Wes Craven e o legado da franquia ‘Pânico’

Wes Craven e o legado da franquia ‘Pânico’

COMPARTILHE!
Wes Craven e o legado da franquia ‘Pânico’
Avaliação: 5 - 1 votos

Os filmes de terror sempre povoaram o imaginário das pessoas. Geralmente atrelados a produções B, precisam de atrizes de renome e diretores conceituados para ganhar importância e fazer parte do cânone.

Foi assim com ‘O Exorcista‘, que trazia Ellen Bursty e Linda Blair, inclusive indicado ao Oscar de melhor filme entre outras tantas produções sofisticadas como ‘O Chamado‘, ‘Os Outros‘, ‘O Sexto Sentido‘ e tantos outros exemplares.

Os primeiros anos da década de 90 não foram problemáticos apenas para o cinema nacional, que saiu do limbo com as produções do Cinema da retomada. Os filmes de terror, que fizeram sucesso na década de 80 através dos ícones Jason (‘Sexta-Feira 13’), Freddy (‘A Hora do pesadelo’) e Michael Myres (‘Halloween’) e suas continuações estavam em franca decadência. Os fãs inveterados do gênero reviam os sucessos da década de 80 para matar a saudade.




Freddy Krueger

Foi com ousadia e injetando sangue novo (trocadilho interessante se falando de filmes de terror, não?) que o diretor Wes Craven, responsável pelo primeiro episódio da saga ‘A Hora do Pesadelo‘, em parceria com o roteirista Kevin Willianson trouxe as telas do cinema ‘Pânico‘, a primeira parte de uma trilogia de sucesso.

O filme revitalizou o gênero de terror nos anos 90 de forma semelhante à que ‘Halloween‘ (1978) fez na segunda metade dos anos 70, utilizando um conceito que combinava cenas assustadoras com diálogos que satirizavam os clichês dos filmes do gênero.

Pânico tornou-se num grande sucesso comercial na altura de sua estréia, e foi um dos filmes mais lucrativos de 1996, sendo aclamado por críticos de todo o mundo.





Devido ao seu sucesso, resultaram três sequências: ‘Pânico 2‘, ‘Pânico 3′ e o recente ‘Pânico 4‘, que no total arrecadaram ótimos US$ 604 mundialmente.

panico-drew-barrymore

O resultado produtivo desta quadrilogia se deve a uma série de fatores, entre eles: boas atuações de seus protagonistas Neve Campbell (a indefesa Sidney Prescott), Courteney Cox (da série ‘Friends’) e David Arquette (de diversos filmes desconhecidos na época). A participação especial de Drew Barrymore (‘As Panteras’) recuperada das drogas também ajudou na divulgação e promoção do filme. As homenagens aos clássicos da década de 80 e as participações especiais nos três filmes marcaram esta trilogia, responsável por trazer a tona uma serie de filmes com temática parecidas, alguns muito bons e inteligentes (‘Eu sei o que vocês fizeram no verão passado’ e ‘Prova Final’), outros razoáveis (‘Lenda Urbana’) e alguns muito ruins (‘Medo em Cherry Falls’).

Eleito como um dos 500 melhores filmes da historia do cinema, ‘Pânico‘ ainda ganha lugar no cânone cinematográfico ao ser indicado por diretores de renome como Quentin Tarantino, Guilherme Del Toro e o premiado Pedro Almodóvar.

Essa nova saga de filmes de terror também ajudou na difusão de continuação de antigos clássicos, como o ótimo ‘Halloween H20‘, que trazia a rainha do grito Jaime Lee Curtis, filha de Janet Leigh (a moça do chuveiro de Psicose), protagonista do primeiro filmes da série ‘Halloween‘, retornando 20 anos depois para reencontrar seu algoz.

panico4_68

Pânico‘ e outras produções posteriores foram motivo de sátira em ‘Todo mundo em pânico‘, lançado em 2001.

Craven faleceu no dia 31 de Agosto de 2015, mas nos deixou um legado sem precedentes, cheio de bons sustos e muita diversão.

Assista ao trailer de seu último filme, ‘Pânico 4‘ (2011):

panico_2

Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema!


Não esqueça de CURTIR nossa MATÉRIA ESPECIAL: