10 filmes que refletem sobre a Primeira Guerra Mundial

Um dos mais sangrentos conflitos bélicos da história da humanidade e até hoje amplamente estudado e com produções audiovisuais que apresentam novos recortes e histórias dessa época turbulenta, a primeira guerra mundial deixou milhões de mortos. Começando a partir do assassinato do arqueduque Francisco Ferdinando o conflito se seguiu por cinco sangrentos anos reunindo as principais potências do planeta. Pensando nesse recorte, reunimos abaixo 10 filmes que refletem sobre a Primeira Guerra Mundial:

 

Nada de Novo de Front

Na trama, ambientada no terceiro ano da primeira guerra mundial, num primeiro momento no norte da Alemanha, vemos a chegada à guerra de Paul (Felix Kammerer, em seu primeiro longa-metragem) e seus amigos de escola. Seduzidos pela onda de discursos inflamados e contagiantes sobre a importância de exercer o patriotismo se alistando para defender os objetivos de seu país eles logo se colocariam dentro da dura realidade que é um conflito armado dessas proporções onde a morte está ao lado constantemente. Paralelo a isso, parte da alta cúpula alemã, aqui focado na figura de Matthias Erzberger (Daniel Brühl), propõe um cessar fogo para os franceses enquanto a cada minuto morrem centenas de jovens nas linhas de batalhas.

 

1917

Na trama, somos jogados novamente para os horrores da Primeira Guerra Mundial, mais precisamente para o ano de 1917 e no início do mês de abril (exatamente no dia em que os Estados Unidos declararam guerra à Alemanha e seus aliados), onde dois jovens soldados britânicos recebem ordens claras e objetivas para atravessarem um enorme território, inclusive passar próximo das linhas inimigas, tudo isso para entregar uma mensagem importante que pode salvar todo um batalhão com mais de 1.500 britânicos. Assim, reunindo forças de onde podem os jovens enfrentarão obstáculos complicados para chegarem até seu objetivo.

Não deixe de assistir:

 

A Batalha de Passchendaele

Nesse impactante longa-metragem, escrito e dirigido pelo cineasta canadense Paul Gross, acompanhamos a vida de algumas pessoas que tem seus destinos cruzados durante uma das mais sangrentas batalhas da primeira guerra mundial.

 

Mulher-Maravilha

Na trama, conhecemos uma ilha paradisíaca chamada Temiscira, onde só moram mulheres e possui como sua líder a rainha Hippolyta (Connie Nielsen).  Desde pequena, a jovem e futura amazona princesa Diana (Gal Gadot) queria ser uma guerreira e quando cresce descobre segredos de sua força. Certo dia, um avião cai no mar e Diana salva o único tripulante, o militar e espião Steve Trevor (Chris Pine) de quem escuta que o mundo está em guerra. Após navios inimigos tentarem invadir Temiscira, Diana resolve embarcar em uma viagem rumo à desconhecida humanidade, buscando encerrar o conflito mundial e assim também lutar pelo bem estar de todos ao seu redor.

 

Tolkien

Na trama, conhecemos em três etapas o inteligente e obstinado J.R.R. Tolkien (Nicholas Hoult), um jovem que perdeu a mãe muito cedo e teve que morar de favor na casa de uma velha senhora para assim poder terminar os estudos. Na escola que é matriculado faz forte amizade com outros três jovens, um grupo unido, ligados a arte, chás e rúgbi. Seus calorosos debates acontecem em um movimentado estabelecimento onde se sentem mais velhos e guiados pela liberdade de se expressar. Por meio de flashbacks vamos acompanhando esses encontros, principalmente quando o protagonista é recrutado para a Primeira Guerra Mundial. Tudo o que viveu nas linhas de batalhas, o desespero e sofrimento, a força da amizade que constrói, além do amor que sente pela sua vizinha de quarto e amante do piano Edith (Lily Collins) acabam servindo de inspiração para Tolkien escrever um dos maiores sucessos literários de todos os tempos O Senhor dos Anéis.

 

Feliz Natal

Dirigido pelo cineasta Christian Carion, em Feliz Natal acompanhamos um grupo de soldados e suas reflexões sobre a primeira grande guerra quando uma trégua é instaurada culminando numa folga de natal.

 

Flyboys

Com um enredo que nos joga para recortes iniciais da primeira guerra mundial, o longa-metragem Flyboys, dirigido por Tony Bill, nos mostra a trajetória de alguns jovens pilotos norte-americanos que chegam na França para servirem em uma unidade de pilotos de caças.

 

Cavalo de Guerra

Lançado pouco mais de dez anos atrás nos cinemas brasileiros, dirigido pelo mestre Steven Spielberg, Cavalo de Guerra, Indicado para cinco Globos de Ouro, é baseado em um livro homônimo de um dos maiores autores britânicos da história, Michael Morpurgo. Na história, acompanhamos um jovem que se alista para o exército em busca do seu melhor amigo vendido para as forças britânicas durante a primeira guerra mundial.

 

Glória Feita de Sangue

Um dos grandes trabalhos do renomado cineasta Stanley Kubrick, em Glória feita de Sangue, filme lá da década de 50, acompanhamos a história, que é ambientada na primeira grande guerra, onde um general francês ordena um ataque suicida jogando a culpa em outros três soldados. No elenco, o lendário Kirk Douglas.

 

O Despertar de Aurora

Na trama, voltamos em uma extensa linha temporal, até a Primavera de 1925 onde conhecemos Aurora, uma jovem até então com 14 anos que travou uma enorme luta para fugir dos horrores do genocídio armênio e anos depois conseguiu chegar em Nova York onde conheceu as várias facetas da fama em meio a uma Hollywood na era do cinema mudo. Contando sua história ao mundo, no forte mercado de cinema, interpretou a si mesma no filme Auction of Souls (Leilão de Almas, 1919), um filme que se perdeu com o tempo, caindo no esquecimento.

 

 

 

 

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS