10 curiosidades de “Prenda-Me Se For Capaz”, uma das histórias mais SURREAIS já contadas

Dentre todas as histórias já contadas no cinema, algumas se destacam por serem muito absurdas. E Prenda-Me Se For Capaz certamente é uma delas. A trama acompanha um jovem golpista que se especializa em fraudar cheques e começa a ser perseguido pelo FBI. O longa se consagrou como um dos mais interessantes do início dos anos 2000.

Neste fim de semana, o CinePOP separou 10 curiosidades que você talvez não conheça sobre o filme. Confira!

Longa história

A história do golpista que atravessou os EUA falsificando cheques foi aprovada para virar filme em 1981, e seria protagonizada por Dustin Hoffman. Porém, só foi lançado em 2002. A ideia original era ter David Fincher como diretor, mas acabou que Steven Spielberg, que só queria produzir o longa, acabou assumindo o comando.

Real

Por mais surreal que pareça, o filme é inspirado em uma história real. Dos 15 aos 21 anos, Frank Abagnale, Jr. atravessou os EUA assumindo oito personalidades diferentes e falsificando cheques. Após cinco anos preso, ele foi contratado pelo Governo Norte-americano para prestar consultoria contra fraudes bancárias, já que ele era realmente muito bom com as falsificações. Atualmente, ele tem uma empresa de consultoria contra fraudes financeiras.

Frank de verdade

O filme conta a história de Frank, que é um grande escapista. Então, em um momento pra lá de irônico, Steven Spielberg convidou o próprio Frank Abagnale, Jr. para interpretar o policial francês que conduz o Frank da ficção ao presídio.

Falta malícia

Frank não gostou da escalação de Leonardo DiCaprio para interpretá-lo no filme. Para ele, o ator não tinha a “malícia” característica de sua juventude. No entanto, depois de ver o filme pronto, o golpista mudou de ideia.

Trabalho é trabalho

Não deixe de assistir:

Tom Hanks estava no auge quando Spielberg embarcou no projeto. E apesar de ser um filme bem cotado, o diretor ficou receoso em chamar Tom Hanks para interpretar um papel de coadjuvante. Quando soube disso, Hanks disse para ele que um bom papel era um bom papel, independentemente do tamanho ou relevância na trama.

Desejo

Uma das cenas mais engraçadas do filme é o beijo apaixonado da jovem Brenda em Frank. Para conseguir esse efeito, Spielberg pediu para que Amy Adams pensasse que estava sem comer nada há dias e enfim ganhasse um X-Burger.

Misturado

Apesar de estar sensacional no filme, o agente interpretado por Tom Hanks não existiu na vida real. Ele foi criado por meio dos relatos de Frank dos diversos agentes que o perseguiram em sua vida. Inclusive, Frank nunca ligou para seus perseguidores no natal, isso foi criado para o filme.

Alteração

O filme é inspirado na biografia de Frank, que já havia saído de linha há quase uma década. Então, quando o filme estreou, o livro foi republicado, mas sem o capítulo final, que era diferente do fim do filme.

Sucesso total

Prenda-Me Se For Capaz foi nada menos que o sétimo filme consecutivo de Tom Hanks a arrecadar mais de 100 milhões de dólares em bilheteria. Isso só mostra como ele estava em alta no início dos anos 2000. Além disso, o filme recebeu duas indicações ao Oscar e venceu o BAFTA de Melhor Ator Coadjuvante, prêmio dado a Christopher Walken.

Tudo verdade?

Os feitos de Frank foram noticiados desde os anos 70, mas por anos, muitos deles acabaram não tendo provas. E como todo bom mentiroso, Frank admite ter inventado muitas coisas para se engrandecer, mas nunca disse exatamente quais de seus golpes foram verdade e quais foram mentira.

Prenda-Me Se For Capaz está disponível na Netflix.

Mais notícias...

Pedro Sobreirohttp://cinepop.com.br/
Jornalista apaixonado por entretenimento, com passagens por sites, revistas e emissoras como repórter, crítico e produtor.

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS