Renato Marafon comenta o Oscar 2015

Renato Marafon comenta o Oscar 2015

COMPARTILHE!

Renato Marafon, editor-Chefe do CinePOP, participou do telejornal RC Notícias e comentou sobre a premiação do Oscar 2015.

Assista:

Com Neil Patrick Harris no comando, a cerimônia de entrega do Oscar foi divertida – porém, longe de ser ótima como a do último ano, apresentada por Ellen DeGeneres – que lacrou com pizza e uma selfie da nata hollywoodiana.




O ponto alto desse ano? Os números musicais, que foram de uma contida e maravilhosa Lady Gaga até um emocionado Adam Levine (que cantou a linda Lost Stars). ASSISTA!

Discursos do Oscar abordaram preconceito e sexismo

Após ter uma ótima audiência em 2014, a 87ª cerimônia de entrega do Oscar foi mediana, com discursos políticos e um apresentador mediano, e registrou uma alta queda em seus índices – foi a pior audiência dos últimos sete anos. O Oscar 2015 foi visto por 36.6 milhões nos Estados Unidos, contra 43 milhões de espectadores que assistiram a cerimônia em 2014. Trata-se de uma queda de 16%.

Atores que ganharam o Oscar e caíram no esquecimento 




Foi a cerimônia do Oscar com mais baixa audiência desde 2008, quando o sem graça Jon Stewart apresentou a cerimônia e ‘Onde Os Fracos Não Tem Vez’ venceu como Melhor Filme.

O Oscar mais visto até hoje foi o de 1998, quando 55,3 milhões de pessoas assistiram ‘Titanic‘ levar 11 estatuetas.

Birdman Ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)‘ foi o grande vencedor do Oscar na noite de ontem. A comédia dirigida por Alejandro González Iñárritu, venceu em quatro das nove categorias em que estava concorrendo, incluindo a principal da noite, a de Melhor Filme. Além desta, Iñárritu venceu como Melhor Diretor. O filme ainda levou Roteiro Original e Fotografia.

Birdman Ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)‘ é uma comédia de humor negro que conta a história de um ator (Michael Keaton) – famoso por interpretar um icônico super-herói – enquanto ele faz de tudo para montar uma peça na Broadway. Às vésperas da estreia, ele vai lutar com seu ego e tentar recuperar sua família, sua carreira e ele mesmo.

O Grande Hotel Budapeste‘, a aclamada comédia de Wes Anderson, também ganhou quatro das noves categorias em que estava indicada. O filme venceu nas categorias de Melhor Trilha, Melhor Figurino, Melhor Cabelo e Maquiagem e Melhor Design de Produção.

O longa conta as aventuras de Gustave H, o lendário concierge em um famoso hotel europeu entre o período entre guerras, e Zero Moustafa, o mensageiro, que se torna seu mais fiel amigo.

A trama envolve o roubo e o resgate de uma obra inestimável do Renascimento e a batalha por uma enorme herança de família – tudo isso nos bastidores da dramática e repentina mudança de um continente.

O grande esnobado da noite foi ‘Boyhood – da Infância à Juventude‘, que levou doze anos para ser concluído.

Das seis indicações, só levou uma: Patricia Arquette, como melhor atriz coadjuvante. O longa também concorria a Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator Coadjuvante (Ethan Hawke), Melhor Roteiro e Melhor Edição.

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «