quinta-feira, abril 18, 2024

10 curiosidades de ‘As Aventuras de Peabody & Sherman’, uma viagem animada pela história

Nesta semana, As Aventuras de Peabody & Sherman completou dez anos de lançamento no Brasil. A animação norte-americana foi um dos poucos casos de filmes estrangeiros que estrearam primeiro no Brasil do que nos EUA. Por aqui, o longa chegou às telonas em 28 de fevereiro, enquanto a terra do Tio Sam só pôde conferir essa aventura a partir de 7 de março de 2014.

Apesar de tão ter feito o sucesso esperado, essa animação conquistou alguns fãs pelo mundo. Pensando nisso, o CinePOP listou dez curiosidades que você talvez não conheça sobre essa aventura pela história. Confira!

Adaptação

As Aventuras de Peabody & Sherman é uma adaptação de um quadro da animação de sucesso dos anos 60 As Aventuras de Alceu e Dentinho. O curioso é que essa foi a quarta adaptação dos personagens da franquia, mas foi a primeira a ser completamente feita em animação. As outras são: Polícia Desmontada (1999), Se Falhar, Morre (1992) e As Aventuras de Alceu e Dentinho (2000). Todos os outros são adaptações em live action ou misturando live action com animação 3D.

Renome

Apesar de ter um elenco incrível, o grande nome do filme está na direção. O cargo foi dado para Rob Minkoff, que ficou famoso no mundo do cinema por ter dirigido “apenas” um tal de O Rei Leão (1994). O diretor é um grande fã da animação original do Sr. Peabody e fazer uma adaptação cinematográfica era um de seus maiores sonhos como cineasta.

Quase

A adaptação original desse filme estava programada para ser lançada nos cinemas em 2003. Porém, seria uma versão completamente diferente. Na ideia inicial, o filme seria uma mistura de live action com animação 3D, igual à técnica utilizada em As Aventuras de Alceu e Dentinho (2000). No entanto, como esse longa não deu muito certo, o projeto foi engavetado até 2011, quando anunciaram que o filme seria lançado, mas feito completamente em animação.

Modern Family

Não deixe de assistir:

Em 2014, a série Modern Family estava no auge. Fazendo a limpa no Emmy e no Globo de Ouro, o seriado era um fenômeno da televisão norte-americana e também fazia muito sucesso mundialmente. Então, para surfar um pouco nessa popularidade, a produção convocou dois atores do show para darem vida a personagens no longa: Ty Burrell e Ariel Winter. Ty interpreta o Sr. Peabody, enquanto Ariel faz a Penny.

Eu sou o Sr. Peabody

Inicialmente, por conta do tom professoral e bem-humorado do Sr. Peabody, a produção havia escalado Robert Downey Jr., em alta pelos papéis de Homem de Ferro e Sherlock Holmes, para interpretar o cachorrinho genial. Porém, ele precisou abandonar o projeto por conflitos de agenda. O curioso é que isso já havia acontecido alguns anos antes, quando ele fora escalado para viver o Megamente e acabou deixando o projeto por conta de outros filmes.

Versão Brasileira

O diretor do filme justificou a escolha de Ty Burrell por ser uma pessoa que transpassava o mesmo tom do Sr. Peabody como figura paterna, que conseguia ser professoral e compreensivo simultaneamente. No Brasil, o papel foi dado para o ator Alexandre Borges, que ainda estava muito fresco na memória popular por seu Jacques LeClair, da novela Ti Ti Ti, e estava em alta pela novela Além do Horizonte.

Lenda viva

Aos 97 anos, Mel Brooks é uma das lendas vivas do cinema mundial. Para os que não sabem, seu trabalho na comédia e no drama o levaram a ser um dos poucos profissionais que ganharam Oscar, Grammy, Emmy e Tony. Ou seja, é um artista completo. E ele faz uma participação muito especial no filme. Dentre as figuras históricas que marcam presença na viagens do Sr. Peabody, Brooks interpreta o físico Albert Einstein.

Histórico

Uma das grandes diversões do filme é mostrar diversos ícones da história mundial interagindo em piadas sensacionais. Ao longo da trama, a animação brinca com a perda do nariz da esfinge, com o ‘vício’ em bolo de Maria Antonieta, o sorriso da Mona Lisa e afins. No clímax da história, vemos o guerreiro Spartacus aparecendo brevemente. O personagem foi animado com inspiração no Spartacus de Kirk Douglas, do filme dos anos 60.

Único

Apesar de ter feito uma bilheteria abaixo do esperado, o filme conseguiu um feito que nenhuma outra animação da DreamWorks Animation alcançou em 2014: chegar ao topo das bilheterias da semana. No caso de As Aventuras de Peabody & Sherman, o longa dominou a bilheteria da segunda semana. Já Os Pinguins de Madagascar e Como Treinar o Seu Dragão 2 encerraram suas passagens pelos cinemas sem chegar a essa marca em semana alguma.

Série

A ideia do filme era virar franquia de cinema. Porém, a bilheteria não deixou os executivos confiantes para aprovar uma sequência. Ainda assim, o Sr. Peabody e o Sherman ganharam uma segunda chance com uma série animada que foi exibida na Netflix.

Mais notícias...

Pedro Sobreirohttp://cinepop.com.br/
Jornalista apaixonado por entretenimento, com passagens por sites, revistas e emissoras como repórter, crítico e produtor.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS