Aaron Sorkin diz que filha de Steve Jobs será a heroína de sua cinebiografia

Aaron Sorkin diz que filha de Steve Jobs será a heroína de sua cinebiografia


Em entrevista ao The Independent, o roteirista Aaron Sorkin comparou ‘A Rede Social’ (2010), seu filme sobre o fundador do Facebook, com a vindoura cinebiografia de Steve Jobs que está escrevendo.

“Os dois filmes são muito mais sobre os caras do que a tecnologia que eles inventaram. Em ‘A Rede Social’, eu estava interessado na psicologia por trás da rede social de maior sucesso do mundo, inventada pelo cara mais anti-social do mundo. E no caso de Steve Jobs, são os relacionamentos que ele teve - particularmente com sua filha Lisa - que me atraem.”

Depois, o roteirista revelou que considera a filha de Jobs a heroína do filme do pai.

“Lisa não participou do livro de Walter Isaacson [que serve de base para o filme], porque seu pai estava vivo na época e ela não quis se indispor com nenhum dos seus pais. Então, fiquei muito agradecido por ela ter reservado um tempo para conversar comigo [sobre o longa]. Ela é a heroína do filme.”




Para outra publicação, Sorkin definiu seu roteiro e disse que não o considera uma cinebiografia.

“É um roteiro de 181 páginas, e cerca de 100 são sobre um personagem. Não é uma cinebiografia, nem uma história que vai do berço ao túmulo”, explicou ao Hollywood Reporter.

O longa oficial de Steve Jobs abordará 16 anos da vida do criador da Apple e será contado em três segmentos, sobre os bastidores da criação de produtos da empresa - Mac, NeXT e iPod.

No momento, Michael Fassbender ('X-Men: Dias de um Futuro Esquecido', 'Prometheus') está na mira da Sony Pictures para viver Jobs e substituir Christian Bale, que desistiu do papel.

Seth Rogen ('Vizinhos') recentemente foi escolhido para interpretar o cofundador da Apple, Steve Wozniak. Jessica Chastain também está cotada para o elenco.

A Sony Pictures desenvolve o novo longa biográfico, adaptado do best-seller 'Steve Jobs – A Biografia' (2011), de Walter Isaacson, pelo roteirista Aaron Sorkin ('A Rede Social'). A direção será de Danny Boyle ('Quem Quer Ser um Milionário?').

O livro de 2011 é baseado em mais de quarenta entrevistas com Jobs ao longo de dois anos - e entrevistas com mais de cem familiares, amigos, colegas, adversários e concorrentes -, narra a vida atribulada do empresário extremamente inventivo e de personalidade forte e polêmica, cuja paixão pela perfeição e cuja energia indomável revolucionaram seis grandes indústrias: a computação pessoal, o cinema de animação, a música, a telefonia celular, a computação em tablet e a edição digital.

Não há previsão de estreia para a cinebiografia oficial de Steve Jobs.

Em 2013, a vida de Steve Jobs já havia sido retratada em 'Jobs', estrelado por Ashton Kutcher e que teve Josh Gad no papel de Wozniak. O filme não agradou a crítica especializada e arrecadou apenas US$ 35 milhões mundialmente.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c