quinta-feira, maio 23, 2024

‘A Menina Que Matou os Pais – A Confissão’ ganha trailer PESADO

Em 2020, ‘A Menina Que Matou os Pais’ e ‘O Menino Que Matou Meus Pais’ se tornaram um sucesso de audiência ao retratarem o assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen.

Nos longas, Carla Diaz interpretou Suzane von Richthofen, acusada de matar os próprios pais com a ajuda do namorado Daniel Cravinhos (Leonardo Bittencourt), e do cunhado, Cristian (Allan Souza Lima).

Agora, a Amazon Prime lança o pesado trailer da sequência, intitulada ‘A Menina Que Matou os Pais – A Confissão‘, chegará ao catálogo em 27 de outubro para narrar o desfecho do crime que chocou o Brasil em 2002.

Assista:

Nas redes sociais, os fãs de Carla já estão ansiosos para revê-la no papel e estão rendendo elogios à sua performance.

Confira as reações:

Não deixe de assistir:

Confira e compare uma nova imagem oficial, que traz a protagonista no enterro dos pais:

“Atendendo ao pedido do público, teremos o terceiro filme sobre o caso Richthofen, conhecendo os passos dos três acusados após o crime, além dos bastidores da investigação que culminou na prisão dos envolvidos. Fique atento às novidades!”,  postou o ator Leo Bittencourt.

Confira mais fotos:

Suzane e Daniel Cravinhos foram condenados a 39 anos de prisão em regime fechado, enquanto Cristian Cravinhos foi sentenciado a 38 anos de reclusão.

Mas o que aconteceu entre o período do assassinato dos pais de Suzane e seu julgamento? A ideia é justamente abordar a lacuna de quatro anos entre o crime ocorrido em 2002 e o julgamento dos envolvidos, em 2006.

Lembrando que os roteiros dos filme têm como base informações contidas nos autos do processo que terminou com a condenação do trio. Cada longa tem aproximadamente 80 minutos de duração e conta um ponto de vista diferente da chocante história que acompanha os assassinos.

Atualmente, Suzane permanece cumprindo pena no presídio feminino de Tremembé.

Daniel está livre desde 2018 quando sua equipe de defesa conseguiu lhe garantir uma progressão para o regime aberto. Cristian foi solto em 2017, mas acabou voltando à prisão de Tremembé no ano seguinte por envolvimento em uma tentativa de suborno a policiais.

E aí, você já assistiu aos filmes?

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS