‘The Walking Dead’ gera polêmica nos EUA e grupo pede boicote

‘The Walking Dead’ gera polêmica nos EUA e grupo pede boicote

COMPARTILHE!

O grupo de vigilância conservador Parents Television Council se revoltou contra o episódio de estreia de ‘The Walking Dead‘, alegando que a série foi longe demais ao exagerar na violência explícita.

O grupo, liderado pelo presidente Tim Winter, se revoltou contra as cenas de morte.

“Às vezes mudar de canal não é suficiente, por mais que as pessoas digam que é simples. Achamos que as famílias deveriam ter mais controle sobre o que acontece na TV”, afirmou.




O grupo pediu aos patrocinadores a gastarem seus dólares em anúncios de uma forma mais responsável.

O episódio foi ao ar ontem, dia 23, e chocou os fãs com duas mortes sangrentas.

[SPOILERS]

E em um corte alternativo, a primeira morte seria de Maggie, não de Abraham. Então, a segunda morte seria de Abraham ou de Glenn?!




Vale lembrar que muito se especulou sobre a morte da personagem. Inclusive, sua intérprete, Lauren Cohan, passou dois meses longe das filmagens e só retornou no começo de agosto.

Assista, com a prévia do segundo episódio:

walkingdead7_36

walkingdead7_38

thewalkingdead

 

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «