Oscar: Preferidos do público são ‘Selma’, Meryl Streep e Benedict Cumberbatch

Oscar: Preferidos do público são ‘Selma’, Meryl Streep e Benedict Cumberbatch

COMPARTILHE!

Os vencedores do Oscar escolhidos pelos 5,7 mil membros votantes da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas nem sempre agradam o público. Se fosse por votação popular, o Oscar de 2015 teria um resultado bastante diferente do esperado pelos críticos de cinemas.

Ao invés de ‘Boyhood‘ e ‘Birdman‘, o filme mais mencionado nos posts sobre o Oscar publicados no Twitter foi ‘Selma – Uma Luta Pela Igualdade‘, que foi considerado um dos maiores injustiçados da premiação desse ano por não ter sido indicado nas categorias Melhor Diretor e Ator.

Selma‘ acompanha a luta histórica de Martin Luther King Jr. (David Oyelowo) pela garantia do direito de voto para todas as pessoas. Esta campanha perigosa e assustadora culminou com a marcha épica de Selma a Montgomery, Alabama, levando o presidente Lyndon Baines Johnson (Tom Wilkinson) a assinar a Lei dos Direitos de Voto, em 1965. A direção de Ava DuVernay foi extremamente elogiada, mas acabou sendo menosprezada pela academia, o que gerou críticas à falta de diversidade dos indicados e acusações de racismo para a indústria hollywoodiana.




Ainda em levantamento feito pelo Twitter, o ator mais comentado entre os concorrentes ao Oscar foi Benedict Cumberbatch, por seu fantástico desempenho em ‘O Jogo da Imitação‘. A categoria melhor atriz foi a única que bateu com a opinião dos críticos: a grande preferida do público foi Julianne Moore, que deve levar uma estatueta hoje a noite por ‘Para Sempre Alice‘.

Mark Rufallo é o preferido dos usuários do Twitter na categoria Ator Coadjuvante, por ‘Foxcatcher – Uma História que Chocou o Mundo‘. A sempre fantástica Meryl Streep, de ‘Caminhos na Floresta‘, foi a mais comentada entre as concorrentes a atriz coadjuvante.

Para deixar os nossos leitores mais antenados no que vai rolar no grande festejo hollywoodiano, citamos abaixo uma lista das principais categorias do Oscar e apontamos quem deve levar e quem realmente merecia faturar a estatueta mais cobiçada da sétima arte. Pedimos que também coloquem nos comentários suas apostas.

O CINEPOP ESTARÁ FAZENDO A COBERTURA AO VIVO DA PREMIAÇÃO

Melhor filme




boyhood-1096862-TwoByOne

QUEM LEVA:Boyhood: Da infância à juventude”
Além da aprovação geral da crítica mundial, do forte lobby empresarial e do exercício narrativo muito ser ventilado, a fita já faturou prêmios importantes como BAFTA, Globo de Ouro e Critics’ Choice Movie Awards. É uma boa aposta, mesmo com Birdman, que levou o PGA (Sindicato dos Produtores de Hollywood), sendo um forte concorrente e O Grande Hotel Budapeste correndo por fora.

QUEM MERECE:Boyhood: Da infância à juventude”
O filme de Richard Linklater merece levar o prêmio por ser o mais singular de todos os indicados. Apesar da ideia de linguagem e das boas atuações, o longa possui uma sutileza pouco vista no cinema norte-americano atual. Não aposta em grandes plot twists ou reviravoltas mirabolantes, prefere se atentar a complexidade da vida cotidiana.

Melhor diretor

birdman-alejandro-gonzc3a1lez-ic3b1c3a1rritu

QUEM LEVA: Alejandro Gonzáles Iñárritu (“Birdman”)
De todos os cineastas indicados, Iñárritu é o que tem mais vantagem, não só por ter vencido o DGA (Sindicato de Diretores de Hollywood), mas pelo filme lhe proporcionar um maior protagonismo. As ferramentas cinematográficas utilizadas pelo diretor são inúmeras, e todas funcionam organicamente.

QUEM MERECE: Wes Anderson (“O grande hotel Budapeste”)
Mesmo que de certa forma tenha pouca idade, Anderson é um cineasta que tem uma das filmografias mais brilhantes do cinema moderno. Dono de trabalhos esteticamente magníficos, a cada filme, o diretor parece se superar. E neste melancólico novo trabalho, o sujeito está ainda mais inspirado e entrega uma verdadeira peça de arte.

Melhor ator

581382.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

QUEM LEVA: Eddie Redmayne (“A teoria de tudo”)
Pouco importou se Birdman ganhou o prêmio de Melhor Elenco no SAG Awards (Prêmio do Sindicato dos Atores), Eddie Redmayne venceu a categoria solo de Melhor Ator do evento. Como também levou o Globo de Ouro e o BAFTA. Essa é batata.

QUEM MERECE: Eddie Redmayne (“A teoria de tudo”)/Michael Keaton (“Birdman”)
Todo esse reconhecimento está longe de ser apenas campanha de marketing, Redmayne fez uma das interpretações mais poderosas dos últimos anos. Se doou por inteiro para viver Stephen Hawking, perdeu cerca de 15 quilos e quase entortou literalmente sua coluna por construir tal postura, até quando estava fora de cena. Mas a força de sua interpretação está no olhar profundo e tocante.

Melhor ator coadjuvante

635483774418719401-01-simmons

QUEM LEVA: JK Simmons (“Whiplash”)
Na categoria de melhor ator coadjuvante, JK Simmons levou o BAFTA, o Globo de Ouro, o SAG Awards e inúmeros outros prêmios que concorreu. Se existe uma aposta 100% certeira, esta é no eterno J. Jonah Jameson.

QUEM MERECE: JK Simmons (“Whiplash”)
Não é preciso citar o mérito do ator, sua atuação explosiva e transcendente fala por si. Basta conferir Whiplash, que a resposta virá em seguida. A interpretação de JK impressiona em vários aspectos.

Melhor atriz

0528550.jpg-r_x_600-f_jpg-q_x-xxyxx

QUEM LEVA: Julianne Moore (“Para sempre Alice”)
Ela já foi indicada quatro vezes ao Oscar, esse ano também já faturou o BAFTA, o Globo de Ouro e o SAG Awards, e parece que finalmente é chegada a hora dessa atriz monstruosa ter seu nome figurado entre as melhores da Academia.

QUEM MERECE: Julianne Moore (“Para sempre Alice”)
Este é um basicamente um “filme de atriz”, tudo é esquematizado para que Julianne Moore brilhe, vivendo uma personagem que com o tempo vai tendo sua vida deteriorar ao poucos, por causa de uma doença cruel. E Moore consegue transmitir toda a dor de Alice.

Melhor atriz coadjuvante

download

QUEM LEVA: Patricia Arquette (“Boyhood”)
Arquette também levou todos os prêmios já citados aqui e consequentemente deve faturar o Oscar por seu papel em Boyhood. Uma mulher comum, mas que transmite uma verdade absoluta pelo desempenho da atriz e por assim imprimir as rugas do tempo.

QUEM MERECE: Laura Dern (“Livre”)
São poucos os momentos que a personagem da incrível Laura Dern aparece em Livre, mas as cenas marcam intensamente a magia e alegria emanada daquela mulher. A atriz parece bem à vontade com o papel e confere muita singeleza. Merece levar o prêmio por exibir uma figura que encanta a todo o momento.

Melhor animação

como-treinar-seu-dragão-2-trailer

QUEM LEVA: “Como treinar o seu dragão 2”
Narrativamente impressionante e esteticamente belíssimo, essa continuação conseguiu pegar todos os elementos do anterior e os elevar ao nível máximo. Uma animação recheada de humor, ação e emoção. Venceu o Globo de Ouro e deve faturar o Oscar.

QUEM MERECE: “Como treinar o seu dragão 2″/”Operação Big Hero”
Tão encantador quanto o longa animado da DreamWorks, é Operação Big Hero. Pegando carona no filão dos filmes de super-heróis, essa nova empreitada da Disney é corajosa e traz elementos pouco vistos em títulos atuais do estilo. Além de possuir Baymax, um dos personagens mais queridos que surgiram em 2014.

Melhor filme em língua estrangeira

cena-de-ida-1419271681655_956x500

QUEM LEVA: “Ida” (Polônia)
Tem o expressionismo visual como proposta principal, o exercício cinematográfico de Ida é esteticamente fascinante. A razão de aspecto 1:1 que mostra o quanto oprimida está a personagem central, ou sua linda e cristalina fotografia excluindo o colorido da figura central, pintando que sua beleza está limitada a certas convenções, são alguns dos pontos primorosos. É uma obra belíssima, encarada como favorita por todos os especialistas.

QUEM MERECE: “Tangerines” (Estônia)
Provavelmente o filme com o final mais tocante de todos os indicados ao Oscar. Um doloroso estudo sobre guerra e relação humana. O representante da Estônia tem personagens explanados tridimensionalmente e uma história que à primeira vista parece seca, mas com o passar do tempo vai ficando cada vez mais inspiradora.

Melhor documentário

2_citizenfour

QUEM LEVA: “CitizenFour”
O premiado da Associação Internacional de Documentário, tem como ponto de partida entrevistas com Edward Snowden, o técnico em informática que vazou informações da poderosa agência de segurança dos EUA, a NSA. Fala sobre a espionagem do governo americano aos e-mails importantes recebidos de vários países, como justificativa de terrorismo. Esse debate coloca CitizenFour como o grande favorito ao Oscar 2015.

QUEM MERECE: “O sal da terra”
Muito mais que os incríveis registros fotográficos de Sebastião Salgado, é a história de sua vida. O longa é composto pelos retratos das viagens realizadas pelo fotógrafo e pelo seu relato em off, como também a descrição do mestre Wim Wender. É narrativamente sensorial e contemplativo, além de deter de uma estética singular, que provoca imersão imediata.

Curta nossa ENTREVISTA com a Milla Jovovich:



» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «