Os 10 Melhores Filmes Baseados nos livros de Stephen King

Os 10 Melhores Filmes Baseados nos livros de Stephen King

COMPARTILHE!

Stephen King está novamente em alta em Hollywood, se é que um dia não esteve, e várias adaptações de suas obras estão no forno – entre elas o badalado ‘A Torre Negra‘, o terrorzão ‘It – A Coisa‘ e o angustiante ‘Jogo Perigoso‘, ‘Cemitério Maldito‘, ‘O Braço do Mar‘ e ‘A Dança da Morte‘.

Além disso, o autor está vendo suas obras sendo adaptadas para a TV, como é o caso de ‘O Nevoeiro‘ e ‘Mr. Mercedes‘.

Trailer e pôster de ‘A Good Marriage’, terror escrito por Stephen King

King é autor de alguns dos maiores clássicos do terror psicológico – como “O Iluminado” , “Rose Madder” , “Jogo Perigoso” , entre outros – mas King também desliza de vez em quando e nessas ocasiões escreve livros – não diria ruins – de menor qualidade; como “Desespero” e “O Apanhador de Sonhos“.

     

(Curiosidade: no mesmo dia do lançamento de “Desespero“, Stephen King colocou no mercado americano um livro chamado “Os Justiceiros” que tem como autor Richard Bachman – já conhecido pseudônimo de King – os dois livros contam histórias muito parecidas e o porque do autor ter feito esta experiência é difícil de explicar, uma vez que seus fãs sabem que Bachman e King são a mesma pessoa – diz-se que isso foi uma jogada de marketing de Stephen King).

De qualquer maneira, o cinema sempre esteve de olho nos livros de Stephen King e são muitos os títulos do autor que acabaram se tornando filmes – para quem gosta de números, cerca de 50 livros (ou contos) de King já foram levados a telona, em alguns anos chegou-se a produzir 4 filmes adaptados da obra do autor. Boa parte desses filmes foram um fracasso – como “As Vezes Eles Voltam” e “Jovem Outra Vez” pra citar alguns. Em outras ocasiões mais inspiradas, os livros de King viraram grandes filmes.

‘O Nevoeiro’ ganhará série de TV 

Nesta lista, selecionamos os melhores filmes baseados nas obras  de Stephen King – o mestre do terror.

1 – O ILUMINADO (diretor: Stanley Kubrick) – 1980

Stanley Kubrick era genial e seu ‘O Iluminado‘ não é apenas uma das melhores adaptações de Stephen King, é também um dos grandes filmes de terror do cinema. Por trazer diversas alterações do livro, King não ficou satisfeito com essa adaptação (existe uma outra versão – muito inferior a essa primeira – de ‘O Iluminado‘ feita em 1997, não sei se com essa King ficou feliz). Excepcional a interpretação de Jack Nicholson, que com sua cara de louco assusta qualquer um.

Kubrick fez um filme impecável, e quem já assistiu deve se lembrar do mórbido hotel (locação das mais geniais) no qual a família Torrance passa pelas mais horripilantes situações.

 

2 – CONTA COMIGO (diretor: Rob Reiner) – 1986

Conta Comigo‘ é a adaptação de um conto de Stephen King chamado ‘O Corpo‘ (sem dúvida a melhor coisa que eu já li do escritor – ‘O Corpo‘ está no livro ‘As Quatro Estações’).

Nesse conto, King abandona o terror e parte para um campo mais humano, eu diria. Uma obra sensível, terna e intimista, embalada por uma bela trilha sonora. King nunca esteve tão poético.

O filme conta a história de quatro amigos que partem em uma jornada em busca de um cadáver, e que acabam aprendendo valiosas lições sobre a amizade durante o caminho.

 

3 – LOUCA OBSESSÃO (diretor: Rob Reiner) – 1990

Baseado no conto “Angústia”,  ‘Louca Obsessão‘ é um filme perturbador. A atriz Kathy Bates foi indicada ao Oscar pela sua fantástica atuação no papel da psicopata que prende um escritor – de quem se diz fã número 1 – depois que ele sofre um acidente de carro.

Chocante o momento em que a personagem de Bates quebra os pés do escritor com uma pá.

 

4 – UM SONHO DE LIBERDADE (diretor: Frank Darabont) – 1994

Também adaptado de um conto (chamado ‘Rita Hayworth e The Shawshank Redemption‘ – o conto está no livro ‘As Quatro Estações’). ‘Um Sonho de Liberdade‘ é um excelente drama.

Assim como ‘Conta Comigo‘ nem parece saído da obra de King. O filme conta a história de Andy Dufresne (Tim Robbins), um jovem banqueiro que é condenado a prisão pelo assassinato de sua esposa e seu amante.

 

5 – À ESPERA DE UM MILAGRE (diretor: Frank Darabont) – 1999

Belíssimo filme adaptado de uma série de livrinhos de bolso de King que são intitulados ‘O Corredor da Morte‘, depois da estreia – e sucesso – no cinema, os livrinhos foram editados como um único romance que leva o nome do filme.

Uma das mais felizes adaptações de King, ‘À Espera de um Milagre‘ retrata o cotidiano – e o relacionamento muito especial do policial Paul Edgecomb (Tom Hanks) como o condenado John Coffey (Michael Clark Duncan – perfeito para o papel) – no corredor da morte de uma prisão americana.

Filme fábula muito emocionante – destaque para a cena em que John Coffey assiste ao musical ‘O Picolino‘.

 

6 – IT – UMA OBRA PRIMA DO MEDO (diretor: Tommy Lee Wallace) – 1990

Uma viagem à fria e oscura mente de King. Feito para a TV norte-americana, ‘IT‘ mostra uma pacata cidade que foi aterrorizada 30 anos atrás por um ser conhecido como ‘A Coisa‘. Suas vítimas eram crianças, sendo que se apresentava na maioria das vezes como o palhaço Pennywise.

Com esta forma ele reaparece, 27 anos depois. Sete jovens que viram ‘A Coisa‘ voltam para combatê-la. Porém, esta batalha pode custar suas vidas.

It – A Coisa‘ ganhará um remake nos cinemas dia 7 de Setembro, marcando exatos 27 anos desde o lançamento do último filme. E o mais sinistro? No livro, Pennywise retorna a cada 27 anos.

 

7- FENDA NO TEMPO (diretor: Tom Holland) – 1995

Um dos melhores e mais bem produzidos suspenses de Ficção Cientifica do Cinema. O filme não fez muito sucesso e, como a maioria dos filmes baseados em seus livros, é bastante longo (2 fitas VHS).

Ao acordarem 10 passageiros descobrem que estão sozinhos em um avião. Um deles, que é piloto, assume o comando do avião e a leva a um aeroporto, onde também não há sinal de vida.

A imaginação corre solta neste filme, que é bastante amedrontador e inovador.

 

8. CARRIE – A ESTRANHA (diretor: Brian de Palma) – 1976

Baseado no primeiro livro de Stephen King (curiosidade: King escreveu Carrie mas não gostou do resultado, portanto jogou tudo no lixo. Sua esposa pegou o manuscrito no lixo, leu e adorou. Foi ela quem fez King levar o livro até um editor que decidiu publicá-lo. O livro foi um enorme sucesso e alçou King da pobreza e obscuridade a riqueza e fama).

É uma das mais clássicas adaptações de King, e lançou Sissy Spacek ao estrelato.

O ápice do filme – quando o sangue cai em cima de Carrie na formatura – se tornou uma das cenas mais icônicas da história do cinema.

Recentemente, o livro ganhou um remake sofrível estrelado por Chloe Moretz.

 

9. O NEVOEIRO (diretor: Frank Darabont) – 2007

O maior acerto de ‘O Nevoeiro‘ está no roteiro. Frank Darabont adaptou o livro de King e adicionou pontos cruciais que funcionariam no cinema: deu ao toque sobrenatural uma explicação lógica e inteligente e criou um perturbador final (que o livro não possui).

Thomas Jane (‘O Justiceiro’), o protagonista, também consegue passar o seu melhor para as telonas, e finalmente se demonstra um astro de primeira linha. O ator, que já havia trabalhado em ‘O Apanhador de Sonhos‘, parece ter feito as pazes com os livros de King e segura o filme com seu enigmático personagem.

O livro recentemente foi adaptado em forma de série de TV, e estreia no Brasil em Agosto pela Netflix.

 

10. CHRISTINE – O CARRO ASSASSINO (diretor: John Carpenter) – 1983

Trash, trash, trash. Diversão (ou susto) garantida. John Carpenter é conhecido por seus filmes de terror e em “Christine” ele mostra mais uma vez a que veio.

As sequências em que Christine (um Plymouth Fury 58, que tem vida própria e cria uma relação de amor com o dono) acende seus faróis e persegue todos aqueles que “atrapalham” seu dono são absolutamente clássicas. Grande trilha sonora.

 

Bônus. O APRENDIZ (diretor: Bryan Singer) – 1998

Baseado no conto “Apt Pupil” (conto do livro “As Quatro Estações”) de Stephen King. “O Aprendiz” conta a história de um adolescente que desconfia que um de seus vizinhos é um criminoso nazista, a partir daí o adolescente passa a chantagear o vizinho para que ele lhe conte as mais terríveis histórias sobre a II Guerra Mundial. Firme a direção de Bryan Singer (o mesmo de “Os Suspeitos”) e impecável a atuação da dupla central (Ian McKellen e Brad Renfro).

Nos últimos anos, as locadoras foram infestadas por filmes feitos para TV lançados em vídeo e baseados em obras de King. Entre eles ‘Rose Red: A Casa Adormecida”, “Mansão Marster” e “Kingdom Hospital”.


'Valerian': Luc Besson critica os filmes de super-herói hollywoodianos



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.