quarta-feira, maio 29, 2024

‘Abigail’ e ‘Casamento Sangrento’ se passam no MESMO universo?

Em entrevista ao Collider, os diretores Matt Bettinelli-Olpin e Tyler Gillett confirmaram que há uma referência direta de ‘Casamento Sangrento‘ no terror cômico ‘Abigail‘, indicando que ambas produções compartilham o mesmo universo.

Na mansão onde os criminosos capturam a vampira bailarina titular, há um retrato de um ancestral de Tony Le Domas, interpretado pelo Henry Czerny (‘Pânico VI’) no filme de 2019. O retrato na mansão sugere que as duas famílias se conhecem, e ambas histórias apresentam elementos sobrenaturais que justificariam essa conexão.

Em ‘Casamento Sangrento‘, foi revelado que Victor le Domas fez um acordo com o demônio Bail para garantir poder e fortuna para sua família. E, considerando a longevidade de um vampiro como Lazer, não é difícil imaginar que ele possa ter ajudado no acordo em si.

Vale lembrar que ‘Abigail‘ arrecadou US$ 10.2 milhões em sua estreia nos EUA. Apesar de ter ficado abaixo das projeções, o valor supera a estreia dos últimos dois lançamentos vampíricos da Universal Pictures, ‘Drácula: A Última Viagem de Deméter‘ (US$6.5M) e ‘Renfield – Dando Sangue Pelo Chefe‘ (US$8M).

Internacionalmente, ‘Abigail‘ acrescenta US$ 5 milhões, totalizando uma estreia global de US$ 15.2 milhões.

Além disso, o terror recebeu uma nota B+ dos espectadores no CinemaScore e, junto às críticas positivas – 83% de aprovação no Rotten Tomatoes –, pode se beneficiar de uma boa estabilidade nas telonas durante as próximas semanas.

Confira nossas entrevistas e siga o CinePOP no Youtube:

Na trama, uma quadrilha sequestra a menina de apenas 12 anos na tentativa de receber uma quantia milionária pelo resgate, mas eles logo descobrem o erro e precisam lutar por suas próprias vidas quando percebem que ela é uma vampira.

Não deixe de assistir:

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS