sexta-feira, junho 21, 2024

13 Grandes dicas de Filmes IMPERDÍVEIS para Assistir na Amazon Prime Video

As plataformas de streaming há muito já deixaram de ser apenas um conduíte dos grandes estúdios e seus filmes até o público. Empresas como a Netflix, o pioneiro neste mercado, até começaram desta forma, como uma “locadora virtual”, mas logo percebeu que seria preciso começar a produzir conteúdo próprio também. Deu muito certo. A Netflix começou com séries próprias, que nunca precisariam deixar seu acervo, e logo vieram também seus filmes. Hoje, a coisa funciona em larga escala, numa era em que os principais grandes estúdios possuem suas próprias plataformas para exibir seus filmes, e outros streamings como a Amazon Prime Video caminham a passos largos para a mesma finalidade.

Mas nem só de conteúdo próprio pode viver essas empresas. Assim, um dos aspectos mais interessantes ainda é peneirar clássicos e produções de sucesso saídas dos cinemas. Afinal, grande parte dos filmes nesse sentido é que são verdadeiramente os ícones da sétima arte. Assim, através de uma série de matérias apresentaremos alguns dos grandes filmes imperdíveis disponibilizados em algumas das plataformas de streaming mais populares da atualidade. Aqui, continuamos com o segundo maior streaming do mercado, a Amazon Prime Video. Confira abaixo.

CODA – No Ritmo do Coração

Começamos a lista de dicas de filmes para assistir na Amazon com o grande vencedor do Oscar 2022. Tá bom para você? Talvez nem todos lembrem desse fato, afinal a vitória de CODA foi completamente ofuscada pela agressão de Will Smith ao comediante Chris Rock, que sequestrou a noite e não deu espaço para mais nada. Seja como for, esse tocante drama, que é remake de um filme francês, é extremamente inclusivo ao contar a história de uma jovem filha de pais surdos-mudos que precisa escolher entre seguir seu próprio caminho e seu sonho de ser cantora, ou ficar para ajudar a família num negócio pesqueiro.

O Poderoso Chefão

Já que a lista é de filmes que consideramos imperdíveis, nada mais justo do que recomendar clássicos atemporais ainda considerados obras-primas da sétima arte, que todos precisam ver ou rever antes de morrer. Assim, seja para apresentar para uma nova geração de cinéfilos mais jovens, ou para os mais velhos que há muito tempo não param para assistir este verdadeiro ícone do cinema, aqui vai nossa recomendação de O Poderoso Chefão. Tido como um dos melhores filmes de todos os tempos, quiçá o melhor na opinião de grande parte dos cinéfilos e críticos, essa ópera criminal de 1972 é basicamente Shakespeare para os novos tempos, e de tão poderosa não coube num filme só. Assim, se quiser companhia, a Amazon disponibiliza também em seu acervo as partes dois e três da trilogia.

Bastardos Inglórios

Gostamos de mesclar filmes mais novos com verdadeiros clássicos nas nossas listas de recomendações. Fora isso, costumamos apostar também em produções de todos os tipos. E aqui vai uma dica de um filme de guerra bem diferente, criado pela mente insana (no bom sentido) do diretor Quentin Tarantino, um dos grandes gênios em atividade atualmente. Violento, mas muito criativo e repleto de reviravoltas, o cineasta gosta de misturar diversos subgêneros em suas obras, mesmo quando o tema central está bem definido. O que não pode faltar é seu humor único, seus diálogos afiados, grandes atuações, e cenas fadadas a se tornarem icônicas. Bastardos é considerado por muitos fãs do diretor sua melhor produção. Ou seja, não perca tempo e corra para assistir ou rever.

Rocky

Voltando no tempo para outro clássico, aqui temos mais uma mudança de gênero. O assunto agora são os filmes de esporte, mais especificamente o boxe. Outra vez, Rocky precisa ser visto pelos mais novos, para que conheçam uma das maiores jornadas de um herói muito humano e identificável. Além, é claro, de ser o papel que iria definir a carreira do astro Sylvester Stallone. Muitos podem não saber inclusive, mas Rocky – Um Lutador ganhou o Oscar de melhor filme em 1977. Novamente, a Amazon aposta no legado do personagem, disponibilizando em sua plataforma simplesmente TODOS os filmes da franquia, ou seja, além do original e dos filmes dois, três quatro e cinco, Rocky Balboa (2006) e os derivados Creed – Nascido para Lutar (2015) e Creed II (2018).

Não deixe de assistir:

Corra!

Os fãs de cinema prezam por vozes originais atrás das câmeras, ou seja, diretores, roteiristas e produtores que entreguem ao público algo que nunca viram antes, algo totalmente fora da caixinha ou até mesmo olhares novos sobre temas batidos. Como é muito dito: “toda história pode ser contada, por mais maluca ou surreal que seja, desde que seja da forma certa”. Todos nós conhecemos aquele amigo que faz qualquer história se tornar interessante unicamente por causa da forma como ele conta. Pois bem, de tempos em tempos chegam pessoas em Hollywood como esse “nosso amigo”. E um dos mais recentes foi Jordan Peele, um cineasta que com apenas três filmes se tornou um dos nomes mais interessantes da atualidade. Aqui, recomendamos sua primeira produção, um filme de terror sobre racismo que funciona também como comédia e crítica social. E terminou indicado ao Oscar.

007 Contra o Satânico Dr. No

Novamente voltamos aos clássicos. O mais recente filme do maior espião do cinema, 007 – Sem Tempo para Morrer foi um dos maiores sucessos do ano passado nas bilheterias, e um dos filmes que ajudou na retomada das salas de exibição no pós-COVID. O filme foi a despedida de Daniel Craig na pele do personagem. Enquanto esse último esforço do ator não cai na plataforma da Amazon, que tal ver como tudo começou? Dr. No (1962) é oficialmente o primeiro filme de 007, com o agente secreto personificado pelo saudoso Sean Connery – ainda considerado por muitos o melhor intérprete do personagem. Essa é também uma forma de homenagear o grande ator, falecido em 2020 aos 90 anos. Mas não apenas isso, a Amazon possui em seu acervo todas as investidas de Connery no papel, assim como as de Roger Moore, George Lazenby, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e do citado Craig, exceto sua despedida. Em outras palavras, simplesmente toda a franquia de 007 – em seus gloriosos 24 filmes! Quem está pronto para maratonar?

Grease – Nos Tempos da Brilhantina

Ainda no terreno das homenagens, a cada ano que passa perdemos alguém que amamos por causa da idade ou alguma doença. É a lei natural da vida, não tem jeito. Justamente por isso precisamos aproveitá-la e viver da melhor forma possível. Para os cinéfilos, a cada novo ano que se apresenta é sinal de que alguma lenda da sétima arte irá nos deixar. No mês passado foi a vez da belíssima estrela Olivia Newton-John deixar seus fãs órfãos, partindo desse plano para o outro lado – certamente alegrando todas as almas do lado de lá com seu carisma vibrante, suas músicas e danças. Neste mundo, a atriz deixou sua marca bem cravada de forma inesquecível em Grease, de 1978, no qual fez par com o astro John Travolta, e se tornou um dos maiores musicais da história do cinema, extremamente influente ainda hoje. Mesmo quem nunca assistiu certamente conhece as músicas, por exemplo.

O Silêncio dos Inocentes

Saímos dos anos 70 e adentramos a década de 90, mudando também dos musicais para um thriller gélido e muito arrepiante, que fará até os mais insensíveis ficarem à beira da poltrona. Icônico e influente por vários motivos, podemos dizer que O Silêncio dos Inocentes serviu de referência para grandes títulos do gênero, como Seven, por exemplo, criando um subgênero próprio: o da “caça ao psicopata”. Baseado no livro de Thomas Harris, Jodie Foster estrela como a agente novata do FBI Clarice Starling, logo de cara colocada em um caso que moldaria sua carreira para sempre: caçar o serial killer conhecido como Buffalo Bill. Para isso, ela buscará a ajuda de outro psicopata, o canibal Doutor Hannibal Lecter – papel de Anthony Hopkins em estado de graça. Além de gerar continuações e séries de TV (uma pra Hannibal e outra para Clarice), o suspense foi o último vencedor do chamado Big Five no Oscar (prêmios para melhor filme, diretor, ator, atriz e roteiro). Tá bom para você?

Louca Obsessão

Continuamos agora na década de 90, e seguimos recomendando um thriller para lá de nervoso. Sabemos que assim como nós aqui na redação, vocês adoram. Misery, no título original, virou até mesmo peça de teatro, tanto nos EUA, quanto no Brasil (numa montagem muito elogiada). Aliás, até mesmo o filme se comporta muito como uma peça, afinal se passa quase todo dentro de um único ambiente, a casa da enfermeira mais assustadora do cinema, Annie Wilkes (papel que deu o Oscar para Kathy Bates). Baseado no livro de Stephen King, a história é uma grande brincadeira metalinguística do autor, contando sobre um famoso escritor (papel do saudoso James Caaan – falecido em julho deste ano) que cai nas “garras” de sua maior fã.

Questão de Tempo

Por mais que sejamos muito fãs da época e do gênero, não dá para ficar apenas recomendando filmes de suspense passados nos anos 90, certo? Quem sabe um dia façamos uma lista só assim. Enquanto esse dia não chega, a próxima dica é um dos filmes de romance mais lindos dos últimos anos, e um favorito pessoal deste amigo que vos escreve. Misto de romance, fantasia e comédia, Rachel McAdams e Domhnall Gleeson estrelam esse filme ainda subestimado pelo grande público, permanecendo num nível cult apenas. Produção britânica escrita e dirigida pelo especialista Richard Curtis, o jovem Gleeson protagoniza nessa ode à família, que é tanto sobre o relacionamento com nossos entes próximos, quanto sobre relações românticas. Na trama, o ator vive um jovem atrapalhado com as mulheres, que recebe de aniversário um presente muito especial de seu pai: a capacidade de voltar no tempo. Isso o ajuda a encontrar o grande amor de sua vida. Lindíssimo e ainda conta com um dos primeiros trabalhos nas telonas da musa Margot Robbie.

O Show de Truman

Seguindo na linha dos filmes emocionantes e criativos, um dos mais queridos e celebrados a sair da década de 90 é este primeiro filme sério do comediante Jim Carrey após sua explosão em meados dos anos 1990. Carrey sempre foi careteiro, mas aqui mostrava que possui alcance dramático também, em cenas verdadeiramente emotivas. Pioneiro no conceito de reality shows (que nos dominam hoje), a narrativa do filme propunha um programa de TV onde apenas o protagonista acredita estar vivendo no mundo real – enquanto tudo ao seu redor é falso. Muito fora da caixinha, O Show de Truman é realmente algo único, um filme desses que só aparecem de tempos em tempos, com uma proposta muito ousada e desafiadora de nossa compreensão. Pelo filme, muitos acreditavam que Carrey deveria ter sido indicado ao Oscar.

Thelma & Louise

Recentemente assisti a este filme depois de muitos e muitos anos. É incrível perceber como este longa de 1991 segue atual ainda hoje, e também pode ser considerado muito à frente de seu tempo ao discutir sem papas na língua a liberdade das mulheres em lugares ainda muito atrasados, e o feminismo. Na história, duas mulheres melhores amigas resolvem viajar no fim de semana e para isso pegam a estrada. Uma delas é casada com um marido extremamente abusivo. Outro tópico bastante atual é o estupro, que quase vitimiza uma delas. Quando matam o algoz em legítima defesa, se tornam foragidas da lei. É um filme pesado e polêmico, que talvez guarde um desfecho incorreto, e que hoje pode ser visto como uma forma não muito redonda de passar seu recado. Seja como for, se tornou emblemática e caiu nas graças do Oscar, indicando ambas as protagonistas Susan Sarandon e Geena Davis.

Fogo Contra Fogo

 

Terminando a matéria, mas não menos importante, temos mais um encontro de titãs ocorrido durante os anos 90. Depois de Susan Sarandon e Geena Davis no item acima, este filme marcou o primeiro encontro nas telas dos lendários Al Pacino e Robert De Niro, considerados dois dos maiores atores de todos os tempos no mundo. Esse foi verdadeiramente o mote que vendeu essa superprodução policial dirigida por Michael Mann. Na trama De Niro interpreta o líder de um grupo de bandidos altamente treinados e sofisticados, que se especializaram em assaltos a bancos. Do outro lado, temos o obstinado detetive vivido por Pacino, que fará de tudo para encontrar e prender os criminosos, mesmo que para isso coloque em risco sua vida pessoal ao lado da família. Uma verdadeira ópera do cinema policial inesquecível e imperdível.

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS