Os Trailers estão arruinando os Filmes?

Os Trailers estão arruinando os Filmes?

COMPARTILHE!

Há algum tempo, escrevi uma matéria sobre como não se fazem mais filmes como antigamente, alegando que o cinema atual se preocupa mais com os efeitos especiais do que com roteiros inteligentes e inovadores. Temos muitas explosões e pouca história, com filmes vazios e repletos de clichês.

Nos últimos meses, tenho percebido um outro problema no mercado cinematográfico. Para vender seus filmes, os estúdios hollywoodianos estão entregando praticamente o filme todo durante a campanha de marketing, com trailers que revelam as reviravoltas mais importantes da trama e até o desfecho das produções. Apesar dos cinéfilos reclamarem de SPOILERS, são os próprios estúdios que revelam demais durante a divulgação do filme. E sim, isso destrói a experiência de ir ao cinema.

Sei que é muito difícil falar de ‘Batman vs Superman‘, pois foi o filme que mais polarizou opiniões na história recente do cinema. Alguns amam de forma veemente, enquanto outros odeiam com todas as forças. Eu acho um filme Ok, mas que poderia ter sido muito melhor se o marketing não tivesse entregado o final do filme nas dezenas de trailers que ele recebeu.

Participe do nosso grupo ESPECIAL no Facebook » https://goo.gl/BBFEmQ

     

É compreensível que você precise mostrar o máximo de ação e personagens para despertar interesse do público, mas os trailers de ‘Batman vs Superman‘ arruinaram a experiência de assistir ao filme, e podem ter causado a baixa aprovação da crítica especializada.

Entenda: o grande foco do filme era o embate entre o Batman e o Superman, mas os trailers mostravam que os dois se uniriam no final – ao lado da Mulher-Maravilha – para derrotar o vilão Apocalipse. Nesse momento, já sabíamos que a tal treta entre os dois não daria em nada, que um não mataria o outro e que eles ficariam amigos no final. A pergunta é: para que entregar as grandes viradas da trama no trailer? Para vender melhor o filme? Esse é um dos principais motivos de eu ter gostado menos do filme. E não adianta usar o argumento que basta eu não assistir ao trailer, pois trabalho com cinema e preciso. Sem contar que sou curioso, como muitos de vocês, e não me aguento quando sai um vídeo novo sobre um filme que quero assistir.

A Warner parece ter aprendido a lição, e os trailers de ‘Mulher-Maravilha‘ e ‘Liga da Justiça‘ entregaram menos, embora o último ainda esteja em processo de divulgação – ficarei muito bravo se eles mostrarem o retorno do Superman em um dos vídeos, e não duvido que isso aconteça.

Mas essa não é apenas uma matéria sobre ‘Batman vs Superman‘, e separei vários casos em que o trailer estragou a experiência do filme.

Em ‘Kingsman – O Círculo Dourado‘, o retorno de  Colin Firth como Harry Hart deveria ser uma surpresa para os cinéfilos, já que ele supostamente deveria ter morrido no primeiro filme. Mas você acha que  a 20th Century Fox iria deixar de divulgar que o grande astro estaria no elenco para arrecadar mais alguns trocados? Não, claro que não.

Tanto que o diretor Matthew Vaughn criticou o estúdio, pois havia pedido sigilo sobre o retorno do ator: “Pedi ao estúdio que não revelasse o retorno do ator. Porque é toda a força motriz do primeiro ato e, se você não conhecesse essa cena, ela teria feito o público ficar em êxtase.”. Ficaria mesmo, mas não ficou. A grande virada na trama que chocaria o público já estava batida, e muita gente não gostou do filme por causa disso.

Outro filme destruído por sua própria campanha foi  ‘O Exterminador do Futuro: Gênesis’. O trailer mostrou a principal reviravolta da trama: o herói John Connor (Jason Clarke) tornava-se uma espécie de Exterminador e seria o vilão. Isso acontece no terceiro ato do filme, mas o público já sabia. Que sem graça, que chato!

O diretor Alan Taylor se revoltou: “Eu dirigi essas cenas com a intenção de que ninguém saberia até o lançamento do filme. Um dos meus momentos favoritos – e eu acho que Jason Clarke fez um grande trabalho nessa cena – é quando John Connor entra no hospital em 2017 e tudo mudou. Eles estavam preocupados que as pessoas achassem que o filme fosse um reinício”, afirmou.

Taylor revelou que quando assistiu ao trailer, teve “conversas desagradáveis com os produtores e tentou bloquear a divulgação do material”, mas no final o trailer revelador acabou sendo lançado.

Nem vou falar sobre os trailers de ‘Homem-Aranha: De Volta ao Lar‘ e ‘Alien – Covenant‘ para não estender muito, porque foi comoção geral na internet como esses dois filmes foram arruinados pelos seus trailers que resumiam o filme todo. Todo mesmo, até o final.

Recentemente, tivemos uma campanha de marketing que eu achei brilhante, genial, awesome, incredible: ‘Mãe‘, do Darren Aronofsky. O primeiro trailer do filme não entregou absolutamente nada, e gerou várias especulações na internet. Seria um filme sobre vampiros? Um remake de O Bebê de Rosemary? Nada era revelado, apenas o clima tenso da produção. Achei sensacional, porém, falhou em levar o público para o cinema. O filme acabou se tornando um fracasso comercial nos EUA.

Será então que os trailers precisam mostrar bastante para despertar o interesse do público? Fica a dúvida.

Você já se sentiu lesado por assistir a um trailer que arruinou a experiência de ver o filme? Nos conte abaixo qual!

 


Crítica | A Babá - Netflix lança comédia de terror sobre culto satânico


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «

[AVISO] Os comentários passam por uma aprovação e podem demorar até 24 horas para serem disponibilizados no site. Comentários com conteúdo ofensivo serão deletados, e o usuário pode ser banido. Respeita a opinião alheia e comporte-se.