sábado, abril 20, 2024

Após condenação, Jonathan Majors se manifesta: “Eu amava a Grace. Nosso relacionamento não era saudável”

O ator Jonathan Majors foi recentemente demitido da Disney após ser condenado por agressão imprudente em terceiro grau e assédio, após um desentendimento com sua ex-namorada, Grace Jabbari.

Recentemente, o ator deu uma entrevista ao Good Morning America, onde afirmou: “Não vejo minha filha há muito tempo, e isso tem a ver com isso”.

Ele também comentou sobre seu relacionamento com Grace Jabbari.

“Fui imprudente com o coração dela, não com o corpo dela”, ressaltou. “Eu amava a Grace. Nosso relacionamento não era saudável, e isso começou a se revelar com o tempo.”

Quando perguntado se teria feito algo diferente o ator afirmou: “Eu não a teria buscado. Eu não a teria colocado de volta no carro. Eu não teria tentado mantê-la no carro. Teria saído do carro e fugido imediatamente.”

A briga física começou em um carro quando Majors foi buscar Jabbari para levá-la para sua casa na cidade de Nova York. Jabbari notou uma “mensagem de texto sugestiva de outra mulher” para Majors, o que iniciou o desentendimento.

“Eu estava com medo”, disse Majors quando questionado por que não deixou Jabbari mais cedo. “Com os sinais vermelhos que eu encontrava, uso essa palavra, isso é perigoso. Isso é meses antes do incidente. Eu deveria ter sido corajoso. Deveria ter dito: ‘Não. Isso não está funcionando’, e deveria ter me afastado, e eu não fiz.”

Quando questionado sobre as mensagens que indicavam aparente suicídio Majors respondeu: “As ideias de me retirar permanentemente de situações é um pensamento que eu tive desde criança, desde que eu era um menino em uma fazenda no Texas”, refletiu. “Isso não está mais presente. Estou trabalhando para mantê-lo longe e garantir que não esteja mais presente.”

Sobre as outras acusações de abuso, Majors afirmou: “Testemunhei [agressão], mas nunca participei. Já fui espancado, mas nunca pratiquei isso”, garantiu. “Esses relacionamentos remontam ao tempo em que eu tinha 21, 22 anos, e eu só penso, ‘Eu fui um idiota? Eu fui um cara ruim?’ Sabendo o que sei agora, depressão severa, trauma infantil. Tive muito poucos relacionamentos, então consigo identificar sobre quais situações estamos falando. Eu não fui o melhor namorado o tempo todo. Nunca agredi uma mulher. Nunca coloquei minhas mãos, bati em uma mulher, nunca.”

Não deixe de assistir:

Lembrando que a sentença está agendada para 6 de fevereiro. 

Mais notícias...

Siga-nos!

2,000,000FãsCurtir
370,000SeguidoresSeguir
1,500,000SeguidoresSeguir
183,000SeguidoresSeguir
158,000InscritosInscrever

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MATÉRIAS

CRÍTICAS