WikiLeaks ameaça vazar novos e-mails hackeados da Sony

WikiLeaks ameaça vazar novos e-mails hackeados da Sony

COMPARTILHE!

O pesadelo não acabou para a Sony Pictures. Após a empresa ter vários documentos confidenciais vazados no final do ano passado, por conta do ataque de um grupo de hackers, o WikiLeaks anunciou via Twitter que vai adicionar “milhares” de novos e-mails hackeados do estúdio em seu banco de dados.

O site comandado por Julian Assange já publicou mais de 30 mil documentos e 170 mil e-mails da Sony, obtidos com o ataque do grupo Guardians of Peace (Guardiões da Paz), associado à Coreia do Norte.

Um dos últimos documentos vazados pelo WikiLeaks revelou que Ben Affleck solicitou à produção do ‘Finding Your Roots’ que censurasse uma referência ao seu ancestral dono de escravos no programa.




Numa tentativa de barrar a iniciativa do site, o advogado da Sony Pictures David Boies enviou uma carta à agências de notícias no começo de abril pedindo para que ignorem os documentos publicados pelo WikiLeaks até agora.

Veja o tuite em que o WikiLeaks ameaça vazar novos e-mail da Sony:

Segundo o Hollywood Reporter, a Sony deve ter um prejuízo de mais de US$ 200 milhões para conseguir reaver a imagem da empresa e dos envolvidos. A empresa também precisou de um novo sistema de segurança, mais rígido, após a invasão à seu banco de dados.

O valor não inclui os possíveis futuros processos dos funcionários que tiveram suas informações pessoais e seguro social vazados e divulgados na internet, e das ações da empresa, que entraram no “vermelho”.

A Entrevista’, comédia com Seth Rogen e James Franco que satiriza o líder norte-coreano King Jong-Un, teria motivado a ação dos hackers.

Curta nossa ENTREVISTA com a Nina Dobrev:


» Siga o CinePOP no Facebook e no Twitter para saber todas as notícias sobre cinema! «