segunda-feira, fevereiro 26, 2024

10 filmes IMPERDÍVEIS que retratam a vida e trajetória de grandes artistas brasileiros

A importância de alguns artistas é tamanha que suas histórias merecem um filme. O cinema brasileiro ao longo do tempo nos apresentou projetos interessantes quando pensamos em cinebiografias ou mesmo documentários que retratam a vida de grandes artistas de nosso país. Para você que curte conhecer mais brasileiros que marcaram história, segue abaixo uma lista com 10 filmes IMPERDÍVEIS que retratam a vida e trajetória de grandes artistas brasileiros:

 

Mussum, o Filmis

Na trama, conhecemos partes da trajetória de vida de Antônio Carlos Bernardes Gomes, apelidado de Mussum, desde os tempos da infância pobre, passando pela esperança de estabilidade no serviço militar, seu amor pelo samba e pela Mangueira que o levou a ser integrante de um grupo chamado Os Originais do Samba, e sem esquecer do momento onde brilhou, quando se viu humorista por acaso, primeiro na saudosa Escolinha do Professor Raimundo e chegando até o ápice quando fora chamado por Renato Aragão para ser um dos integrantes de um dos programas televisivos mais vistos da história, os Trapalhões. Seus dramas na vida pessoal também contornam o brilhante roteiro assinado por Paulo Cursino.

 

Simonal

Simonal nos mostra o sempre animado Wilson Simonal (Fabricio Boliveira) e seu início na carreira de músico se apresentando em festas e eventos com o grupo Dry boys. Após conhecer Carlos Imperial e seu assistente na época, Erasmo Carlos, ganha a grande chance de sua vida e daí vira um dos grandes cantores do Brasil. Um dos pioneiros na criação da própria gravadora, Simonal, no auge, é envolvido em um escândalo, condenado por sequestro e extorsão, além de sair dessa história como dedo duro da ditadura. Exilado no próprio país, sendo negado pela grande maioria da classe artística, restou apenas pelas décadas seguintes tentar provar que nunca havia sido um delator a serviço da ditadura militar.

Não deixe de assistir:

 

Legalize Já

Na trama, conhecemos Marcelo (Renato Góes, longe de estar parecido com D2 mas com boa atuação) um camelô de blusas de rock and roll que trabalha no centro do RJ que vê sua vida mudar por alguns acontecimentos: a gravidez de sua namorada e o encontro inusitado com um engajado e viciado em música chamado Skunk (Ícaro Silva, em grande atuação). Aos poucos, se conhecendo melhor, entre brigas e vindas, resolvem investir tempo e criatividade no que viria a se tornar a inesquecível banda Planet Hemp.

 

Um Broto Legal

O filme começa na década de 50, mais precisamente no ano de 1956, em Taubaté, onde conhecemos os irmãos Tony (Murilo Armacollo) e Celly (Marianna Alexandre), dois amantes da música que possuem um sonho em comum: fazer sucesso com suas canções pelo Brasil. Contando com o incentivo do pai e as desconfianças da mãe, Tony é a mola propulsora e desbravadora desse sonho e logo parte para São Paulo em busca de oportunidades. Sempre muito simpático e querido por todos, Tony consegue que ele e sua irmã assinem um contrato com uma gravadora. Paralelo a isso, Celly ainda se dedica aos estudos e começa a namorar. Quando um sucesso cantando por Celly chega as paradas de todo o Brasil, escolhas precisarão serem tomadas sobre o futuro da carreira na música.

 

Migliaccio, o Brasileiro em Cena

O documentário busca de maneira mais profunda possível passar o modo de pensar e histórias da carreira de um artista muito criativo que conquistou o Brasil contando histórias próximas da realidade de muitos. Sempre em busca da importância de se comunicar com seu público através de sua arte, Flávio Migliaccio, um ótimo contador de histórias, através de entrevistas em algumas fases de sua vida, vamos começando a entender essa personalidade do universo das artes do Brasil.

 

Siron. Tempo Sobre Tela

A honestidade na arte de criar. Escrito e dirigido pelos cineastas André Guerreiro Lopes e Rodrigo Campos, Siron. Tempo Sobre Tela nos apresenta um profundo e impressionante raio-x sobre a criatividade de um dos maiores artistas plásticos de nosso país, Siron Franco. Com muitos depoimentos do próprio artista em uma espécie de narrativa intimista, o processo criativo é mostrado por várias óticas. Fontes de inspiração, meda da tortura, o pensar como uma peça de teatro, o fascínio com outras artes como o cinema, os fundamentos do sonho sobre à arte. Ao longo de cerca de 90 minutos somos premiados com memórias de sua intensa e bem vivida trajetória, tanto no lado profissional como no lado pessoal, declamadas belo lado do saudosismo.

 

Todas as Melodias

Nesse bom trabalho, acompanhamos uma parte da trajetória de Luiz Carlos dos Santos, o Luiz Melodia, que cresceu no morro do São Carlos, no Estácio, Rio de Janeiro, e que desde criança roubava o violão do pai para começar a criar músicas desde jovem. Teve suas canções imortalizadas por grandes artistas brasileiros, como a inesquecível canção Pérola Negra na voz de Gal Costa. Sua esposa Jane Reis nos conta algumas curiosidades ao longo do documentário que traz grande parte das incríveis canções que Melodia criou ao longo de várias décadas de carreira.

 

Othelo, o Grande

Ao longo de hipnotizantes 82 minutos de projeção, acompanhamos parte da história de Sebastião Bernardes de Souza Prata, nascido na hoje conhecida Uberlândia, em 1915, um homem que tinha a política de fazer rir! Lutando contra o preconceito em praticamente todas as fases de sua vida, logo ficou conhecido como Grande Otelo, sendo o grande responsável por dar vida à personagens com enorme apelo popular que estão nas memórias de muitas pessoas até hoje.

 

Os Quatro Paralamas

A arte de viver da fé no que acreditam. Amigos de quase toda uma vida, uma das maiores bandas da história da música brasileira. Em Os Quatro Paralamas, documentário disponível no catálogo da Netflix, temos a chance de acompanhar bem de perto, ao longo de um pouco mais de 90 minutos, entrevistas atuais, muitos vídeos de arquivo do diretor Roberto Berliner, fotos aos montes, lembranças de uma história que andou em paralelo com todas as mudanças sociais e políticas de nosso país. Exibido no Festival É Tudo Verdade de 2020, o documentário nos mostra em meio a muito papo, reflexões sobre a vida, desses paralamas, que passaram mais tempo juntos do que com as próprias famílias.

 

Cauby – Começaria Tudo Outra Vez

Na trama, conhecemos mais a fundo a trajetória e um pouco da vida pessoal do cantor, e porque não dizer grande artista, Cauby Peixoto. Pai professor de violão, mãe que tocava violino, nasceu e cresceu em um ambiente musical e aos poucos foi aprendendo as técnicas do canto. Em sua casa em Higienópolis, São Paulo, vamos conhecendo suas intimidades, e, em paralelo ao universo Cauby, uma história de um jovem fã e a aventura de encontrar o ídolo pela primeira vez.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS