Apesar do roteiro em construção, sinal verde para 'A Torre Negra' ainda não foi dado

Apesar do roteiro em construção, sinal verde para 'A Torre Negra' ainda não foi dado


E quem revelou a novidade foi o próprio produtor da possível franquia, o talentoso Ron Howard.

Em entrevista com a imprensa americana sobre seu mais novo projeto, 'No Coração do Mar', Ron confirmou que o roteiro está em andamento, mas que todos devem cruzar os dedos para que o projeto ganhe sinal verde da Sony Pictures.

Ultimamente essa se tornou a nova prática em Hollywood, o roteiro é preparado, passa por uma criteriosa avaliação do estúdio, e se o orçamento estiver em uma boa quantia, o sinal verde é dado.

Vale lembrar a adaptação de 'A Torre Negra' para as telonas passou por uma grande reestruturação, tendo em vista que o orçamento inicial, realizado por volta de 2010/2011, estava em US$ 150 milhões.




Sony agendou a estreia para janeiro de 2017, o que é bem pouco provável, já que o projeto sequer foi aprovado.

‘A Torre Negra’: Matthew McConaughey deve estrelar a adaptação do livro de Stephen King

O dinamarquês Nikolaj Arcel (O Amante da Rainha) vai dirigir. Roteirista da versão sueca de ‘Os Homens que Não Amavam as Mulheres’, o cineasta é um grande fã dos livros e sua visão sombria para o filme chamou a atenção do estúdio. A intenção é mesclar os gêneros terror e fantasia.

A Torre Negra: O Pistoleiro’, o primeiro capítulo da saga, servirá como base para o longa, atualmente escrito por Akiva Goldsman (‘Uma Mente Brilhante’) e Jeff Pinker (‘O Espetacular Homem-Aranha 2’).

Ron Howard ('Rush', 'O Código da Vinci') estava cotado para assumir a direção e Aaron Paul ('Breaking Bad') para ser o protagonista do primeiro filme, mas ambos não estão mais associados ao projeto.

A ideia da adaptação surgiu em 2007, quando J.J. Abrams (‘Star Trek’) estava envolvido. O plano da Warner Bros. também envolvia uma franquia cinematográfica e uma série de TV, a cargo da HBO, para cobrir mais eventos da história.

A Torre Negra consiste em sete livros. King lançou o primeiro volume, ‘O Pistoleiro’, em 1982, como uma homenagem ao faroeste ‘Três Homens em Conflito’, à Lenda do Rei Arthur e às histórias épicas de J.R.R. Tolkien, autor de ‘O Senhor dos Anéis’ e ‘O Hobbit’.

A trama acompanha a jornada do pistoleiro Roland Deschain através do Mundo Médio e outros para frustrar o objetivo do Rei Carmim de destruir a Torre Negra, o eixo que mantém todos os universos intactos.

Além dos títulos principais, King assinou ‘O Vento pela Fechadura’, situado no mesmo mundo de Roland, e a franquia ainda gerou uma versão em quadrinhos.





Inscreva-se em nosso canal e receba conteúdo exclusivo » http://goo.gl/mPcJ5c