cadáveres. Depois de um incidente macabro, ele resolve levar para casa um cadáver, afim de fazer um ménage à trois necrófilo com sua esposa. As coisas se complicam quando a mulher se apaixona pelo morto.” O troço traz algo que vai de crueldade com animais a automutilações. Assim, além de não ter seu filme exibido em lugar nenhum, o diretor chegou a ser processado por causa da película. O filme ficou esquecido e só apareceu anos depois, no lançamento em DVD, conquistando os mais “adeptos do gênero”.

3 – Holocausto Canibal (1980)

cannibal-holocaust-79-05-g

“DEVASTADOR”, essa era e é a palavra que mais se ouve quando se fala em Holocausto Canibal. Um dos percussores do found footage, este longa italiano trazia a história de uma bizarra tribo que comia humanos e fazia as barbaridades inconcebíveis, como, por exemplo, empalar as vítimas. O diretor, Ruggero Deodato, foi preso na época por crime de obscenidade e o filme confiscado pela lei.

2 – Salò ou os 120 Dias de Sodoma (1976)

Saló

Esse trabalho de Pier Paolo Pasolini, baseado nos escritos do Marquês de Sade, ficou conhecido como o filme mais perturbador da história do cinema. E não só por vermos cenas chocantes de assassinato, estupro e tortura, mas por trazer graficamente o chamado círculo dos horrores. No Círculo das Manias é mostrado os fascistas realizando bizarros desejos sexuais; no Círculo das Fezes vários jovens são obrigados a ingerir literalmente fezes humanas; no Círculo de Sangue vemos presos mutilados de todas as formas, até serem executados. Em suma, não é qualquer um que aguenta algo assim.

1 – A Centopeia Humana 1 e 2 (2011)

maxresdefault (1)

Não há nada mais obscuro, bizarro e indecifrável que a mente de um psicopata. Como também nenhuma tortura, fetiche ou dilaceração choca mais que uma ideia completamente doentia. E é aí que reside toda loucura dessa franquia de Tom Six, o insano. Imagine só ser sequestrado e dopado, ter os tendões dos joelhos arrancados, sua boca costurada no ânus de outra pessoa e outra pessoa tendo a boca costurada no seu ânus, criando assim um só tubo digestivo. Agora idealize essa experiência sendo realizada com doze pessoas, tendo como background atrocidades, abortos e assassinatos a sangue frio. Bom, não há mais nada o que dizer, até peço desculpas pela descrição.

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «