Hoje é o Dia da Visibilidade Indígena – dia não para pintar o rosto e fazer um cocar de papel, mas de olhar para os povos originários das Américas com respeito e refletir como podemos descolonizar nosso pensamento, de modo a termos atitudes mais humanitárias com os indígenas não só hoje, mas sempre. Por isso, fizemos uma seleção de 7 filmes que podem lhe ajudar a expandir seu olhar sobre os povos da floresta, que também estão nas cidades, nas favelas e nas periferias.

7 – ‘Ex-Pajé’ (2018)

Esse filme de Luiz Bolognesi é um triste retrato do impacto da evangelização em terras indígenas, que ocorre desde 1500. No longa, o pajé do povo Paiter Suruí passa a questionar sua própria cultura a partir do momento em que tem contato com os brancos de uma missão evangelizadora, que falam que sua cultura é demoníaca. Disponível no NOW.



6 – ‘A Febre’ (2019)

O filme de Maya Da-Rin conta a história de Justino, um indígena que é acometido por uma febre repentina em seu local de trabalho, na cidade. Quando sua filha passa para a faculdade de medicina na UnB e diz que vai se mudar, a febre piora, numa alegoria do impacto contaminante do mundo ocidental branco sobre esses povos. Disponível na Netflix.

5 – ‘Terra Vermelha’ (2008)



Um grupo de indígenas vive escravizado em uma terra, servindo como suvenir para turistas que os usa para tirar fotos. Então, o grupo decide lutar pela sua liberdade e seu direito à terra e aos seus ancestrais.

4 – ‘As hiper mulheres’ (2011)

Aproveite para assistir:



O ancião da aldeia Kuikuro, no Alto Xingu, percebe que está prestes a perder sua esposa. Portanto, pede ajuda para seus sobrinhos para que organizem o Janurikumalu, o maior ritual de mulheres da região, no qual elas cantam e dançam. A ideia é que a esposa do ancião possa cantar uma última vez antes de partir, porém, as jovens mulheres já não sabem todas as letras, o que torna a organização difícil. É um filme que mostra a importância da tradição oral, e como estamos perdendo essa continuidade. Disponível para aluguel no Youtube.

3 – ‘Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos’ (2018)

Ihjãc é um indígena do povo Krahô, perto de Pedra Branca. Um dia ele é visitado pelo espírito de seu falecido pai, e, a partir daí, começa a organizar uma cantoria de fim de luto, como é tradicional em seu povo. Disponível no NOW.



2 – ‘Pachamama’ (2018)

Pachamama’ é um longa de animação, o que reforça a importância de as crianças entrarem em contato com as culturas originárias desde cedo. Embora seja uma produção europeia-canadense, fala sobre o impacto da colonização para o universo infantil. Disponível na Netflix.

1 – ‘A Última Floresta’ (2021)


O documentário de Luiz Bolognesi e Davi Kopenawa Yanomami joga luz sobre o povo Yanomami, localizado entre o Brasil e a Venezuela. O filme, de uma fotografia poética, mescla as lendas originárias da formação desse povo com a realidade diária da ameaça constante dos garimpeiros na região. Foi o filme de encerramento do Festival É Tudo Verdade 2021.

Comentários

Não deixe de assistir:

🚨 INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE 🚨http://bit.ly/CinePOP_Inscreva