'Os Incríveis' é um dos melhores filmes de herói da HISTÓRIA; Entenda o motivo!

'Os Incríveis' é um dos melhores filmes de herói da HISTÓRIA; Entenda o motivo!

COMPARTILHE!

Falta pouco para a estreia de 'Os Incríveis 2'! A tão aguardada continuação do filme da Disney/Pixar chega às telas de cinema no dia 28 de junho. Há muita expectativa para ver os heróis novamente em ação. Uma prova disso é que a obra cinematográfica deve bater o record de pré-venda nos Estados Unidos, sendo a maior da história da indústria no que diz respeito às animações, superando 'Procurando Dory', atual detentora do título.

No Brasil, há 14 anos atrás, o primeiro filme também se notabilizou por agregar um grande público, conseguindo a maior estréia de um longa de animação da Disney no país até então, além de ter a maior arrecadação obtida por uma animação no Brasil. De 2004 pra cá, muitos filmes da Disney também fizeram um enorme sucesso e mesmo assim Os Incríveis continuou fresco na mente das pessoas.

Mas por que tanto hype? Por que Os Incríveis é uma franquia tão querida?

Mesmo antes de os fãs de super-heróis serem agraciados com os filmes do Batman de Nolan ou aos sucessos das obras do Universo Marvel do Cinema, 'Os Incríveis' foram um fenômeno em 2004, quando estreou no Brasil. Esqueça a Jessica Alba como Mulher-Invisível ou Ioan Gruffudd vivendo o Sr.Fantástico. Definitivamente, 'Os Incríveis' é o melhor filme do 'Quarteto Fantástico' já feito.

A inspiração referente ao grupo da Marvel é óbvia. Senhor Incrível/Coisa, Mulher Elástica/Sr. Fantástico e Violeta/Mulher Invisível. Apenas o Flecha não faz uma relação com o Tocha Humana em termos de poder. 'Os Incríveis' é um filme superior a muitos live-action do sub-gênero de super heróis. A animação mesmo com um tom deveras divertido toca em temas reais que enriquecem a narrativa.

Um exemplo disso é a reação das pessoas frente à inúmera quantidade de super-heróis, violência, as consequências de uma destruição após um conflito, a necessidade de trabalhar em um emprego convencional para sustentar a casa mesmo com todos os super poderes familiares e algo que faz todo o sentido, mas que antes nunca havia sido citado em nenhuma mídia na quase centenária história dos super-heróis vindo de quadrinhos. Você sabe do que eu estou falando, Edna?

A ilustre estilista tem um tempo de tela pequeno, porém cirúrgico. Sua participação é essencial e move a trama de diversos modos, seja produzindo o traje da família ou demonstrando que ela estava certa sobre as capas, já que no fim o vilão Síndrome é derrotado justamente por estar usando uma capa.

'Os Incríveis' trabalha muito bem seus personagens, o que não é fácil. São quatro personagens principais rodando a trama principal, mais o vilão Síndrome, o secundário Gelado e a , com o perdão do trocadilho, incrível trama paralela do Zezé sendo cuidado por uma babá em casa. Inclusive o terço final da animação junta o arco principal com o arco do Zezé e culmina na resolução da trama. Um trabalho extremamente bem feito e que dá ainda mais importância ao bebê.

O roteiro faz com que todos estes tenham um mínimo de destaque em cenas. Algo que é muito difícil, independentemente do tipo de gênero ou produção, seja uma animação ou um live-action. É possível lembrar cenas de destaque de todos os personagens citados no parágrafo acima. Como esquecer, por exemplo, do Flecha correndo sobre a água ou desta sensacional passagem entre Gelado e sua esposa?

Além do roteiro, diversão e bom desenvolvimento dos personagens, algo que tem grande importância é o trabalho de dublagem. E isto foi muito bem feito no Brasil. Quem deu a voz a Beto, o Senhor Incrível, foi Marcio Seixas, icônico dublador marcado principalmente por fazer a voz do Batman em outros trabalhos. Além dele, a dublagem também contou com Marcia Coutinho como Mulher Elástica, Bernando Coutinho sendo o Flecha, Lina Mendes atuando como Violeta e Alexandre Morendo vivendo o Síndrome. Um bom elenco.

Ter uma boa dublagem é essencial em todo trabalho, porém principalmente em animações, pois no país são exibidos muito mais cópias dubladas do que legendadas deste tipo de filme, considerando que – em tese – o público alvo é de crianças e adolescentes (o que na prática sabemos que não é assim). Mais um ponto positivo.
Em inglês, para quem prefere assistir na dublagem original, tudo também é feito de modo extremamente satisfatório. Craig T. Nelson e Hoy Hunter fazem as vozes do casal principal da trama e é necessário destacar o nome de Samuel L. Jackson interpretando o Gelado.

É muito difícil enjoar de assistir ao filme mesmo com todas as dezenas de produções cinematográficas de heróis posteriores que vieram, pois a fórmula de contar a história de 'Os Incríveis' se difere de, por exemplo, a tão amada e odiava “Fórmula Marvel” e ao tom obscuro dos filmes da DC. A Pixar tem seu próprio estilo para o gênero e dá um tom equilibrado à obra, fazendo com que seja não apenas uma boa animação e sim um bom filme de modo geral.

Por fim, a incrível trilha sonora da obra. A música tema da família em ação contagia de modo instantâneo e gruda na mente. Automaticamente associa-se o filme à trilha.

Por todos estes motivos, 'Os Incríveis 2' tem tudo para ser um sucesso e atingir uma enorme bilheteria. A continuação vai alcançar e trazer ao cinema tanto os fãs antigos, que eram crianças quando assistiram ao primeiro filme, quanto aqueles que só tiveram a oportunidade de assistir anos depois, pois na época eram muito novos.
A expectativa é totalmente justificável e agora basta esperar mais alguns dias para conseguir comprar o ingresso. Que venha 'Os Incríveis 2' !

'Os Incríveis 2': Primeiras reações são MUITO positivas